Mulher

Atenção! Saiba quais os 5 erros mais cometidos pelas mulheres com a saúde íntima

Publicado

source

Você sabe cuidar corretamente da sua higiene íntima? No dia a dia, muitas mulheres reproduzem hábitos que são comuns, mas que, na verdade, podem ser nocivos à saúde. Para esclarecer quais os erros mais cometidos pelo público feminino, a reportagem do Delas conversou com a ginecologista Fernanda Nassar. 

Leia também: Você conhece sua pepeca? Saiba tudo sobre vagina, vulva e região íntima feminina

saúde íntima arrow-options
shutterstock

Ginecologista Fernanda Nassar lista quais os cinco erros mais comuns cometidos pelas mulheres com a saúde íntima

Confira quais são os erros e saiba o que você não deve fazer para não prejudicar a saúde íntima :

1. Não usar produtos específicos

tomar banho arrow-options
shutterstock

Na hora do banho, é importante usar produtos específicos para cada região do corpo e, assim, evitar complicações à saúde

A profissional explica que algumas mulheres não sabem, mas os produtos para higiene íntima não existem apenas para o mercado vender mais, mas porque essa região precisa de cuidados específicos. 

“Muitas utilizam em sua região íntima os mesmos que usam no resto do corpo, como, por exemplo, sabonetes comuns, que acabam retirando a proteção da flora vaginal, levando ao aumento do número de bactérias e fungos, o que ocasiona a maioria dos episódios de secreção vaginal”, pontua.

Leia mais:  Mulheres e homens respondem: afinal, existe tamanho ideal para o pênis?

2. Usar a mesma lâmina em todo o corpo

depilação arrow-options
shutterstock

A lâmina é um dos itens que você não deve usar para fazer a depilação do corpo todo, inclusive das partes íntimas

Utilizar lâminas de outras regiões do corpo para depilar a região íntima é outro erro comum. Esse hábito acaba disseminando por todo o corpo micro-organismos capazes de aumentar o número de pelos encravados e outras consequências que podem colocar a saúde em risco. 

Leia também: Dúvidas sobre depilação: 10 mitos e verdades sobre raspar os pelos com lâmina

3. Depilação constante com cera quente

cera quente arrow-options
shutterstock

A cera quente é uma poderosa aliada da depilação, mas é importante ter cuidados específicos com a intensidade do seu uso

Fernanda destaca que, sim, este é um método muito comum de depilação , mas que é preciso ter cautela na frequência do uso do produto. “É preciso ter em mente que esse hábito pode ocasionar o escurecimento e a flacidez da região”, destaca.

4. Uso de duchas

banho arrow-options
shutterstock

A ducha pode ser usada para auxiliar no banho, mas é importante ter cuidado na hora de utilizar o acessório no canal vaginal

Segundo a ginecologista, muitas mulheres costumam utilizar as famosas duchas por dentro do canal vaginal. Entretanto, esse hábito também pode alterar totalmente a flora vagina e, como consequência, aumentar a quantidade de fungos e bactérias locais.

Leia mais:  10 ideias de tatuagem do Pinterest para fazer junto com as suas amigas

Leia também: Mulher choca ao dizer que faz lavagem na vagina antes de exames e após o sexo

5. Movimentos incorretos

banheiro arrow-options
shutterstock

A forma como você limpa as partes íntimas também precisa de atenção para evitar colocar a saúde em risco

O modo como você se limpa depois do xixi ou do cocô faz muita diferença para evitar problemas à saúde íntima .  A limpeza deve ser feita de frente da vagina para trás, em direção ao períneo vaginal e nunca o contrário. “Isso porque, desse modo, as bactérias não serão direcionadas para a sua região íntima, diminuindo a possibilidade de infecções”, finaliza Fernanda.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
publicidade

Mulher

4 dicas para evitar desentendimentos com os familiares nas festas de fim de ano

Publicado

source

No fim de ano, muitas pessoas aproveitam para passar as comemorações ao lado dos familiares, especialmente no Natal. No entanto, nem todos participam das festas de livre e espontânea vontade. É aí que surgem as dificuldades de como agir ao se deparar com aquele familiar com o qual não tem tanta afinidade ou teve conflitos durante o ano. 

Leia também: Confira sete atitudes que ajudam a melhorar um relacionamento desgastado

Natal em família arrow-options
shutterstock

Nas festas de fim de ano, é importante estar em harmonia com os familiares; veja dicas que ajudam nesse processo

Durante as festas , desentendimentos com alguém da família podem repercutir nas pessoas que estão ao redor. Segundo Marina Simas, psicóloga e sócia-diretora do Instituto do Casal, isso acaba gerando uma atmosfera constrangedora que pode não ser adequada para essa época do ano, que, geralmente, é marcada por comoção e reflexões.

“Conflitos em família sempre existem e tem aquelas pessoas que a gente não vê o ano inteiro, mas não tem como evitar nas festas de fim de ano . É importante tentar entrar em consenso durante esse período em prol da harmonia da festa. Afinal, a ideia de reunir familiares é essa”, destaca Marina.

Leia mais:  “Estou casta há dois anos”, confessa Andressa Urach

É importante destacar que a forma como a família vê essas comemorações faz toda a diferença na hora de evitar conflitos. “No Brasil, a maioria das famílias quer uma mesa farta e as pessoas reunidas em prol de uma convivência harmoniosa, nem que seja só por uma noite”, afirma Denise Figueiredo, que também é psicóloga e sócia-diretora da empresa.

Leia também: 5 fatos que podem destruir o relacionamento no fim de ano e como lidar com eles

Diante disso, nesses casos, a ideia é bater papo, falar das conquistas do ano, relembrar momentos bons de outras ocasiões. Por isso, Denise ressalta que esse deve ser um período de alegria e reflexão. Mas, afinal, como manter o bom humor e a harmonia nas comemorações? Confira quatro dicas: 

1. Tranquilidade em primeiro lugar

Essa dica vale para caso você seja o anfitrião da família ou apenas o convidado. Pense que o momento é de reflexão e boas práticas. Logo, é ideal ficar tranquilo com relação a tudo relacionado à festa. Seja o cardápio, a organização ou até às possíveis expectativas, vá de coração e mente abertos para passar esse momento em harmonia.

Leia mais:  Traição liberada! Mulher dá 'passe livre' para marido no Natal e explica motivo

2. Aproveite o momento

O momento de união deve ser aproveitado mesmo com as adversidades. Aproveite para bater papo com aquele parente querido que não via há muito tempo. Com o que não tem tanta intimidade, a dica é não se aproximar tanto, mas sem desrespeitá-lo. Nessas ocasiões, as pessoas costumam ficar mais maleáveis e amáveis e é interessante usar isso a seu favor.

3. Saiba enfrentar as críticas

Nessa época, uma das preocupações é com a cobrança, seja no campo amoroso ou na vida profissional, por exemplo. Diante disso, a recomendação é não buscar a perfeição e entender que as críticas existem em qualquer ocasião. O mais importante aqui é saber levar na esportiva e não usá-las como um pretexto para o baixo astral ou a falta de harmonia nas festas.

Leia também: Você sabe receber críticas? Aprenda a ouvi-las e tire proveito em seis passos

4. Tenha empatia em prol da harmonia

Evite discussões desnecessárias e que não levam a nenhuma conclusão durante as festas em família. Busque a empatia entre os presentes para que tudo saia de uma maneira prazerosa durante toda a comemoração. Nessas reuniões, o segredo é apostar no diálogo tranquilo, o respeito entre os presentes e a valorização dos pequenos bons momentos.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Grávida descobre traição de marido: “Ele ia ver os filhos, mas ficava com a ex”

Publicado

source

Tanya e Michael Holland, de Londres, Inglaterra, estavam juntos há cerca de sete anos antes dele cometer traição e engravidar a ex-esposa. Após o ocorrido, ela fez ele escolher: ficar com ela e os três filhos do casal, de cinco, dois e um ano, e cortar o contato com os outros três filhos que ele tem de outros relacionamento, além do bebê recém-nascido. 

Leia também: Traição tem a ver com amor? Veja o que mulheres que já traíram têm a dizer

grávida chorando arrow-options
shutterstock

Tanya estava esperando o terceiro filho do casal quando descobriu a traição do marido

Em entrevista ao The Sun , Tanya, de 42 anos, conta que a ausência de Michael foi uma questão que dificultou a relação desde a primeira gravidez, mas ela não esperava pela traição . Ela teve depressão pós-parto depois que os dois meninos nasceram. “Eu sabia que estava sofrento, mas era difícil ver Michael saindo tanto. Ele sempre estava com amigos ou visitando os outros filhos.” 

Apesar de sempre encorajar o parceiro a visitar os outros filhos, ela achava que ele passava mais tempo do que costumava com eles. “Eu comecei a ficar com ciúme. Ele sempre foi um bom pai para os filhos, mas eu também queria que ele ficasse em casa com os nosso meninos.” 

“Nós começamos a discutir mais e eu não sabia o que fazer. Comecei a me culpar por afastá-lo de nós, de não ser compreensiva. O nosso segundo filho tinha seis meses quando descobri que estava grávida de novo. Não sabia se ria ou chorava, porque estava muito difícil com dois bebês pequenos e a minha depressão. Eu amo ser mãe, mas não é fácil”, comenta. 

Descoberta da traição 

Ela conta que Michael ficou feliz com a novidade, mas que a chegada de mais um bebê não fez com que ele mudasse suas atitudes. “Durante o meu ultrasson na 12ª semana de gravidez, ele ainda estava visitando os filhos várias vezes na semana. Eu só queria que ele ficasse mais com a gente. Sentia que nunca o via, como iria lidar com uma terceira criança assim?”

Leia mais:  Grávida fica "horrorizada" ao ter orgasmo durante exame ginecológico

Então, Tanya leu em uma revista que a depressão pós-parto podia ser curada se o bebê fosse menina. “Eu olhei esperançosa para o Michael e ele só me disse ‘Você sabe que não vai ser uma menina. Iria ser ótimo, mas é meu sexto filho e vai ser outro menino'”. 

Ela acreditou que a possibilidade de ser outro menino era maior, mas ao fazer o ultrassom aos  cinco meses de gestação soube que é uma menina. “Michael não tinha ido comigo, ele precisava terminar a reforma da casa antes do bebê chegar. Eu estava muito animada. ‘Vamos ter uma menina!’, gritei no telefone.”

Leia também: Ao descobrir traição de uma década atrás, esposa enfrenta dilema

“Quando cheguei em casa, ele me chamou para conversar, estava chorando e muito animado, mas então ele parou de sorrir. ‘Eu tenho uma novidade também. Minha ex está esperando um filho meu. Me desculpe’. Tudo parou e eu não conseguia acreditar”, lembra.

Michael contou que havia dormido com a ex e que ela estava grávida de três meses – ou seja, dois meses de diferença para Tanya. “Eu fui de me sentir extasiada para devastada. ‘O que fez você me contar agora?’, perguntei. E ele me respondeu: ‘Ela contou para uma amiga que disse que te contaria se eu não fizesse isso antes. Não queria que você descobrisse de outra forma”. 

Leia mais:  10 ideias de tatuagem do Pinterest para fazer junto com as suas amigas

Tanya relata que ele adimitiu que a traição estava acontecendo há alguns meses e que todas as vezes que Michael falou que quando ia ver os filhos, ficava com a ex. “Eu não conseguia ver mais um futuro com ele depois dessa mentira. Eu não sabia o que fazer. Estava grávida e ainda o amava, mas ele havia me traído.”

Tanya dá condição para continuar com Michael

“Eventuralmente, a gente acabou conversando e eu disse que para fazer nossa relação funcionar, ele teria que mudar seus hábitos. Sem desaparecer com os amigos e ignorar ligações, nem visitar mais os três filhos e o novo bebê. Não até que eu estivesse pronta para isso. Eu sabia que estava pedindo muito, mas era o que eu merecia depois do que ele fez e ele concordou”, conta. 

Depois do nascimento da filha do casal, Storm, há um ano, Tanya conta que sentiu a depressão pós-parto “se esvair”. “Eu me sentia meu velho eu e, desde então, Michael está mudado. Ele faz as tarefas em casa e eu sempre sei onde ele está. Ele está se esforçando e eu também.

Leia também: Mulher conta como descobriu traição do marido durante a lua de mel

“A ex dele teve um menino um mês depois que Storm nasceu e Michael ainda não foi conhecê-lo. Ainda não me sinto pronta, apesar de saber que não é culpa do bebê. Ele cometeu traição e mentiu pra mim, transformando o que deveria ser o dia mais feliz de todos, no pior de todos. Mas nós estamos superando isso, não está sendo fácil, mas vamos chegar lá”, finaliza.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana