Momento Turismo

Aventura amazônica: veja roteiro de 4 dias por Alter do Chão, no Pará

Publicado

source

Santarém, no Pará, é considerada uma das cidades que vão bombar em 2020.  Levantamentos divulgados pelas plataformas Viajala e Hurb – Hotel Urbano mostram que o destino na Amazônia é um dos destaques de tendência nacional de viagem.

alter do chão arrow-options
Divulgação
Alter do Chão, Santarém

Com uma cultura forte e belezas naturais “de cair o queixo”, a cidade abriga Alter do Chão , o “caribe brasileiro”. Escolhido como um dos 10 melhores destinos do mundo para conhecer no ano passado, pelo jornal O Estado de S. Paulo, o distrito as margens do Rio Tapajós é uma ótima pedida de viagem para o verão.

Para quem se interessou por conhecer o local, o iG Turismo, junto com o Hotel Urbano, organizou um roteiro de quatro dias com o que fazer, como chegar e a melhor época para ir a Alter do Chão. Confira abaixo e programe suas férias!

Como Chegar?

santarém arrow-options
Divulgação/ infraero
O Aeroporto de Santarém, no Pará, recebe voos de poucos estados brasileiros

Avião

Para quem optar pelo transporte aéreo, o aeroporto mais próximo de Alter do Chão fica em Santarém , a 33 Km de distância. Santarém recebe voos diretos de Brasília, Belém e Manaus.

Ao chegar ao Aeroporto Internacional de Santarém – Maestro Wilson Fonseca, é preciso pegar um ônibus urbano de Santarém até Alter do Chão, porém não tem ônibus direto do aeroporto. Então pegue outro ônibus até Avenida Tapajós e de lá pegue o transporte para a vila. Os ônibus partem da Praça Barão de Santarém. A viagem dura em média 40 minutos.

Aos que preferem uma viagem mais rápida e individual, é possível contratar um serviço de transfer ou táxi. Os transfers saem em torno de R$70 por pessoa e o táxi cobra cerca de R$130 pelo trajeto.

Outra opção é alugar um carro no aeroporto. Partindo de Santarém: via Estrada Santarém a viagem dura cerca de 40 minutos. Para quem estiver em Belém, o caminho é pela BR 230 – cerca de 22h30min; via BR 010 e BR 230 – em torno de 27 horas. 

Barco

A partir de Manaus e Belém saem barcos para Alter do Chão. De Manaus a viagem dura dois dias e de Belém, três dias.

Os preços variam conforme a embarcação e acomodação que optar, podendo ir de uma simples rede até uma suíte. Dá para se informar sobre o serviço através do Porto de Manaus (92 3233-7061), Porto de Belém (91 3182-9136) ou o de Santarém (93 3512-8500). 

Quando ir?

santarém arrow-options
Reprodução/ TripAdvisor
Alter do Chão já foi escolhida por duas vezes como a praia mais bonita do Brasil pelo “The Guardian”

Com duas estações bem definidas, uma de chuva e uma de seca, Alter do Chão não deixa a desejar com suas belezas naturais em nenhuma delas. A mais bonita é a época de cheias, porém não haverá praias determinadas. Por isso, o melhor período para turismo é durante a seca.

Alta Temporada: o verão amazônico, temporada de seca, vai de agosto a dezembro e é a época em que surgem as praias, com faixas de areia bem extensas. Há mais opções de restaurantes e hospedagens nessa época e o turista pode aproveitar o Çairé, famoso evento folclórico e religioso, que acontece em setembro.

Baixa Temporada: o inverno amazônico abre a temporada de chuvas, indo de janeiro a julho, ideal para quem quer fazer passeios de barco em meio à floresta, tomar banho de rio e conhecer as comunidades da região. Nessa época o cenário na vila é bem diferente: as águas cobrem as praias e faixas de areia, inclusive a Ilha do Amor. O mês de janeiro sinaliza o início das chuvas, mas ainda promete que os viajantes conheçam as praias. 

O que fazer?

1º dia em Alter do Chão – Lago de Tapari e Praia da Ponta de Pedras

praia arrow-options
Reprodução/ exploraai
A praia da Ponta da Pedra é uma das mais conhecidas em Alter do Chão

O primeiro dia pode começar pelo Lago do Tapari, acessível pela Praia de Itapari (vizinha à Praia da Ponta de Pedras). Para chegar à Praia de Itapari, o trajeto pode ser feito de barco pelo Rio Tapajós ou por estrada.

O lugar é conhecido como Lago Preto por conta da sua cor mais escura. Quem der um mergulho no lago tem sempre uma surpresa, já que passam correntes de água fria e morna. Por lá também dá para ver pequenos peixes. É uma boa opção para quem busca privacidade e sossego total em meio à natureza.

No mesmo dia é possível conhecer – e almoçar – na Praia de Ponta das Pedras. Localizada às margens do Rio Tapajós, a Praia da Ponta de Pedras é um belo cenário para curtir o resto do dia. Com uma grande variedade de restaurantes, é indicado para os turistas que preferem praia com infraestrutura. Ainda dá para cruzar o Tapajós em direção ao Canal do Jari e visitar a comunidade local.

Se fizer o passeio de barco, a última parada será a Praia Ponta do Cururu. Sem estrutura turística, quiosques ou ambulantes por perto, o atrativo da praia é o pôr do sol, que segundo muitas pessoas, é o mais bonito da Amazônia.

À noite vale a pena jantar na praça central da cidade, onde se concentram restaurantes, lanchonetes e barracas de comida. A culinária paraense é criativa e peculiar e é impossível visitar o Estado sem provar o aviú, um micro camarão de água doce. Os peixes amazônicos, como o pirarucu, tambaqui e tucunaré também não podem faltar no seu cardápio.

2º dia em Alter do Chão – Praia do Pindobal

praia arrow-options
Reprodução/ amazoniasemfronteiras
A Praia do Pindobal é a preferida dos turistas para tirar fotos

No segundo dia, aproveite para conhecer a praia queridinha de turistas que buscam boas fotos: Pindobal. Com águas tranquilas e cabanas de palha, a praia é perfeita para repor as energias e tem boa estrutura de bares e quiosques. Quem quiser praticar exercícios, é possível alugar stand up paddle e caiaques. Para chegar à Praia do Pindobal é possível ir de carro ou barco pelo Rio Tapajós. O percurso de barco vai custar em torno de R$50 ida e volta.

Para a programação noturna, Espaço Alter do Chão funciona como casa de shows e restaurante, oferecendo apresentações de Carimbó. O ‘Restaurante Mãe Natureza’ tem música ao vivo, além de saladas, panquecas e drinques deliciosos.

3º dia em Alter do Chão – Ilha do Amor

alter do chão arrow-options
Reprodução/ amazoniasemfronteiras
A Ilha do Amor fica inundada no período de cheias

Um dos principais cartões-postais da vila, a Ilha do Amor não pode faltar no seu roteiro. Localizada em frente à orla da cidade com suas areias brancas e águas claras e cristalinas, não é exatamente uma ilha e sim uma pequena península no meio do Rio Tapajós.

Lá o turista encontrará diversas barracas, mesas e guarda-sóis à disposição. Para quem gosta de esportes, a pedida é montar um time de futevôlei ou praticar canoagem. Para chegar até a Ilha do Amor, é preciso pegar uma catraia (espécie de canoa) ou lancha rápida. A travessia é curta. No auge da seca, em novembro, é possível ir caminhando até a Ilha do Amor, saindo da orla de Alter do Chão.

Um atrativo para os que acordam cedo. Nas primeiras horas do dia dá para fazer a trilha da Serra da Piraoca. No lado esquerdo da orla e terá uma placa indicando o início do atalho. A caminhada dura cerca de 30 minutos e, do alto da Piraoca, você aprecia a melhor vista da Ilha do Amor e de praias próximas, como a Ponta do Cururu.

 4º dia em Alter do Chão – Floresta Nacional dos Tapajós

alter do chão arrow-options
Reprodução/ Melhores Destinos
A floresta nacional tapajós é um dos cenários mais bonitos em Alter do Chão

Feche o último dia em Alter do Chão com a famosa Floresta Nacional dos Tapajós te dá o privilégio de fazer uma trilha em plena floresta amazônica.

Saindo de Alter do Chão, são aproximadamente 35 Km em estrada de terra até a Flona. Também é possível fazer a viagem de barco, de preferência lancha rápida. Para fazer a caminhada, você deverá pagar um guia nativo que cobra R$100.

Existem duas comunidades na Flona: Maguari e Jamaraquá. Para cada uma há uma trilha diferente. Além de conhecer as famílias que vivem ali, o passeio apresenta cipós, lagos, frutas da floresta e praias. Porém são os igarapés e as sumaúmas, árvores de quase 70 metros de altura, os maiores atrativos do local.

Leia também: 15 motivos para visitar Belém do Pará

Dica importante! A trilha é longa e leva horas de caminhada, por isso leve água, frutas e repelente. E não deixe de se refrescar com um banho gelado de igarapé. Por fim, a única parte difícil em conhecer Alter do Chão é que, depois de tanto contato com a natureza, a volta para casa pode ser dolorosa.

Fonte: IG Turismo
Comentários Facebook
publicidade

Momento Turismo

5 destinos “bate e volta” para combinar folia e descanso no carnaval no Rio

Publicado

source

O carnaval está chegando! Faltam apenas três dias para o maior feriado do Brasil e um dos destinos mais procurados pelos foliões é o Rio de Janeiro. A Cidade Maravilhosa mescla desfiles de escola de samba com praia e blocos de rua e encanta os turistas.

Leia também: Tudo o que você precisa saber sobre o carnaval na Cidade Maravilhosa

Se você já planejou a viagem para o Rio de Janeiro e quer dar um dia de pausa nas marchinhas e purpurina, separaram cinco destinos próximos da capital para um “bate e volta” durante a folia. Confira as opções e monte seu roteiro de carnaval.

Arraial do Cabo

arraial do cabo arrow-options
Creative Commons

Arraial do Cabo é um dos destinos da Região dos Lagos no Rio de Janeiro

A Região dos Lagos é uma área muito visitada por turistas e pode ser uma opção de lazer por um dia, segundo a Enterprise Rent-A-Car. Distante 170 km da capital – três horas de carro – Arraial do Cabo é um dos destinos mais incríveis para praticar mergulho profissional e amador, já que a transparência do mar proporciona excelente visibilidade embaixo da água. 

O turista que estiver por Arraial do Cabo não pode deixar de passar pela Praia do Farol, as Prainhas do Pontal do Atalaia e a Praia do Forno. Vale aproveitar que o passeio é motorizado para levar um cooler com bebidas refrescantes e comidas leves para passar o dia, pois, essas praias são mais afastadas do centro urbano e, assim, você economiza com a alimentação.


Cabo Frio

cabo frio arrow-options
Reprodução

Cabo Frio chama atenção dos turistas pelas praias de areia branca e mar cristalino

Trinta minutos de carro de Arraial do Cabo está Cabo Frio , mais uma dica da empresa. Com praias de areia branca e água azul, a cidade tem como principal destaque a Praia do Forte, no centro do município. A orla com mais de sete quilômetros de extensão conta com uma variedade de quiosques, restaurantes e hotéis. Como é uma praia de fácil acesso, é muito movimentada, ou seja, quem não gosta de muvuca em feriado é melhor nem se arriscar. Vale a pena chegar bem cedinho na areia para guardar um bom lugar ao sol, sempre com o protetor solar em dia.

Armação de Búzios

Armação de Búzios arrow-options
shutterstock

Armação de Búzios, ou só Búzios, é uma ótima alternativa bate e volta no RJ

Fechando a Região dos Lagos está a Armação de Búzios, conhecida por seu charme e sofisticação. Em Búzios, como é chamada pela maioria, a locomoção de carro é essencial para conhecer as praias que são distantes umas das outras: Praia do Forno, Praia João Fernandes, Praia da Tartaruga, além das Praias Azeda e Azedinha, Praia da Ferradurinha, Praia Brava, entre outras.

O centro da cidade tem diversos restaurantes que proporcionam uma excelente experiência gastronômica.

Petrópolis

petrópolis arrow-options
Reprodução/Instagram/Trilhar e Mochilar

Petrópolis, na região serrana do Rio, também pode ser uma opção de bate e volta no Carnaval 2020

Na contra-mão dos destinos citados anteriormente, a empresa de carros lembra que é possível também visitar a região montanhosa do Rio de Janeiro durante o Carnaval. A histórica Petrópolis foi fundada por Dom Pedro II e tem uma rica herança imperial da cidade. Por lá o turista encontra o Museu Imperial, Palácio de Cristal, a casa de Santos Dumont e o Centro Histórico. Já a Rua Teresa é a pedida para quem quer fazer umas comprinhas. 

Da capital até Petrópolis o caminho de carro passa pela BR-040. A viagem dura em torno de 1h30.

Teresópolis

teresópolis arrow-options
Reprodução/Flickr

As belezas naturais de Teresópolis encantam os turistas

Também na Região Serrana, Teresópolis é uma alternativa mais sossegada à badalada vizinha Petrópolis. Uma das principais atrações é o Parque Nacional da Serra dos Órgãos. Por lá o turista encontra uma bela vista do Mirante Pico Dedo de Deus e várias cachoeiras. Se sua visita for no fim de semana, a Feirinha do Alto e as barraquinhas de artesanatos, bijuterias e comidinhas são a principal atração da cidade. 

Fãs de futebol também vão curtir visitar as áreas externas da Granja Comary, centro de treinamento da Confederação Brasileira Futebol – CBF. Para chegar a Teresópolis, continue o caminho pela BR-040 e depois siga pela BR-116.

E o que curtir no Rio de Janeiro?

praia da macumba arrow-options
Reprodução/ Pinterest

A praia da macumba, na zona oeste do Rio de Janeiro, é uma opção para quem vai ficar na capital durante o Carnaval

Se você preferir ficar na capital, dá para mesclar os blocos e desfiles com algumas “expedição” e praia. As praias da Zona Oeste da cidade são uma boa pedida, começando pela Praia do Recreio. De carro, a RentCar indica o caminho ao longo Av. Lucio Costa, que bomba com campeonatos mundiais de surf, mas que também apresenta pontos desertos por conta da sua longa extensão e até sua própria Reserva Ecológica que atrai amantes da natureza. 

Leia também: 16 pontos turísticos no Rio de Janeiro para você visitar

Seguindo a Estrada do Pontal, você chegará à Praia da Macumba, paraíso dos surfistas. Na maré baixa, fazer a trilha até o topo da Pedra do Pontal é essencial. De lá é possível admirar uma vista incrível da região. Termine o roteiro pela Cidade Maravilhosa na Prainha, Av. do Estado da Guanabara. Com apenas 150 m de extensão, mas recheada de belezas naturais, é uma das queridinhas dos moradores locais.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Turismo

Conheça o único hotel 5 estrelas do Brasil, segundo a Forbes

Publicado

source

O Hotel das Cataratas, localizado em Foz do Iguaçu – Paraná, recebeu pelo terceiro ano consecutivo a classificação cinco estrelas no Forbes Travel Guide 2020, o único sistema de avaliação independente para hotéis, restaurantes e spas de luxo do mundo. 

Leia também:Vai viajar para Foz do Iguaçu com crianças? Veja onde se hospedar

hotel arrow-options
Divulgação

O Belmont Hotel das Cataratas é o único do Brasil e da América do Sul a figurar com 5 estrelas no Guia da Forbes

Apesar de o prêmio ser repetido, a novidade fica na classificação nacional. O hotel é o único do Brasil (entre os nove avaliados) e da América do Sul a manter a pontuação máxima no renomado guia.

Como funciona a votação para o Forbes Travel Guide?

Os avaliadores anônimos viajam o mundo e se hospedam por no mínimo duas noites nas propriedades, como hóspedes comuns, e analisam 900 itens. Resultando nas categorias quatro, cinco estrelas e recomendados. O Hotel das Cataratas foi avaliado com a nota de 91,66%. 

“Minha equipe e eu estamos muito orgulhosos de receber pelo terceiro ano seguido este reconhecimento da Forbes Travel Guide. Acredito que isso mostra toda a dedicação diária e paixão pelo nosso trabalho no Hotel das Cataratas. O hotel é uma referência no Brasil e respira uma hospitalidade incomparável”, comentou a gerente geral do Hotel das Cataratas, Andrea Emmerling.

A CEO ainda lembrou da dedicação dos funcionários. “Muitos membros da equipe estão conosco há uma década ou mais, nos dedicamos 100% à conservação da estrutura do hotel e cuidamos dos nossos hóspedes como se estivéssemos recebendo-os em nossas casas. Trabalhamos sempre juntos para oferecer uma experiência excepcional a todos os hóspedes, essa é a chave para o nosso sucesso. O time é a estrela”, completou.

O Belmont Hotel das Cataratas fica localizado exatamente ao lado das Cataratas do Iguaçu no Brasil, o que proporciona uma vista belíssima aos hóspedes. As acomodações são equipadas com móveis coloniais e banheiros sofisticados, além de varandas próprias. 

Os restaurantes e bares do complexo são altamente recomendados. O turista ainda tem a oportunidade de relaxar no Spa ou participar de atividades como passeio na floresta, rapel e rafting nas Cataratas, caminhadas, safári, voo de helicóptero, degustação de vinhos e muito mais.

Uma diária no quarto mais simples (Superior Room) custa R$ 655, já no quarto mais luxuoso (Tower Suite) o pernoite pode sair por R$ 1.812*. Todas as reservas precisam ser feitas pelo site oficial.

O Forbes Travel Guide existe desde 1958 e é responsável por criar o sistema de Classificação Cinco Estrelas que oferece ao setor de viagens as mais completas avaliações dos hotéis e restaurantes do mundo. Em 2020, a lista – elaborada de forma criteriosa – está em sua 62ª edição.

Leia também: Saiba o que fazer em Curitiba, no Paraná

A publicação anual dos resultados e dos relatos de viagem ajuda os viajantes a escolher as melhores experiências de luxo no mundo. Admirado pelo público, o FTG também é considerado pela indústria de hotéis como a mais prestigiada realização do setor.

*pesquisa de hospedagem para o período de 07 a 09 de março de 2020, dois adultos

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana