Momento Agro

Aprosoja apoia instituições que atendem pessoas com Síndrome de Down

Publicado


.

Fortalecimento Institucional

Aprosoja apoia instituições que atendem pessoas com Síndrome de Down

Neste sábado (21.03) é o Dia Internacional da Síndrome de Down

20/03/2020

Pessoas com Síndrome de Down são atendidas diariamente pelo Programa Agrosolidário da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato (Aprosoja). São crianças, jovens e adultos atendidos por 13 associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAEs), que recebem periodicamente um complemento alimentar a base de soja, bem como orientação nutricional que auxiliam no crescimento e desenvolvimento deles. Neste sábado (21.03) é o Dia Internacional da Síndrome de Down, que traz o tema “Nós decidimos!” A data lembra a capacidade que essas pessoas têm em fazer suas próprias escolhas e seus direitos à inclusão e bem-estar social.
 
Flora de Oliveira (02 anos) possui Síndrome de Down e é aluna da Apae do município de Lucas do Rio Verde desde os dois meses de idade. A mãe, Solange de Oliveira conta que o suplemento alimentar disponibilizado pela Aprosoja é essencial na alimentação da filha.  
“Em casa utilizamos pouco a soja na alimentação e agora sei que Flora está consumindo a bebida na escola. Creio que isso tem proporcionado a ela uma dieta equilibrada e saudável, porque a soja é muito benéfica à saúde. Flora cresce e se desenvolve dentro do esperado”, salientou. 
 
Bióloga, especialista em educação especial e escritora, Solange lembra que não foi fácil quando descobriu a Síndrome de Flora. “Mesmo tendo todo o suporte acadêmico, tive o momento de grande tristeza. Enfim busquei me informar e internalizar. E superei, fui atrás de atendimento para Flora e hoje ela é essa criança maravilhosa. Um cromossomo a mais do amor. Creio que essa data é muito especial e a favor da cidadania”, disse. 
 
Apae de Lucas do Rio Verde é uma das parcerias da Aprosoja Mato Grosso desde 2013. Conforme a diretora pedagógica, Elaine Prates, a instituição atende 200 alunos especiais, com idade entre zero e 60 anos, nas áreas de educação, saúde e assistência social, sendo 15% destes com Síndrome de Down. “Cerca de 80% dos alunos são carentes e a Apae sobrevive de doações, por isso esse apoio da Aprosoja é fundamental para a alimentação saudável e desenvolvimento das crianças. É um alimento rico em proteínas que oferecemos com leite no café da manhã. Só temos a agradecer”, pontuou a diretora. 
 
Outra instituição atendida pela Aprosoja, desde o ano passado, é a Apae de Ribeirão Cascalheiras. Conforme a diretora pedagógica, Vanuza Leite dos Santos, a instituição atende 40 alunos especiais, entre 12 e 72 anos de idade, e insere a bebida de soja para auxiliar na nutrição deles. 
“Esse apoio é muito importante. Atualmente estamos com maior aceitação por parte dos alunos e estamos buscando maneiras diferentes para servir a bebida de soja, a utilizando em vitaminas e bolos”, explanou.
 
A professora aposentada, Antônia de Paula Soares, é mãe do Iago Soares (27 anos) que possui Síndrome de Down. Ela comenta que o filho frequenta a Apae de Ribeirão Cascalheiras desde a criação e enaltece a parceria da Aprosoja com a instituição. “É muito importante esse apoio, pois essa bebida de soja contribui para uma alimentação mais saudável não só para o meu filho, que está lá desde criança, quanto para os outros alunos, a proteína ajuda eles se desenvolverem melhor”, destacou Antônia.
 
Diretor administrativo da Aprosoja Mato Grosso, Lucas Costa Beber, lembrou que colaborar com o crescimento e desenvolvimento de pessoas excepcionais é um dos objetivos do Agrosolidário. Além disso, lembrou que as pessoas com Síndrome de Down precisam de oportunidades, respeito e carinho.
“É justamente ao encontro dessa premissa, que nós produtores de soja e milho de Mato Grosso, associados à Aprosoja, trabalhamos para ajudar com muito orgulho entidades que atendem essas pessoas. São pessoas capazes de tudo, temos exemplo de sucesso em todas as áreas, seja no esporte, na cultura ou na educação, elas se sobressaem. Só precisam de incentivo, respeito e oportunidade. É um orgulho para entidade poder contribuir com desenvolvimento dessas pessoas”, pontua. 
Agrosolidário – Desde 2009, o projeto apoia e ajuda instituições e projetos importantes como creches, asilos, hospitais, entidades filantrópicas, APAEs, Hospital de Câncer e Projeto Flauta Mágica. Para se ter uma ideia, somente ano passado foram mais de 22 mil atendimentos do Agrosolidário em 89 instituições distribuídas em 36 municípios. Atualmente são 90 instituições beneficiadas com distribuição de bebida de soja em seus mais variados sabores, orientação nutricional e ajuda financeira.
 
Síndrome de Down – É causada pela presença de três cromossomos 21 na maior parte das células de um indivíduo. Isso ocorre na hora da concepção de uma criança. As pessoas com síndrome de Down, ou trissomia do cromossomo 21, têm 47 cromossomos em suas células em vez de 46, como a maior parte da população.
 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA

Comentários Facebook
publicidade

Momento Agro

Congresso aprova crédito suplementar que garante recursos para o Plano Safra 2020/2021

Publicado


.

O Congresso Nacional aprovou nessa quinta-feira (21), em sessão conjunta virtual, a liberação de crédito suplementar de R$ 343,6 bilhões nos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União. Desses recursos, R$ 3,2 bilhões serão destinados para a equalização de juros do Plano Safra, que o Ministério da Agricultura pretende anunciar no dia 15 de junho.

“Foi muito importante a aprovação desse projeto, porque retirou o último entrave que estava nos segurando para o anúncio do Plano Safra”, disse o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Eduardo Sampaio “Agora vamos concluir as medidas a serem submetidas ao Conselho Monetário Nacional, junto com as equipes do Ministério da Economia e do Banco Central”, completou. 

Outros R$ 741 milhões serão usados para a subvenção ao prêmio do seguro rural em 2020, complementando os recursos previstos para o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR), já aprovado no Orçamento em R$ 957 milhões. No primeiro quadrimestre do ano, o Mapa já disponibilizou R$ 200 milhões para o PSR. Esse recurso é utilizado para subvencionar parte dos prêmios do seguro pagos pelo produtor. Graças ao PSR, somente nos anos de 2018 e 2019, as companhias seguradoras indenizaram aos agricultores em R$ 3,5 bilhões em função de problemas de perdas de produção por seca, granizo, chuva excessiva e outras adversidades climáticas.

No Projeto de Lei aprovado pelo Congresso também estão previstos R$ 400 milhões para o pagamento de indenizações do Proagro, que cresceram neste ano por causa da estiagem no Sul do país.

Também foram previstos R$ 35 milhões para ações de defesa agropecuária, R$ 13,5 milhões para a agricultura familiar, R$ 7,6 milhões para a Embrapa, R$ 6 milhões para aquicultura e pesca, R$ 5 milhões para a área de relações internacionais, R$ 5 milhões para assuntos fundiários, R$ 4,7 milhões para o Serviço Florestal Brasileiro, R$ 2 milhões para a Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação e R$ 1,5 milhão para o Incra.

O texto do Projeto de Lei do Congresso Nacional foi aprovado por 74 votos favoráveis no Senado e na Câmara dos Deputados, com 451 favoráveis e um voto contrário. O PLN 8/2020 segue agora para sanção presidencial.

Informações à Imprensa
[email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Agro

FRANGO/CEPEA: Com exportação firme e procura elevada também no BR, preço interno sobe

Publicado


.

Cepea, 22/5/2020 – Os embarques de carne de frango in natura tiveram ritmo elevado nas duas primeiras semanas de maio, conforme dados parciais da Secex, diminuindo a disponibilidade interna dos produtos, principalmente congelados. Com isso, os preços domésticos subiram. Nos 10 primeiros dias úteis de maio, o Brasil embarcou 202 mil toneladas de carne de frango, com média diária de 20,2 mil toneladas, aumento de 25,9% frente à de abril e ainda 24,5% acima do ritmo observado em maio/19. Segundo agentes do setor consultados pelo Cepea, a China tem sido a maior responsável pelo incremento dos embarques brasileiros, adquirindo também as principais carnes concorrentes, como suína e bovina. Além das exportações, as vendas domésticas de carne de frango também estiveram aquecidas no mercado doméstico nas últimas semanas. Neste caso, o impulso veio do aumento das compras de redes atacadistas e varejistas, que realizaram a reposição de estoques. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana