Momento Destaque

Angústia: Cerca de 10 mil professores interinos terão seus contratos suspensos pelo Governo do Estado de Mato Grosso

Publicado

Cerca de 10 mil professores interinos terão os contratos suspensos pelo governo do Estado devido à pandemia do coronavírus. Nesta quarta-feira (1), deputados estaduais criticaram e cobraram da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para que os profissionais não fiquem sem renda.

“Não é justo, não concordo. O governo deve rever isso. Eu vou levar essa reivindicação para o governador Mauro Mendes”, cobrou o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM). Ele afirmou que vai levar a questão para o conhecimento do governador Mauro Mendes, do mesmo partido.

O deputado Lúdio Cabral (PT) criticou e pediu para o governo rever a suspensão dos contratos durante a sessão, onde outros deputados também abordaram o assunto.  Mais tarde em post no Instagram, o petista disse que são pelo menos 10 mil professores interinos que terão os contratos suspensos.

“É um contrassenso neste momento. Neste período, funcionários das empresas estão todos em casa e ninguém falou nada de não pagar salários. É um momento diferente e acho que o governo tem que rever isso, não é ir dizendo vai embora, quando puder a gente chama você, que história é essa?”, questionou Botelho.

“Quantas empresas que estão todos em casa. Então quer dizer que o governo pode fazer isso com os contratados, os efetivos estão em casa, recebendo normal. Eles porque são contratados são tratados dessa forma, não, tá errado. Tem que ter o mesmo tratamento”, disse o presidente do Parlamento.

“Quero dizer que fiz compromisso com o deputado (Valdir)Barranco de lutar em defesa de vocês. Eu fui professor contratado também, fui efetivo depois, mas o contratado, ele sofre muito. Ele recebe por último, quando tem qualquer dificuldade ele que é colocado nas ruas. É uma dificuldade atrás da outra. Eu acho um mau exemplo que o governo está fazendo de suspender o contrato dessas pessoas agora. Esse momento não é o momento disso. O governo, a Secretaria de Educação está no caminho errado. Vou estar com vocês nessa luta, nessa defesa”, disse Botelho.

“A cada ano, eles (professores) têm os contratos renovados. Por conta da greve do ano passado, que durou 75 dias, o ano letivo de 2020 tem dois calendários. Um que iniciou em fevereiro e outro que iria iniciar no dia 23 de março. Exatamente no dia em que se iniciou o isolamento social e a suspensão das aulas, daí os profissionais agora recebem está notícia”, reforçou o petista.

Segundo Lúdio Cabral, “os interinos dessas escolas atribuíram suas aulas na semana anterior e havia o compromisso da Seduc de assinar os contratos e colocar esses profissionais na folha de pagamento, mas de forma surpreendente a Seduc não assinou esses contratos e disse mais, que esses profissionais só terão seus contratos assinados depois que a pandemia acabar. Quer dizer, mais da metade dos interinos, seis mil trabalhadores que estão desde o mês de janeiro sem contrato, aguardando, foram pegos de surpresa com essa medida”.

Conforme Lúdio Cabral, não tem sentido essa medida. O pronunciamento do parlamentar foi reforçado por outros parlamentares.  Lúdio fez questão de destacar que essas aulas serão repostas depois do isolamento social. “Não tem sentido, o governo, com essa visão estreita, insensível, desumana, desamparar milhares de trabalhadores que são os contratados temporariamente”, disse.

 

Otavio V entureli(com Assessoria)

Comentários Facebook
publicidade

Momento Destaque

Em ação rápida PM prende em flagrante ciminoso que matou idoso a facadas por causa de som alto e o encaminha à presídio

Publicado

Em uma ação rápida, policiais militares de Sinop MT  prenderam  na noite deste sábado (23), em flagrante delito, um homem de 29 anos suspeito de matar  o vizinho, um idoso de 65 anos, com diversos golpes de faca. A motivação do crime seria a reclamação do som alto que tocava na casa do suspeito.

A vítima ainda apresentava sinais de vida quando a equipe da PM chegou ao local, porém morreu poucos minutos depois, antes mesmo de receber os primeiros socorros do Corpo de Bombeiro.

A prisão ocorreu às 22hs, logo após o crime e a poucos metros da porta da casa da vítima. No momento em que chegaram ao endereço os policiais flagraram um homem com o corpo e as vestes sujas de sangue tentava fugir pulando o muro, da parte dos fundos do conjunto de moradias.

Surpreendido por um dos policiais, ele ainda insistiu na tentativa de fuga saltando o muro da frente. Ao ser abordado, ainda resistiu à prisão, porém acabou sendo contido e algemado.

Conforme descrição dos policiais, o local do crime é um residencial com diversos pequenos apartamentos. No período da tarde a vítima havia ido até o apartamento onde mora o suspeito para pedir que diminuísse o volume do som.

À noite, depois de consumir bebida alcóolica, o autor do homicídio foi até a casa do vizinho que reclamou e o matou. Na casa do suspeito, conforme registra no Boletim de Ocorrência, os policiais encontraram uma garrafa de vodka.  Ele foi levado para a delegacia e deve responder por homicídio. O corpo do idoso deverá ser sepultado nesta segunda-feira(25), em sinop MT.

 

Otavio Ventureli(com assessoria)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Destaque

Polícia de Mato Grosso intensifica caça a bandidos que explodiram caixa eletrônico em Supermercado e conseguiram fugir

Publicado

Políc ia de Mato Grosso intensifica a caçada a Bandidos que  explodiram o caixa eletrônico do supermercado Bom Gosto, na rodovia dos Imigrantes, em Várzea Grande, e trocaram tiros com a Polícia Militar.

O crime aconteceu na madrugada deste domingo (24) e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi chamado para retirar os explosivos. Os suspeitos fugiram em um Jeep Renegade preto.

Segundo informações do boletim de ocorrências, os militares estavam em rondas quando foram chamados via rádio para atender uma denúncia de disparos de arma de fogo. A equipe seguiu até a região onde ficam os caixas eletrônicos e, ao se aproximar do supermercado, foi recebida a tiros pelos suspeitos.

Os militares reagiram atirando de volta e pediram reforço. No confronto, os criminosos conseguiram fugir e não há informações sobre feridos. As viaturas policiais ficaram danificadas.

O Bope foi ao local e encontrou várias munições e explosivos ainda ativos. Equipes da Força Tática, da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), Polícia Ambiental também foram acionadas.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Polícia Civil compareceram ao local para iniciar as investigações.

 

Otavio Ventureli(assessoria PM)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana