Momento Esportes

Alisson elogia Flamengo, mas alerta sobre semifinal: “Grêmio merece mais respeito”

Publicado

A história recente do Grêmio na Libertadores aponta três disputas de semifinais seguidas e um título. É o suficiente para o meia-atacante Alisson pedir mais respeito ao time gaúcho na decisão da vaga à final da competição sul-americana de 2019, diante do Flamengo, na próxima quarta-feira.

Geromel e Maicon não participam de parte de treino Luan deve ser desfalque contra o Flamengo
Na tarde desta segunda-feira, após o treino tricolor no CT do Fluminense, o jogador foi perguntado sobre a onda de elogios e avaliações feitas sobre o Rubro-Negro, atual líder do Brasileirão com vantagem de 10 pontos. Ele rebateu em defesa dos comandados de Renato Gaúcho.

– Não somos bobos, sabemos a qualidade que eles (Flamengo) têm. Mas o Grêmio merece um pouco mais de respeito das pessoas de fora. Muita gente fala que o Flamengo já está na final, no Mundial também. Como alguns também falam que o Grêmio vai passar. Mas aqui mantemos os pés no chão, para chegar lá em campo e demonstrar novamente, não para as pessoas, mas para nós, que temos capacidade – destacou o meia gremista em entrevista coletiva.

Leia mais:  Com fim de jogo dramático, Brasil bate Grécia por 1 ponto no Mundial de basquete

A qualidade do ataque carioca, especialmente com Gabigol e Bruno Henrique, também foi explorada. Alisson evitou as individualidades e destacou o conjunto do Flamengo. Mas lembrou a classificação gremista fora de casa sobre o Palmeiras, nas quartas de final.

– Eles vêm jogando muito bem, a prova disso é que são líderes do Brasileiro. Nossa equipe tem muita qualidade também. Não à toa que estamos em uma semi novamente. Levamos dificuldade para São Paulo (contra o Palmeiras) e conseguimos. Vai ser uma grande partida, tomara que a gente possa estar na final novamente – afirmou.

O Grêmio volta a treinar na tarde de terça, novamente no CT do Fluminense, com portões fechados. O provável time para enfrentar o Flamengo, às 21h30 de quarta, pela semifinal da Libertadores, tem: Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Thaciano (Michel), Alisson e Everton; Diego Tardelli.

 

Por Eduardo Moura — Rio de Janeiro

Comentários Facebook
publicidade

Momento Esportes

Fluminense tem seis decisões para escapar do rebaixamento

Publicado

O Fluminense encara o jogo do próximo sábado (16) contra o Atlético Mineiro como a primeira de seis decisões para conseguir escapar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Mas o Fluminense chega a esta partida, válida pela 33ª rodada da competição, com um grande problema no gol. Muriel fraturou o primeiro metacarpo da mão esquerda e não joga mais este ano. Agenor e Marcos Felipe são os goleiros reservas, mas Marcão ainda não decidiu qual deles terá a responsabilidade de ser o arqueiro do tricolor carioca até o fim do Brasileirão.

Ouça na Rádio Nacional

Agenor, com 29 anos, é mais experiente. O gaúcho participou de dez jogos pelo Fluminense e sofreu 14 gols. Já Marcos Felipe é cria da base de Xérem. Com 23 anos, teve passagens pelas seleções brasileiras de base, mas poucas oportunidades nos profissionais do tricolor, sem jogar nenhuma partida este ano. 

Outra baixa do treinador Marcão é Caio Henrique. O lateral-esquerdo está servindo à seleção olímpica e Orinho vai ser o titular da posição contra o Atlético.

Leia mais:  Lutador morre no hospital após ser nocauteado em combate

Depois do Galo, o Flu terá outras cinco decisões para escapar do rebaixamento: CSA em Maceió, Palmeiras no Rio de Janeiro, Avaí em Florianópolis, Fortaleza novamente em casa e Corinthians no Itaquerão.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Esportes

México elimina Holanda nas penalidades e avança no Mundial Sub-17

Publicado

Na primeira semifinal, Holanda e México travaram um duelo de equipes que se recuperaram dentro do Mundial Sub-17. As duas seleções só foram vencer um jogo na terceira rodada da fase de grupos. Mas, a partir daí, eliminaram seus rivais nas oitavas de final e nas quartas de final para chegarem até esta partida decisiva no estádio Bezerrão, no Gama/DF. Tamanha igualdade durante toda a campanha levou também a um empate nos 90 minutos, o que levou a decisão para os pênaltis.

A Holanda teve maior posse de bola e criou as melhores chances no 1º tempo. Aos 27 minutos, um lance polêmico. Num chute forte, o goleiro García espalmou, a bola subiu e o atacante Naci Unuvar disputou de cabeça, conseguindo marcar o gol, que foi devidamente anulado, por ter cometido falta no camisa 1 mexicano. Fora este gol invalidado, os poucos torcedores nas arquibancadas não tiveram outro motivo para vibrar.

No 2º tempo, a tônica da partida continuou muito semelhante. Os ataques eram comandados pela Holanda. Aos 11 minutos, Youri Regeer perdeu uma chance clara. Livre na área, ele tentou um voleio “a la Bebeto”, mas chutou a bola sobre o gol de García. Nos pênaltis, o México ganhou por 4 a 3 e se classificou para a final, gols de Muñoz, Alejandro Gómez, Pizzuto e Guzmán.

Leia mais:  É Hoje! Brasil x Argentina se enfrentam as 21:30 Hs desta terça no Mineirão em BH

Regeer era perigoso, mas estava com azar. Seis minutos depois, num cruzamento para a área, ele deu de joelho na bola e conseguiu acertar o travessão. A pressão só aumentava.

Aos 28 minutos, numa jogada individual de Bogarde, ele cruzou rasteiro e, enfim, Regeer, dentro da pequena área, só tocou para as redes: Holanda 1 a 0.

Precisando empatar, o México foi ao ataque. E conseguiu uma cobrança de falta frontal à meta do goleiro Raatsie. O reserva Álvarez, que acabara de entrar, bateu com curva, o goleiro pulou atrasado e a bola balançou as redes: 1 a 1. A igualdade levava a decisão do primeiro finalista para os pênaltis.

Nas cobranças de pênaltis, o próprio Álvarez abriu a série desperdiçando sua cobrança. Mas, foi salvo pelo goleiro García, que defendeu três penalidades dos holandeses (uma, inclusive, do artilheiro Regeer) e se tornou o heroi da classificação mexicana para a final.

Domingo, às 19 horas, o México voltará ao gramado do estádio Bezerrão para tentar o tricampeonato do Mundial Sub-17.

Ficha técnica:
Quinta-feira, 14 de novembro de 2019
HOLANDA 1 x 1 MÉXICO (3 x 4)
Competição: Mundial Sub-17 (Semifinal)
Local: Estádio Bezerrão, Gama (DF)
Juiz: Guillermo Guerrero (Equador)
Público: 1.122

Leia mais:  Palmeiras acerta com Henrique Dourado e aguarda exame para anunciar empréstimo sem custo

Holanda: Raatsie, Bogarde, Rensch, Salah Eddine e Van Der Sloot; Maatsen, Taabouni, Hansen e Regeer; Unuvar e Braaf. T: Peter Van Der Veen.
México: García, Alejandro Gómez, Rafael Martínez, Ruíz (Lara) e Guzman; Pizzuto, Josué Martínez, González e El Mesmari (Joel Gómez); Luna (Álvarez) e Muñoz. T: Marco Ruiz.

Gols: No 2o tempo: Regeer (28) e Álvarez (34).

Edição: Liliane Farias

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana