Momento Economia

Após denúncia de jornal, IBGE afirma que vai revisar dados do PIB

Publicado

source
conta arrow-options
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

De acordo com o IBGE, a validação de novos números não deve gerar grandes alterações no valor divulgado

Após a denúncia do jornal britânico Financial Times sobre os dados do PIB brasileiro , divulgado na terça-feira (3), o IBGE afirma que vai revisar os números. O órgão divulgou uma nota técnica, nesta quarta-feira (4), comunicando que será feita uma revisão nos resultados do terceiro trimestre de 2019.

Jornal britânico levanta dúvidas sobre números do PIB do Brasil

O instituto destacou, porém, que as estimativas levam em consideração uma série de dados, e que a revisão por conta dos novos números do comércio externo não devem gerar grandes alterações no que foi apurado até então.

“Cabe informar que as estimativas trimestrais são ancoradas, principalmente, no desempenho das atividades econômicas, até por disporem de mais informação conjuntural, e que essas não sofrerão alterações significativas”, destacou o IBGE.

A revisão feita pelo IBGE será divulgada em 4 de março do próximo ano, quando o instituto apresentará os dados das contas nacionais do quarto trimestre de 2019.

O IBGE acrescentou que as mudanças feitas pelo Ministério da Economia ainda não foram incorporadas, uma vez que a alteração nas contas externas foi publicada na véspera da divulgação dos resultados do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre de 2019.

“Nos sistemas estatísticos em todo o mundo a revisão de dados faz parte do processo. Revisões do trimestre anterior estão previstas na metodologia das Contas Trimestrais, como citado a seguir: ‘Caso tenha ocorrido mudanças relevantes, as Contas Trimestrais do trimestre imediatamente anterior podem ser revistas em divulgação posterior, com a substituição de projeções anteriores pelos dados realizados e a introdução de alguma revisão de dados fornecidos pelas pesquisas conjunturais do IBGE ou de outros órgãos'”, completou o IBGE em sua nota técnica .

Correção de quase US$ 4 bilhões

O valor das exportações acumulado em novembro, que era de US$ 9,681 bilhões, foi corrigido para US$ 13, 498 bilhões. Com a revisão, o saldo do período trocou o sinal: a balança comercial saiu de um déficit de US$ 1,1 bilhão no período para um superávit de US$2,717 bilhões.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Economia

Nascidos em março podem sacar auxílio emergencial do 3º lote

Publicado


.

Cerca de 400 mil beneficiários do auxílio emergencial, contemplados no terceiro lote do benefício, podem sacar hoje (8) os recursos da primeira parcela. O saque está liberado para os nascidos em março.

O auxílio, com parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), foi criado para reduzir os efeitos da crise econômica causada pela pandemia de covid-19. A liberação do saque e a transferência da poupança social da Caixa para outros bancos estão sendo feitas de acordo com o mês de nascimento dos beneficiários. Os recursos são transferidos automaticamente para as contas indicadas.

O calendário de saque segue o seguinte cronograma: segunda-feira (6) foi a vez dos nascidos em janeiro; terça-feira (7), nascidos em fevereiro, hoje (8) poderão sacar os nascidos em março; na quinta (9), nascidos em abril; na sexta-feira (10), nascidos em maio; no sábado (11), nascidos em junho; na segunda (13), nascidos em julho; na terça-feira (14), nascidos em agosto; na quarta-feira (15), nascidos em setembro; na quinta-feira (16), nascidos em outubro; na sexta-feira (17), nascidos em novembro; e no sábado (18), nascidos em dezembro. No total, o saque será liberado para cerca de 4,8 milhões de pessoas.

Edição: Graça Adjuto

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Economia

Fundador da rede Ricardo Eletro é preso em São Paulo por sonegação fiscal

Publicado


source
ricardo eletro
Reprodução

Ex-fundador da Ricardo Eletro e a filha foram detidos nesta quarta-feira (8) por sonegação fiscal

O fundador e ex-principal acionista da rede varejista Ricardo Eletro foi preso em São Paulo na manhã desta quarta-feira (8), em uma operação de combate à sonegação fiscal e lavagem de dinheiro no estado de Minas Gerais. Ricardo Nunes e a filha Laura Nunes foram presos em uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), pela Receita Estadual e Polícia Civil.

A prisão de Laura foi feita na Grande Belo Horizonte . Há um mandado de prisão em aberto para o diretor superintendente da Ricardo Eletro, Pedro Daniel Magalhães, em Santo André, região do ABC de paulista. Até às 8h, ele estava foragido. O irmão de Ricardo, Rodrigo Nunes, também é alvo de um mandado de busca e apreensão.

Sonegação

A operação “Direto com o Dono” investiga a sonegação de aproximadamente R$ 400 milhões em impostos ao longo de cinco anos. O delegado Vitor ABdala, responsável pelo caso, disse ao G1 Minas Gerais que o patrimônio de Ricardo crescia enquanto ele “se apropriou indevidamente do tributo”.

Além dos três mandados de prisão, há 14 mandados de busca e apreensão em Minas e São Paulo. A Justiça determinou ainda o sequestro de bens imóveis de Ricardo Nunes , avaliados em cerca de R$ 60 milhões, para ressarcir danos causados ao estado de Minas Gerais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana