Momento Cidades

301 anos de Cuiabá é celebrado com saldo positivo na Assistência Social

Publicado


.

No ano em que Cuiabá completa 301 anos de fundação não foram poucos os desafios enfrentados, principalmente nessas últimas semanas, com medids extremas adotadas pela Prefeitura de Cuiabá no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Mas nesse momento de reflexão, é preciso lembrar tambem as conquistas para Assistência, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência ao longo de pouco mais de três anos da gestão Emanuel Pinheiro, sempre com a participação da primeira-dama Márcia Pinheiro. 

Prova disso, foi a realização do primeiro concurso pPúblico realizado pela Prefeitura no final do ano passado voltado exclusivamente para atender as demandas da Pasta Social do Município. Mais de 288 candidatos participaram do certame, onde as provas foram realizadas no mês de dezembro de 2019 e a convocação dos aprovados foi realizada nos mês de fevereiro do presente exercício. Os selecionados foram convocados, passaram pelo processo de capacitação e já estão exercendo as atividades relativas aos cargos, como assistentes sociais, psicólogos, técnicos administrativos, advogados, contadores, entre outros.

Cotidianamente, a equipe da Assistência Social desenvolve serviços que contemplam atividades individuais e coletivas, como: acolhimentos, visitas domiciliares, oficinas, palestras, abordagens sociais, participações em ações de cidadania aos sábados, entre outros.

Conforme balanço apresentado pela Secretaria, ao longo desses 39 meses da atual administração, os atendimentos na rede, formada por 60 unidades, totalizam mais de 300 mil. “Podemos considerar o saldo das ações executadas pela Assistência Social como positivo. Cada vez mais estamos conseguindo ofertar um serviço de qualidade e excelência a população carente e de grande risco de vulnerabilidade social. O nosso trabalho tem como meta encerrar a gestão com 100% de satisfação e metas atingidas”, disse o secretário municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Wilton Coelho.

Na oportunidade, o secretário responsável pela Pasta, Wilton Coelho, destacou os trabalhos que vem sendo executados pela equipe de abordagem aos moradores em situação de rua nesse momento de enfrentamento ao Covid-19. Mais de 6 mil refeições já foram distribuídas, além de kits de higiene pessoal, álcool gel, cobertores, águas e informações sobre a doença. “Não estamos medindo esforços para atender a essa população que tanto precisa dos serviços públicos ofertados”, citou.

Além disso, o secretário frisou ainda que esse é um trabalho permanente executado pela secretaria. Todas as ações de abordagem aos moradores em situação de rua, bem como os imigrantes presentes na Capital são constantes. “Vale aqui ressaltar, a importante parceria com a Pastoral de Imigrantes, sendo essa a unidade referência para esse público e a Prefeitura é parceira, colaborando com despesas e fornecimentos de alimentos para ajudar a casa”.

Qualifica Cuiabá 300– Outro ponto que merece destaque, pontuou Coelho, são os cursos de profissionalização ofertados pelo Programa Qualifica Cuiabá, idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro, sendo coordenado pela Assistência Social e ministrados por instrutores do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).      
Com objetivo de Trabalhar a educação profissionalizante nas comunidades mais carentes, levando inclusão social e gerando profissionais qualificados para o mercado, foi lançado o projeto ‘Qualifica Cuiabá 300’ em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Ao todo já foram entregues 1.171 certificados, sendo 469 participantes da 1ª e 702 da 2ª etapa. Ao todo serão mais de 100 turmas dentre os cursos ofertados. A 3ª etapa foi concluída no mês de março desse ano, com mais de 500 participantes. “Um fato que merece destaque nesse projeto de qualificação profissional são as vagas destinadas aos imigrantes presentes na Capital. Mais de 30 pessoas, entre venezuelanos, haitianos, japoneses, entre outros já foram capacitados e muitos desses já estão no mercado de trabalho”, ressaltou Coelho.

Além da parceria com o Senai, uma edição especial voltada para as mulheres com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) foi realizado. Foram 39 turmas, com uma média de 20 participantes em cada sala, nas áreas da beleza e alimentação e com a carga horária média de 90 horas. Apesar de cursos de curta duração, em diferentes áreas como produção de salgados, bolos, pães, técnicas de depilação em cera e egípcia, designers de sobrancelhas, manicure e pedicure e pintura em tecido. Ao todo, quase 5 mil pessoas serão atendidas pelo programa.

CRAS – Muitas unidades totalmente reformadas e revitalizadas foram entregues à população. Até o final da atual administração, todas as unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) passarão por reforma completa da estrutura, sendo essas as portas de entrada para o acesso e inclusão nos programas sociais ofertados pelo Governo Federal.  

As unidades que já receberam as obras de revitalização predial que compreendem serviços de pintura, adequação das salas de atendimento, banheiros adaptados para atender as Pessoas com Deficiência (PCD), além de instalações elétricas novas foram dos bairros Tijucal, Osmar Cabral, Pedra 90, Jardim União, Novo Colorado e Pedregal. Agora faltam as unidades do Getúlio Vargas, Nova Esperança, Planalto, Novo Colorado, CPA, Dom Aquino, Praeiro, Jardim Araçá e Dr. Fábio que serão entregues até o final de 2020.

CREAS – Além dos CRAS, a população pôde procurar o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).  Os Centros Especializados cuidam especialmente de pessoas vítimas de violência e adolescentes em conflito com a lei.

A unidade que fica na região do centro de Cuiabá foi reformada e entregue à população, com um espaço todo equipado, com salas multiuso, refeitório, cozinha, administração, recepção, área para funcionários e banheiros femininos e masculinos. A unidade da região Norte, que fica no bairro Morada do Ouro, as obras também foram concluídas e entregues a população.

CCI – A rede de atendimento voltada a população com idade igual ou superior a 60 anos é composta por aproximadamente Mais 2.000 idosos, sendo assistidos por quatro unidades dos Centros de Convivência de Idosos (CCI’s), sendo eles o Padre Firmo, localizado no centro, o João Guerreiro, na região do Coxipó, Maria Ignês, no CPA e o Aidee Pereira, no bairro Novo Horizonte. Apenas a unidade do CPA, Aidee Pereira ainda não foi reformado, com as obras em andamento.  

As unidades passaram por reforma completa, sendo realizados serviços de pintura, troca de telhado, piso, troca da parte elétrica, portas e janelas, melhorias nos banheiros e acessibilidade. Além disso, foram realizados serviços de jardinagem, calçadas e meio-fio e a instalação de novos equipamentos para a prática de exercícios físicos e de lazer.

SIMININA- Cerca de 1,2 mil meninas são atendidas nas 17 unidades e uma série de atividades que foram implantadas: aulas de inglês, balé, reforço escolar, cuidados médicos e psicológicos reforçados e entrega de óculos. Agora, o programa conta também com o Jovem Siminina, trazendo o atendimento para as meninas na faixa etária acima dos 14 anos, preparando-as para o mercado de trabalho.
Ainda neste ano, a capital irá ganhar reforços com ampliação das ações com a instalação de mais dois ambientes para atendimentos, nos bairros Bela Vista e Capão da Gama, que irá abarcar o atendimento em mais sete bairros da região como o Cohab Nova, Cidade Alta, Verdão, Coophamil, Porto, Jardim Independência e Jardim Primavera.  Essa será a terceira unidade entregue pela atual administração, sendo duas no Distrito do Sucuri e uma no bairro Santa Izabel, que foi construída e anexada com a antiga unidade do Jardim Araçá para comportar maior número de meninas.

As meninas são preparadas para um futuro em que elas sejam as protagonistas de suas histórias, sendo uma das características mais marcantes. Atividades lúdicas e desafiadores têm levado as pequenas participantes a se descobrirem de diversas formas, a partir da valorização da beleza particular de cada uma, bem como dos sonhos que almejam conquistar já na vida adulta.

CASA DE AMPARO- A Prefeitura de Cuiabá entregou a reforma inédita da nova Casa de Amparo – Vilma Benedita Rodrigues. A unidade de acolhimento institucional que funcionava temporariamente em outro endereço atendeu, até o momento, 63 mulheres, além de 75 crianças num total de 138 auxílios sociais efetuados em 2019. A capacidade da sede é de 22 mulheres vítimas de violência doméstica, acompanhas ou não de seus filhos.

São 29 espaços, com novas mobílias e estrutura física amplamente reformulada na parte estrutural que passa a contar com salas de coordenação, acolhimento, administrativo, psicossocial, brinquedoteca, refeitório, cozinha, dispensa, lavanderia, salão multiuso, refeitório, cozinha, almoxarifado, seis quartos, seis banheiros, horta, parque infantil e academia ao ar livre.
“Já foram 39 meses da gestão Emanuel Pinheiro. A nossa mensagem nesse momento de crise e de muita preocupação é que todos tomem os devidos cuidados pessoais, que possam ficar ao máximo em suas casas para que possamos enfrentar esse momento de luta e de muito cuidado com a saúde e a vida da nossa população e de todos nós. “Vamos pedir a Deus para que possamos voltar a nossa rotina. Fica a minha mensagem a toda sociedade cuiabana. Nesse 08 de abril, vamos celebrar as conquistas já alcançadas e que serão realizadas até o final de 2020. Parabéns Cuiabá. Parabéns população cuiabana. Vamos juntos sair dessa com mais uma vitória”, concluiu o secretário.

 

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Várzea Grande ampliou medidas e investimentos na Saúde para combater o coronavírus

Publicado


.

31/05/2020    1

Respeitando o que determina a legislação quando aos investimentos feitos na área de saúde e a obrigatoriedade da prestação de contas de como os mesmos foram aplicados, a Secretaria Municipal de Sáude de Várzea Grande, apresentou em audiência pública online para respeitar o momento de pandemia, o relatório que apontou ter o município de Várzea Grande ampliado medidas para reforçar a assistência à população no enfrentamento ao Coronavírus, sem descuidar de outras ações relativas a saúda da população.

Os primeiros reforços foram na Atenção Primária, a porta de entrada para receber os pacientes no Sistema Único de Saúde – SUS, e assim evitar que as pessoas procurem o Pronto Socorro e Hospital Municipal e as UPAs Ipase e Dr. Farid Seror no Grande Cristo Rei ,que são unidades de urgência e emergência em um cenário de pandemia. Aquisição de produtos, insumos, medicamentos, EPIs, aumento do número de leitos e respiradores, aumento de equipe e reestruturação do Pronto-Socorro, além de ter reforçado os atendimentos nas unidades de pronto atendimento em saúde que ficam abertas 24h por dia, inclusive finais de semana, foram ações acentuadas neste primeiro quadrimestre.

Ao todo, a pasta aportou recursos no valor de R$ 54.421.507,87 milhões. Desse montante R$ 4.080.622,53 milhões são específicos para custeio das demandas relacionadas ao novo Coronavírus (Covid–19).

Segundo o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes, Várzea Grande, além dos recursos acima aportados e fiscalizados tem cerca de R$ 10 milhões vindos de diversas fontes, como Justiça Federal, Justiça de Mato Grosso, Ministério Público Federal e Estadual entre outros, mas nem 5% deste total foi gasto, demonstrando zelo, transparência e constante busca de resultados.

O município recebeu apoio da Ministério Público Federal e da Justiça Federal com créditos na ordem de R$ 2.231.772,27 milhões para enfrentamento da pandemia de recursos devolvidos em investigações da Operação Ararath e que são contabilizados, mas não entram nas contas públicas do Tesouro Municipal.

“Até o momento, temos feitos compras respeitando todos os prazos de licitação, tivemos a necessidade de medidas emergenciais em apenas seis licitações para aquisição de equipamentos e insumos hospitalares para atender as necessidades das unidades básicas, secundaria e terciaria do município no caso da pandemia. Mas é importante deixar claro que cada centavo gasto com o combate do coronavírus está sendo acompanhado pelos órgãos de controle e nossa auditoria interna, para que todos saibam exatamente no que gastamos e darmos transparência às nossas medidas”, afirmou o secretário de Saúde Diógenes Marcondes.

Entre os principais valores detalhados na Audiência Pública on-line os investimentos na atenção básica de R$ 1,47 milhões, na atenção de média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar de R$ 2,69 milhões, na aquisição de medicamentos e materiais médicos na ordem de R$ 2,82 milhões, e, pouco mais de R$ 19,9 milhões destinados à folha de pagamento, contrapartida de obras, aquisição de equipamentos e despesas administrativas.  

“Esses valores foram utilizados para aquisição de produtos, insumos, medicamentos, equipamentos e EPIs – toucas, máscaras, luvas, pequenas reformas, além da folha de pagamento, aumento do número de leitos, respiradores, álcool em gel, e, no caso dos créditos a própria Justiça Feral que efetuou os pagamentos dos produtos empenhados pela Secretaria. Tudo está especificado mês a mês e pode ser acessado na página de transparência da Prefeitura”, detalhou o assessor em planejamento da Secretaria de Saúde, Marcos Tertuliano de França, durante a apresentação.

Diógenes Marcondes avalia que no contexto receita e despesas “procuramos a melhor forma possível de dar transparência e organização logística para ter todas as condições de atender a população neste cenário atual de pandemia. Além de todos esses insumos, destacamos que neste quadrimestre entregamos em março 100% das obras de reestruturação física do Hospital Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande, sendo entregue a ala pediátrica com equipamentos de última geração, além da agência transfusional e laboratório. Em abril finalizamos a reforma da unidade de saúde do bairro Manaíra com 132 m²”, acrescentou o gestor da pasta.

Já em maio foi inaugurada a nova Unidade Básica de Saúde do Santa Isabel, obra que consumiu R$ 1.555 milhão com equipamentos, mobiliários e insumos além de medicamentos. “Essa bem como outras seis unidades estavam com suas obras suspensas por determinação da Controladoria Geral da União – CGU e do TCU e TCE quando a prefeita Lucimar Sacre de Campos assumiu em 2015 e somente agora, após saneado, regularizado e legalizado o processo é que as obras foram retomadas e serão entregues ampliando de menos de 20% da Atenção Básica da Saúde Pública para mais de 92% ao final deste ano”, lembrou o titular da Saúde Pública Municipal.

Outras duas UBS estão em fase final de conclusão e outras três em obras para serem entregues ainda em 2020 ampliando de menos de 20% para mais de 92% os atendimentos da Atenção Básica da Saúde Pública em Várzea Grande.

Ações contra a pandemia da Covid-19 – Um destaque na Audiência Pública foram as ações adotadas para o enfrentamento da pandemia da Covid-19 no município, que segundo o secretário Diógenes Marcondes as ações planejadas na área de Saúde para 2020 tiveram que serem alteradas a partir de fevereiro. Como por exemplo a suspensão de consultas e exames de rotina nas unidades de atenção básica e a suspensão de partos no Pronto Socorro Municipal, que foram direcionados para o Hospital Santa Helena para preservação da vida de mães e filhos.

“A pandemia do novo Coronavírus afetou diretamente a execução das ações da Atenção Básica que estavam planejadas para serem realizadas nesse primeiro quadrimestre de 2020, uma vez que a maior parte das atividades da Atenção Básica é realizada em grupos com o intuito de realizar educação em saúde, que é um dos pilares da Atenção Primária. Com o fechamento das escolas as dos grupos de educação em saúde que aconteciam dentro das unidades e fora delas, deixaram de acontecer para assim evitar a disseminação do coronavírus”, explicou.

Também foram suspensas as visitas domiciliares realizadas por Agentes Comunitários de Saúde, visando a proteção desses profissionais, foram suspensas também as consultas agendadas, sendo adotado o atendimento por livre demanda, a coleta de CCO foi suspensa, assim com o monitoramento das condicionalidades do Bolsa Família.

Apesar da influência negativa da pandemia nas ações da Atenção Básica os números de atendimentos totalizaram em janeiro e fevereiro 30,396 mil nas 22 unidades de saúde, além de 90.347 procedimentos como aferição de pressão arterial, curativos, glicemia capilar e medição de altura. A partir de março, já foram implantadas medidas de distanciamento social alterando a rotina das Unidades de Saúde.

As UPA’s registraram 70.328 atendimentos até abril e as atividades coletivas nos Centros de Atenção Psicossocial –CAPS – foram canceladas. Profissionais dos CAPS atuam agora através de teleatendimento psicológico as pessoas que procuram ajuda por telefone, com a implantação de linha 0800-647-0020. O atendimento via telefone teve início em 26 de março, e até o final de abril foram registrados 59 atendimentos pscicológicos.

O Hospital e Pronto Socorro atendeu mais de 25 mil e 800 pessoas nos quatro primeiros meses do ano de 2020 e ganhou reforço com a inauguração da nova Ala Pediátrica que nestes tempos de pandemia foi fechada para evitar riscos de contaminação e todos os serviços foram transferidos para o Hospital Santa Helena.

Em números de atendimento e procedimentos nos quatro primeiros meses de 2020, as unidades de saúde somaram mais de 638.895 mil procedimentos médicos odontológicos, ou seja, consultas, exames, vacinas, medicamentos, enfim toda e qualquer atividade realizada pelas unidades públicas de Várzea Grande.

“A partir de 23 de março foi elaborado o Plano de Contingência do Hospital e Pronto Socorro para enfrentamento ao Coronavírus, onde foram adotadas uma série de medidas para orientar os profissionais quanto ao manejo e tornar mais seguro possível os atendimentos aos pacientes. Como por exemplo, a ampliação dos pontos de ar comprimido e oxigênio, adequação de uma sala para estabilização dos casos e realização da coleta de SWAB e teste rápido. Suspendemos os serviços de ginecologia e obstetrícia devido ao risco de contaminação, restringimos os visitantes, capelania e estágios. E. ampliamos a equipe que agora conta com 20 técnicos de enfermagem, 15 profissionais para higiene hospitalar e 05 profissionais para o serviço de nutrição”.

O secretário também acrescenta que estruturalmente foi organizado um setor exclusivo, desde a porta de entrada até a internação para atendimento exclusivo aos pacientes suspeitos ou confirmados com o Coronavírus. Ao todo são 14 leitos, todos com saída de O2 e ar comprimido. Sendo, 03 leitos equipados com respirador para atendimento de pacientes graves. Na ala pediátrica existem 01 leito de isolamento e 03 leitos comuns, todos com saída de O2 e ar comprimido e 02 respiradores pulmonares.

“Também integramos o Comitê de Enfrentamento ao novo Coronavírus (Covid- 19), o qual se reúne diariamente e apresenta relatórios de acompanhamento e avaliação que são compartilhados com a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso e com a Secretaria de Saúde de Cuiabá para que o monitoramento aconteça de forma eficiente”, completou o secretário.

 

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Mais um óbito por COVID-19 é confirmado em Cuiabá

Publicado


.

O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam profundamente mais um óbito por COVID-19 de residente da capital.

A vítima é um homem de 52 anos, que começou apresentar sintomas no dia 15/05 e estava internado no Hospital Santa Casa desde o dia 20/05. Ele era cardiopata, diabético tinha doença hepática. Foi a óbito na madrugada deste domingo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana