Momento Economia

Bancos dão início a semana com renegociação de dívidas e descontos de até 92%

Publicado

source
Santander arrow-options
João Paulo Chagas/Wikipedia

O Santander informou que a renegociação envolve descontos de até 90% no valor da dívida

Começou nesta segunda-feira (2) a Semana de Negociação e Orientação Financeira, organizada pela Federação Brasileiras de Bancos (Febraban). Os bancos vão oferecer condições especiais para renegociar dívidas , com descontos de até 92% . A ação vai até o dia 6 de dezembro.

Vão participar do mutirão Banco do Brasil (BB), Banrisul, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú e Santander , com 329 agências bancárias em todo o país abertas até as 20h. A  ideia é oferecer orientação financeira, conteúdo para administrar o orçamento pessoal e possibilidade de negociar dívidas em atraso.

Cada instituição terá sua própria política de renegociação. Nos canais digitais, também participarão da inciativa o Banco Votorantim e o Safra. A lista completa das agências participantes e o conteúdo de educação financeira está disponível na página da Fenabran

A negociação ainda poderá ser feita nas agências desses bancos localizadas em todo o território nacional, no horário normal de funcionamento, nos canais digitais das instituições financeiras e pela plataforma consumidor.gov.br .

Veja as condições oferecidas pelos bancos:

Itaú

  • Atendimento presencial: 81 agências, nas 27 capitais do país, funcionarão até as 20h para o atendimento, com orientação financeira.
  • Atendimento on-line: Aplicativo, telefone e portal de renegociação
  • Condições: O banco oferece taxas reduzidas, a partir de 1,99% ao mês, para débitos com mais de 90 dias de atraso, e prazo de até 30 dias para o pagamento da primeira parcela. Quem for pessoalmente renegociar poderá obter desconto de até 90% nas dívidas com atraso superior a um ano; ter a opção de pagamento do débito renegociado em até seis vezes, com parcelas fixas; ou ter o parcelamento do valor devido em até 60 meses.
Leia mais:  Black Friday? Que nada! Leilão da receita tem PS4 a R$ 500 e iPhone por R$ 800

Bradesco

  • O Bradesco informou que vai oferecer prazos e taxas diferenciadas para a renegociação de dívidas, mas não especificou quais. As condições serão estruturadas de acordo com o perfil de cada cliente. As agências e os canais de atendimento estarão preparados para atender os clientes com autonomia para aceitar eventuais sugestões para renegociação.

Banco do Brasil

  • Atendimento presencial: 57 agências terão horário estendido, das 10h às 20h, nas capitais e no Distrito Federal.
  • Atendimento remoto: Será feito pelo Portal de Renegociação de Dívidas e pelo aplicativo do BB.
  • Condições: Dará descontos de até 92% para a quitação de dívidas, com prazos que podem chegar a 120 meses e com até 180 dias de carência. O banco também oferecerá, promocionalmente, taxas de juros até 14% menores para as operações de renegociação.

Caixa

  • Atendimento presencial: A renegociação poderá ser feita em 4.103 agências da Caixa e nos Caminhões da Adimplência (Araraquara/SP, Pelotas/RS, Araguari/MG e São Luis/MA). Uma agência em cada capital do país vai operar em horário estendido, até as 20h.
  • Atendimento remoto: Será feito no site www.negociardividas.caixa.gov.br, via telefone e WhatsApp 0800-726-8068, nos perfis do banco no Facebook e no Twitter, e no App Cartões Caixa.
  • Condições:
  • Crédito comercial: Dívidas em atraso há mais de um ano podem ser quitadas com até 90% de desconto para pagamento à vista. Também será possível unificar contratos em atraso e parcelar em até 96 meses, realizar uma pausa no pagamento de até uma prestação vencida ou a vencer, e efetuar a repactuação da dívida, com possibilidade de aumento do prazo.
  • Crédito habitacional: Pagamento de um valor de entrada e incorporação do restante da dívida em atraso às demais prestações do contrato. Será possível ainda pagamento da entrada, com acordo para pagamento de uma prestação por mês na data de vencimento durante três meses consecutivos. Após esse prazo, as demais prestações que ainda estiverem em atraso serão incorporadas ao saldo do contrato. Para o cliente que tem saldo na conta de FGTS, outra opção é utilizar o recurso para reduzir em até 80% da prestação por 12 meses, válida para clientes que apresentam até três parcelas do financiamento em atraso.
Leia mais:  Safra de 2020 deve bater recorde e chegar a 240,9 milhões de toneladas

Santander

  • Atendimento presencial: Algumas de suas agências abertas até as 20h para atendimento, com orientação financeira aos clientes.
  • Atendimento on-line: Será feito pelo aplicativo, pelo telefone e pelo portal de renegociação.
  • Condições: As condições especiais serão válidas para as modalidades empréstimo pessoal, crédito consignado, capital de giro, conta garantida, Santander Master, descontos de recebíveis e cartão de crédito. Clientes com atrasos de até 60 dias terão reduções nas taxas de até 20%. Para acordos com atrasos acima de 60 dias, dependendo do caso, os descontos serão de até 90% no valor total da dívida.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Economia

FGTS poderá distribuir mais que 50% dos lucros, informa governo

Publicado

source

Agência Brasil

Agência da Caixa arrow-options
José Cruz/Agência Brasil

Restante do saque emergencial do FGTS poderá ser retirado a partir da próxima sexta

Os trabalhadores poderão receber mais de 50% do lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), informou a Presidência da República nesta sexta-feira (13). Segundo a Secretaria Especial de Comunicação Social, o percentual de distribuição a ser definido todos os anos pelo Conselho Curador do FGTS dependerá das condições financeiras do fundo. 

Leia mais: Já sacou R$ 500 do FGTS? Saiba quando poderá sacar o restante liberado

Na quinta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro tinha vetado a distribuição de 100% do lucro do FGTS aos trabalhadores. O ponto tinha sido incluído pela equipe econômica na própria medida provisória que criou novas opções de saques para o FGTS , mas o Ministério do Desenvolvimento Regional pediu que a medida fosse vetada para não prejudicar os recursos para o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação Social, a sanção da medida provisória revogou a legislação anterior, em vigor desde 2017, que previa a distribuição de metade dos lucros do FGTS aos trabalhadores. Pela nova legislação, caberá ao Conselho Curador definir o percentual de distribuição todos os anos, sem o teto de 50%.

Leia mais:  Jornal britânico levanta dúvidas sobre números do PIB do Brasil

O veto não anula a distribuição de 100% do lucro de R$ 12,2 bilhões do fundo em 2018, repassada para as contas do FGTS no fim de agosto. Isso porque a distribuição ocorreu durante a vigência da medida provisória.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Economia

FGTS poderá distribuir mais que 50% dos lucros, informa governo

Publicado

source

Agência Brasil

Agência da Caixa arrow-options
José Cruz/Agência Brasil

Restante do saque do FGTS poderá ser retirado a partir da próxima sexta

Os trabalhadores poderão receber mais de 50% do lucro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), informou a Presidência da República nesta sexta-feira (13). Segundo a Secretaria Especial de Comunicação Social, o percentual de distribuição a ser definido todos os anos pelo Conselho Curador do FGTS dependerá das condições financeiras do fundo.

Na quinta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro tinha vetado a distribuição de 100% do lucro do FGTS aos trabalhadores. O ponto tinha sido incluído pela equipe econômica na própria medida provisória que criou novas opções de saques para o FGTS , mas o Ministério do Desenvolvimento Regional pediu que a medida fosse vetada para não prejudicar os recursos para o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com a Secretaria Especial de Comunicação Social, a sanção da medida provisória revogou a legislação anterior, em vigor desde 2017, que previa a distribuição de metade dos lucros do FGTS aos trabalhadores. Pela nova legislação, caberá ao Conselho Curador definir o percentual de distribuição todos os anos, sem o teto de 50%.

Leia mais:  Sorteio de R$ 40 milhões da Mega-Sena será segunda-feira devido ao feriado

O veto não anula a distribuição de 100% do lucro de R$ 12,2 bilhões do fundo em 2018, repassada para as contas do FGTS no fim de agosto. Isso porque a distribuição ocorreu durante a vigência da medida provisória.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana