Internacional

Argentina aprova pacote de emergência para superar crise

Publicado

source

Agência Brasil

Alberto Fernández e Cristina Kirchner arrow-options
Reprodução/Twitter Alberto Fernández

Alberto Fernández e Cristina Kirchner em cerimônia de posse da Presidência argentina

Após mais de 15 horas de debate, a Câmara dos Deputados da Argentina aprovou na madrugada de hoje (20), por 134 votos a favor e 110 contra, um pacote de medidas de emergência válido até o dia 31 de dezembro de 2020. Foi a primeira vitória do presidente da República Alberto Fernández , dez dias após a posse.

Leia também: UDN: partido extinto há 54 anos pode voltar em dose dupla

O projeto de lei Solidariedade Social e Reativação Produtiva, enviado pelo Governo ao Congresso, tem como objetivo declarar emergência econômica, social e sanitária do país.

Entre os principais pontos do projeto estão um imposto de 30% para gastos no exterior, além de um limite de compra de 200 dólares por mês, medidas que afetam principalmente a classe média. Além disso, o projeto aumenta diversos impostos, o que permitiria uma arrecadação equivalente a 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB).

Leia também: “Você tem uma cara de homossexual terrível”, diz Bolsonaro a jornalista

Para os aposentados, é prevista a suspensão por 180 dias dos aumentos previstos no governo anterior. O pacote contempla ainda uma moratória para as dívidas das pequenas e médias empresas e o congelamento das tarifas de luz e gás por um prazo máximo de 180 dias.

Se aprovado no Senado, o projeto concederá, ainda, diversos designações excepcionais ao Poder Executivo. Desta forma, o governo poderá executar, por um ano, medidas tributárias, previdenciárias, financeiras, administrativas, sociais e de saúde, sem necessidade de aprovação pelo Congresso.

Leia também: Joice chama Eduardo Bolsonaro de “inútil e imbecilizado” após ser alvo de piada

O projeto de lei será encaminhado para o Senado e será votado em sessão presidida pela vice-presidente, Cristina Kirchner .

Fonte: IG Mundo
Comentários Facebook
publicidade

Internacional

Aos 68 anos, morrem gêmeos siameses mais velhos do mundo

Publicado


source
gemeos
Reprodução/Youtube

Durante 68 anos, os gêmeos viveram cara a cara, unidos do esterno à virilha com apenas um conjunto de órgãos digestivos inferiores


Os gêmeos siameses mais velhos do mundo  morreram aos 68 anos no asilo em que viviam, no dia 4 de julho, nos EUA.

Ronnie e Donnie Galyon, de Ohio, permaneceram unidos pelo abdômen desde o nascimento , em outubro de 1951, quando os médicos consideraram arriscado demais separá-los. 


A união seguia do esterno à virilha com apenas um conjunto de órgãos digestivos inferiores. Mas cada um deles nasceu com corações e estômagos separados e tinha seu próprio conjunto de braços e pernas.

Após o seu 63º aniversário em 2014, o Guinness World Records considerou ambos os gêmeos siameses mais velhos de todos os tempos .

Ronnie e Donnie chegaram a fazer uma turnê pela América do Norte com um circo para sustentar a família. Eles se aposentaram do entretenimento em 1991.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Brasil e países islâmicos vetam educação sexual em projeto da ONU

Publicado


source
ONU
UN Photo/Kim Haughton

Resolução foi apresentada pelo México e pode ser votada na semana que vem.

O Brasil se uniu a países islâmicos e vetou a educação sexual em um projeto da Organização das Nações Unidas ( ONU ). O documento em questão dá diretrizes para os países combaterem à violência contra a mulher.

Ao optar pelo veto, o Brasil se juntou à Arábia Saudita, Iraque, Kuwait, Paquistão e Bahrein como países que foram contra a medida. Os governos do Oriente Médio são acusados de terem uma postura de violação dos direitos das mulheres.

Segundo o colunista do UOL, Jamil Chade, o governo de Jair Bolsonaro não explicou o motivo pelo qual vetou a medida. O posicionamento do Brasil segue um aceno feito pelo Itamaraty à uma postura conservadora nas negociações diplomáticas.

A resolução foi apresentada pelo México e visa “eliminar todas as todas s formas de discriminação contra mulheres e meninas”. Segundo o país latino, a meta é ampliar a luta por igualdade de gênero. A proposta deverá ser votada na próxima semana.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana