Polícia Civil MT

Arte Cultura realiza festival de karaokê nas festividades de fim de ano

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Buscando maior diversão e interatividade dos servidores, a  14ª edição do Projeto Arte e Cultura em Ação, realizada pela Polícia Judiciária Civil, por meio da Coordenadoria de Gestão de Pessoas, traz uma programação especial e inédita para as comemorações, com o 1º Festival de Karaokê promovido pela instituição. 

O evento realizado desde 2006 visa proporcionar momentos de descontração, alegria e principalmente revelação de talentos artísticos dos policiais civis. O 1º Festival de Karaokê, criado com caráter de concurso será dividido em duas etapas, a primeira no dia 06 de dezembro e a segunda, no dia 13, data oficial do evento.

O festival de karaokê iniciará com a etapa seletiva e a segunda etapa encerra o concurso com a vitória do candidato com melhor atuação. Os dois eventos serão no auditório do prédio da Diretoria Geral da Polícia Civil, em Cuiabá.

Além do concurso de Karaokê, a programação segue na tradicional tarde de apresentações musicais, humorísticas, exposições de pintura, artesanatos, culinária e muito mais.

Inserido no calendário de eventos da Instituição, o Projeto Arte Cultura em Ação é promovido, pela equipe da Área de Acompanhamento Psicossocial, da Coordenadoria de Gestão de Pessoas da PJC. A ação tem com objetivo confraternizar, bem como estimular e fortalecer a autoestima e qualidade de vida do servidor.

Leia mais:  Equipes do interior avançam na classificação parcial dos Jogos Internos da PJC

Para participar do concurso de Karaokê, o interessado deverá ler o REGULAMENTO, preencher a FICHA DE INSCRIÇÃO e encaminhar somente por e-mail para o endereço eletrônico: [email protected]

Já as inscrições para o Projeto Arte e Cultura em Ação poderão ser realizadas por e-mail: [email protected]; por telefone através dos números (65) 3613-5627 e (65) 99972-5945; ou presencialmente com a equipe psicossocial no setor de Gestão de Pessoas (na avenida Coronel Escolástico n.346 – bairro Bandeirantes – 2º andar). 

Todos os servidores e familiares que tenham um talento especial ou que queriam demonstrar a sua forma de arte são convidados a contribuir com a comemoração. Então se você canta, toca, dança, faz artesanatos, pinta, conta piadas, se é um artista na cozinha ou tem outro dom especial, venha participar dessa festa.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

Polícia Civil MT

Ação conjunta das polícias de MT e São Paulo cumpre mandados contra suspeitos de golpes pela internet

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Em uma ação investigativa realizada em conjunto  pelas Polícias Civis de Mato Grosso e São Paulo, equipes da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) cumpriram três mandados de prisão e dois mandados de busca e apreensão em Cuiabá dentro da “Operação Cerrado” deflagrada pela Delegacia de Polícia de Pirapozinho, no interior paulista.

As ordens judiciais deferidas pela 1ª Vara da Comarca de Pirapozinho foram cumpridas contra pessoas que faziam parte de uma organização criminosa voltada à prática de golpes efetuados pela internet, principalmente, por meio de sites de compra e venda de produtos e veículos.

Na investigação foram coletados indícios de autoria e materialidade dos crimes praticados e apurado que os investigados se associaram para praticarem variados crimes de estelionato por meio de fraude na aquisição dos produtos.

Diligências realizadas pelas equipes da Polinter de Mato Grosso e da polícia paulista levaram os profissionais aos bairros Florianópolis e Jardim Vitória, onde na tarde desta terça-feira (03.12) foram presos dois dos investigados.  De acordo com o delegado de São Paulo, Rafael Guerreiro Galvão, que coordenou a ação em Cuiabá, os autores dos crimes fazem parte de uma organização criminosa e somente na região de Regente Feijó, Andradina, Presidente Prudente e Pirapozinho, 18 vítimas identificadas caíram nos golpes aplicados pelo grupo.

Leia mais:  Polícia Civil apresenta Inquérito Eletrônico a equipes das regionais

As investigações contaram ainda com medidas cautelares como interceptação telefônica, afastamento de sigilo bancário e fiscal e de transmissão de dados telefônicos que foram, ao longo dos trabalhos de apuração, gradualmente deferidas pelo juízo competente. Os integrantes do grupo chegaram a movimentar mais de R$ 200 mil nos golpes somente nas últimas semanas.

Um dos últimos investigados preso em Cuiabá pelas equipes de Mato Grosso e São Paulo é P. A. G. B., 27 anos, funcionário de uma rede de supermercados. O investigado trabalhava como estoquista e foi preso no interior do estabelecimento e conduzido à sede da Polinter.  

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia Civil MT

Polícia Civil prende traficantes e fecha boca de fumo em Rondonópolis

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), em trabalho da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), fechou mais um ponto de venda de entorpecentes da cidade. A ação resultou na prisão do suspeito, Daniel Henrique de Oliveira Lima, 19, e Marcos Vinícius Dias, 38, pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, receptação e corrupção de menores.

Uma adolescente que estava na casa e que também atuava com a venda ilícita foi autuada em ato infracional análogo ao tráfico de drogas e associação para o tráfico.

O endereço, localizado no bairro Cidade de Deus, já era monitorado pela equipe da Derf Rondonópolis, com objetivo de apurar várias denúncias do comércio de entorpecentes no local.

Segundo informações, o proprietário da residência (Marcos Vinícius) era monitorado por tornozeleira eletrônica e contava com apoio de outras pessoas, inclusive menores de idade para atuar com o comércio de entorpecentes.

Constatada a movimentação intensa no local, durante monitoramento, realizado na quarta-feira (04), os policiais decidiram realizar a abordagem na casa, onde os dois suspeitos e uma adolescente foram surpreendidos atuando com o comércio ilícito.

Leia mais:  Polícia Civil localiza homem suspeito de estupro e morte de adolescente em Campinápolis

Com a menor, foi encontrado 08 porções pequenas de maconha, já embaladas para venda, que estavam guardados nos bolsos da adolescente. O suspeito, Daniel, foi surpreendido com uma porção de maconha e outra de pasta base de cocaína, além de R$ 779 em dinheiro, diversas anotações referentes ao tráfico de drogas e pertences de vítimas de roubo/furto.

Enquanto os policiais estavam na casa, alguns usuários compareceram no local e confirmaram que tinham o costume de comprar entorpecentes com os traficantes e que geralmente a entrega era realizada pela adolescente.

Diante das evidências, todo material ilícito encontrado na casa foi apreendido e os três suspeitos conduzidos a Derf Rondonópolis, onde foi lavrado o flagrante.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana