Momento Destaque

Barbárie: Bisavó que enterrou recém-nascida viva enfrentará Júri popular por decisão de vara criminal da Justiça de Mato Grosso

Publicado

A bisavó acusada de enterrar a neta indígena recém-nascida no quintal da casa em junho de 2018, vai a júri popular por determinação do juiz Conrado Machado Simão, da Primeira Vara Criminal e Cível de Canarana, municipio de Mato Grosso.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Estadual (MPEMT), Kutsamin Kamayaura enterrou a menor Analu Paluni Kamayura Trumai logo após seu nascimento. A mulher foi quem auxiliou no parto da neta, de apenas 15 anos.

Vizinhos acionaram a Polícia Militar e Civil, após denúncia de que a acusada cavou um buraco e enterrou a vítima. Ao iniciar a escavação em busca do corpo, os policiais ouviram o choro do bebê e constaram que a criança estava viva. Ela teria sido enterrada por volta das 16 horas e socorrida somente às 22 horas.

Depois de encontrada, os militares encaminharam a bebê até o Hospital Regional, onde foi entubada e logo após, alguns dias internadas, precisou ser transferida para a UTI Neonatal do Hospital Santa Casa de Misericórdia, em Cuiabá..

Depois de ser presa em agosto do ano passado, o Desembargador do TJ MT, Luis Ferreira da Silva, acolheu o habeas corpus em favor da criminosa e revogouu a prisão.

A decisão atendeu a um pedido dos procuradores federais Rogério Vieira Rodrigues e Wesley Lavoisier de Barros Nascimento.

A mulher responde pelo crime de tentativa de homicidio duplamente qualificado, por motivo torpe e situação que dificultou a defesa da vítima, uma recém-nascida.

À Justiça, a mãe e a bisavó disseram que a recém-nascida estava morta, por isso, ela teria sido enterrada no quintal de casa. O caso acabou ganhando repercussão e um vídeo do resgate passou a circular as redes sociais na época.

Otavio Ventureli(com hnt.)

 

Comentários Facebook
publicidade

Momento Destaque

Morre de infarto aos 47 anos “Jaburu” servidor público em MT que ficou conhecido no País por escrever em Praça “Felis Natal”

Publicado

Lindomar Lourenço Martins, de 47 anos(foto), conhecido por “Jaburu”, morreu na manhã deste sábado (04), vítima de um infarte fulminante.

Servidor público da Prefeitura do Municipio de Jaciara, em Mato Grosso, ele ficou conhecido nacionalmente em 2018, após erro de grafia ao escrever “Felis Natal”, no gramado da praça Tamoio, no Centro do município.

O erro rapidamente identificado e corrigido acabou viralizando por conta do registro compartilhado na internet, que acabou viralizando. Das críticas iniciais, Jaburu passou a receber o carinho dos internautas pela iniciativa. Chegou a participar do programa Encontro com Fátima Bernardes, viajando para o Rio de Janeiro (RJ).

No programa, Lindomar comentou que não percebeu quando tiraram a foto. “Nem notei, eu estava de costas, e quando me falaram já estava na internet. E só tinha críticas no começo”. Segundo ele, quando chegou em casa e contou para sua esposa, ela até queimou o almoço. Logo depois, seu filho chegou e também viu a repercussão negativa. “Mas ele falou pra mim: ‘Pai, não esquenta não, tem muitas pessoas maldosas no mundo’”, lembrou o jardineiro.

Segundo informações de um amigo de Lindomar, a equipe do Samu foi acionada, mas ele não resistiu e faleceu na sua própria residência.

 

Otavio Ventureli(com rdnews)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Destaque

Empresário e dois funcionários morrem neste sábado(04) em violenta colisão entre uma fiat strada e uma carreta bitrem

Publicado

Três homens morreram eu uma grave colisão entre uma Fiat Strada e uma carreta bitrem, na MT-235, em Campo Novo do Parecis, municipio do Estado de Mato Grosso.

. As vítimas foram identificadas como o empresário Odirlei Noveli, de 38 anos, e seus dois funcionários, Paulo Batista da Cunha, 49, e Johnny Ferreira Carvalho, 25.

A colisão aconteceu na saída para a cidade de Sapezal, por volta das 21h de sexta-feira (3). Ao que tudo indica, o acidente ocorreu durante uma ultrapassagem da carreta. No entanto, isso ainda é investigado pela Perícia Técnica (Politec) e Polícia Civil.

Odirlei era empresário do ramo de manutenção em máquinas agrícolas e também presidente da Associação Comercial de Sapezal. O presidente da Facmat, Jonas Alves, lamentou a morte de Odirlei e disse que o comércio do município perdeu um grande líder, que sempre atuava na defesa dos empresários da região.

“A Facmat se solidariza à família, amigos e colegas neste momento de dor e pede a Deus que conforte os corações de todos diante desta perda irreparável”, diz trecho de uma nota de pesar.

 

Otavio Ventureli(com assessoria ACS)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana