Momento Esportes

Benfica empata com Tondela e não alcança a liderança do Português

Publicado


.
A águia Vitória sobrevoou o Estádio da Luz. A torcida, mesmo distante, tentou ajudar colocando mais de 21 mil cachecóis para cobrir a arquibancada. Bastava apenas derrotar o Tondela, que participa pela quinta vez da primeira divisão do Campeonato Português, para o Benfica retomar a liderança da competição na 25ª rodada.

Não deu. O retorno do maior campeão português, com 37 títulos, foi com um empate em 0 a 0 que irritou os torcedores que acompanhavam a partida pelas redes sociais. Brincadeiras como “há três meses que eu não via o Benfica jogar tão mal” tomaram conta dos perfis encarnados no Twitter. Os donos da casa chegaram ao quarto jogo de invencibilidade, mas com apenas uma vitória e três empates consecutivos.

Primeira Liga - Benfica v Tondela Primeira Liga - Benfica v Tondela

Torcedores encarnados distribuíram 21 mil cachecóis pelos assentos do Estádio da Luz para motivar os jogadores  – Tiago Petinga/Pool via REUTERS

 

Com o resultado, o time do técnico Bruno Lage chegou a 60 pontos, número igual ao do Porto. Entretanto, no Campeonato Português, o primeiro critério de desempate é o confronto direto, e o Porto venceu as duas partidas contra o Benfica

 A fase ruim que a equipe passava antes da paralisação, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19) continuou. Foram mais de 20 finalizações, mas nenhuma venceu o goleiro Cláudio Ramos. No primeiro tempo, Rafa Silva teve a chance logo no primeiro minuto, mas desperdiçou. Depois disso, o sonolento Benfica pouco ameaçou o Tondela. Na segunda etapa, os donos da casa partiram com tudo pra cima, mas esbarraram na péssima pontaria.

Na próxima rodada, na quarta-feira (10),  o Benfica enfrenta o Portimonense, no Estádio Municipal de Portimão. O Tondela recebe o Desportivo Aves na quinta-feira (11), no Estádio João Cardoso.

Ainda pela 25ª rodada do Campeonato Português, na Ilha da Madeira, Marítimo e Vitória de Guimarães empataram em 1 a 1.

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Comentários Facebook
publicidade

Momento Esportes

Brasileiro Lucas Rangel está na final do Campeonato Grego de vôlei

Publicado


.

O central Lucas Rangel, primeiro jogador brasileiro de vôlei a voltar às quadras europeias após a paralisação por causa da pandemia do novo coronavírus (covid-19), volta a atuar na próxima quinta (9) na Grécia com o Panathinaikos para a primeira partida da série melhor de três decisiva do campeonato local contra o Olympiakos.

Nascido em Belo Horizonte, o atleta colaborou para que a equipe chegasse à final depois de superar o Paok por dois jogos a um na semifinal, etapa na qual o campeonato retornou após mais de 90 dias de interrupção forçada pela covid-19. “Ficamos parados por três meses. Tudo fechado mesmo. Só era possível fazer abdominais e exercícios em casa. Foi difícil, pois perdemos o condicionamento aeróbico. No segundo mês da pandemia, para sair de casa por no máximo uma hora, era preciso enviar uma mensagem para um número de telefone para receber a autorização. Muitos policiais estavam pelas ruas, em todos os lados, parando todo mundo e verificando as mensagens. Se a pessoa não tivesse enviado, pagava multa de 300 euros”, diz o jogador à Agência Brasil.

Segundo Lucas, esta situação começou a mudar há aproximadamente um mês: “A Grécia vive ‘normalmente’ desde meados de junho. Apenas funcionários em mercados e lojas de comida usam máscara. Aos poucos, a vida está voltando ao normal. As fronteiras estão abertas para alguns países. Mas qualquer indivíduo que chega na Grécia passa pelo teste do corona e tem que esperar o resultado em um hotel por 24 horas. Se estiver com o vírus, volta para o país de origem”.

No pós-pandemia, o brasileiro lamenta que o tempo de preparação tenha sido muito curto para a retomada dos jogos: “Foi um mês muito corrido. Muitos cuidados para não nos lesionarmos. Há uma semana voltamos a jogar. Sempre com os ginásios vazios, sem público. Como nosso time conta muito com o apoio da torcida, sentimos demais. Foi como se estivéssemos com um jogador a menos, tanto que perdemos a primeira partida. Mas, graças a Deus, conseguimos a recuperação e colocamos a equipe de volta na final depois de 11 anos”.

O central diz que a expectativa para os confrontos decisivos é a mesma: “Ginásio vazio. Todos os jogadores testados. Rede e bolas higienizadas nos intervalos com álcool. Nos bancos de reserva, os atletas devem deixar uma assento vago”.

Aos 29 anos, o brasileiro está na terceira temporada no país europeu. O primeiro time dele na Grécia foi o Paok, na temporada 2014/2015. Em 2016/2017 ele passou pelo Panathinaikos. E voltou para o clube nessa temporada após jogar na França e na Romênia.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Esportes

Interino do Benfica evita comentar possível contratação de Jorge Jesus

Publicado


.

Se na entrevista coletiva de Bruno Henrique na véspera da final da Taça Rio o assunto principal foi Jorge Jesus, o que imaginar das perguntas ao técnico interino do Benfica? O vice-líder do Campeonato Português entra em campo na próxima quinta (9) contra o Famalicão, pela 31ª rodada, precisando desesperadamente da vitória.

Faltando apenas quatro jogos para o fim da competição, o Benfica está seis pontos atrás do líder Porto e só pode pensar em vencer se pretende levantar a taça pelo segundo ano consecutivo. O problema é que o time vive em grave crise, que culminou na demissão do técnico Bruno Lage.

Inicialmente, a imprensa portuguesa apontou Mauricio Pochettino e Jorge Sampaoli como favoritos para comandar a equipe. Entretanto, Jorge Jesus é o nome da vez em Lisboa. A torcida pede o retorno, os jornais pressionam e a diretoria faz contas para tirar o técnico do Flamengo. Enquanto isso, Nélson Veríssimo assumiu interinamente o time, e ficou com a improvável missão de conquistar o título português.

Ouça na Rádio Nacional

Um dia antes do importante confronto com o Famalicão, fora de casa, não teve como escapar da pergunta na entrevista coletiva. Veríssimo precisou responder sobre Jorge Jesus: “Acredito que uma boa situação para o Benfica passar por ganhar o jogo amanhã. Volto a reforçar e percebo vossa curiosidade e de muitas pessoas lá fora na questão relativa ao mister Jorge Jesus. Epa, mas não é uma questão que me diga respeito. Diz-me respeito, mas não é uma questão de minha competência, que eu tenha que estar aqui para dizer alguma opinião”.

Pressionado, Nélson Veríssimo reforçou que o foco é orientar a equipe até o fim do Campeonato Português, e não seguir no Benfica como técnico na próxima temporada. Jorge Jesus ainda não comentou sobre o assunto, que deve ser abordado em uma eventual entrevista coletiva, após a final da Taça Rio, na noite desta quarta (8).

Edição: Fábio Lisboa

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana