Momento Economia

Bolsa sobe 7,5% e dólar cai para R$ 5,03 em dia de trégua

Publicado


source

Agência Brasil

Em meio ao anúncio de medidas emergenciais no Brasil e no exterior, o mercado financeiro teve o segundo dia seguido de trégua. A bolsa de valores, que ontem (24) subiu 9,66% , saltou 7,5% hoje (25) e voltou a superar os 70 mil pontos. O dólar , que ontem tinha fechado em R$ 5,08, fechou em R$ 5,03.

Coronavírus: Proposta reduz em 30% mensalidade escolar

O índice Ibovespa , da B3 , fechou esta quarta-feira aos 74.956 pontos. O índice, que alcançou o maior nível em 12 dias, chegou a operar com alta de quase 10% durante a tarde, mas desacelerou nas horas finais de negociação.

Bolsa de valores arrow-options
iStock

Bolsa de valores


O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 5,033, com recuo de R$ 0,047 (-0,93%). A cotação chegou a registrar alta no início da sessão, mas inverteu a tendência ainda durante a manhã. Na mínima do dia, por volta das 14h40, a moeda chegou a ser vendida a R$ 4,98.

A divisa acumula alta de 25,43% em 2020. O Banco Central ( BC ) voltou a intervir no mercado. A autoridade monetária fez dois leilões de linha de US$ 3,3 bilhões. Nessa modalidade, o BC vende dólares das reservas internacionais com compromisso de recomprar o dinheiro meses mais tarde.

Estados Unidos

O fechamento de um acordo para a aprovação de um pacote de US$ 2 trilhões para reativar a economia dos Estados Unidos ajudou o mercado em todo o mundo. O texto será primeiramente votado no Senado norte-americano, depois irá para a Câmara . Paralelamente, o Federal Reserve , o Banco Central norte-americano, está comprando indefinidamente dívidas corporativas e emprestando recursos diretamente a empresas pelo tempo necessário.

O índice Dow Jones , da Bolsa de Nova York , voltou a fechar em alta, tendo subido 2,39% hoje. Ontem, o indicador encerrou o dia com alta de 11,37%, com o melhor desempenho diário desde 1933.

Pacote de medidas

No Brasil , o mercado continua a reagir à ajuda emergencial de R$ 88,2 bilhões para estados e municípios e à injeção de R$ 1,2 trilhão na economia anunciada ontem pelo Banco Central . A edição de medidas provisórias para flexibilizar a legislação trabalhista durante a crise aliviam a perda do valor de ações de diversas empresas.

Petróleo

A intensificação da guerra de preços do petróleo entre Arábia Saudita e Rússia continua a dar uma trégua. Os dois países estão aumentando a produção de barris, o que tem provocado uma redução na cotação do produto.

Empresários cutucam Guedes e cobram ação para ajudar com o pagamento de salários

O barril do tipo Brent , que na semana passada atingiu o menor nível em 18 anos, voltou a subir hoje. Por volta das 18h, a cotação estava em US$ 27,32, com alta de 0,63%. As ações da Petrobras, as mais negociadas na bolsa, que ontem subiram cerca de 15%, continuaram em alta. Os papéis ordinários (com direito a voto em assembleia de acionistas) valorizaram-se 8,02% nesta quinta. Os papéis preferenciais (com preferência na distribuição de dividendos) subiram 8,08%.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Economia

Arrecadação de impostos tem queda de 2,7% em fevereiro

Publicado


.

A arrecadação das receitas federais, que chegou a registrar recorde em janeiro, apresentou queda em fevereiro, totalizando R$ 116,430 bilhões, com queda real (descontada a inflação) de 2,71%, na comparação com o mesmo mês de 2019. Esse foi o menor resultado para o mês desde 2018, quando chegou a R$ 113,586 bilhões, em valores corrigidos pela inflação.

As receitas administradas pela Receita Federal, como impostos e contribuições federais, chegaram a R$ 112,141 bilhões, resultando em queda real de 4,55%.

Já as receitas administradas por outros órgãos, principalmente royalties do petróleo, totalizaram R$ 4,289 bilhões, com expansão de 95,95%.

Edição: Fernando Fraga

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Economia

Uber fecha parceria com Prefeitura de São Paulo para patrocinar ciclofaixas

Publicado


source
Uber arrow-options
Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Ciclofaixas, que estavam sem patrocínio, são assumidas pela Uber


A Prefeitura de São Paulo fechou acordo com a Uber para a viabilização das ciclofaixas de lazer da cidade. O termo de cooperação foi fechado nesta quarta-feira (1º), de acordo com o Diário Oficial. 

A Uber foi a única empresa a manifestar interesse no processo de licitação para a parceria. Anteriormente, o patrocínio era da Bradesco Seguros , que decidiu encerrar a cooperação em agosto de 2019. Na ocasião, a Prefeitura suspendeu a operação das ciclofaixas

Leia também: Uber vai impedir motoristas de trabalharem mais de 12 horas por dia pelo app

O acordo atual com a Uber tem validade de um ano. Por enquanto, porém, o serviço está temporariamente suspenso devido à quarentena imposta pela cidade para conter a disseminação do novo coronavírus (Sars-CoV-2).

O termo de cooperação envolvendo a Uber engloba os 117 km de extensão das ciclofaixas de lazer da capital paulista, divididos em nove trechos. Elas funcionam aos domingos e feriados, das 7h às 16h, e foram inauguradas em 2009.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana