Momento Pet

Cadela desaparecida é achada em buraco na floresta; veja reencontro com dono

Publicado

source

Alan Whitton passou por momentos difíceis nos últimos dias após sua cadela de apenas um ano se assustar com um cachorro maior e fugir enquanto os dois passeavam perto de uma floresta. Depois do incidente o inglês passou horas buscando por Mitzi, mas como não teve sucesso voltou para casa. 

Sem conseguir dormir, Alan aproveitou o tempo em casa para divulgar o desaparecimento da cadela nas redes sociais. “Por favor, compartilhem. Minha pequena jack russel foi acuada por outro cão cinza e grande que seu dono havia perdido o controle sobre ele. Minha garota é muito amigável com humanos, mas morre de medo de outros cachorros. Estou buscando por ela na floresta de  knighton. Qualquer informação é válida”, escreveu ele no Facebook ao compartilhar seu contato pessoal. 

Leia também: Reencontro de dono com gato perdido emociona e causa choro 

foto de cadela deitada arrow-options
Reprodução Facebook

A cadelinha Mitzi ficou desaparecida por três dias

Após o segundo dia de buscas sem sucesso, o dono de Mitzi já estava perdendo as esperanças. “Eu começava a chorar todas as vezes que comentava sobre o sumiço dela com alguém”, disse ele ao jornal local Essex Live. 

Leia mais:  Golden retriver dá à luz filhote de pelo verde e assusta donos

Já no terceiro dia, Alan recebeu uma ligação inesperada. Era uma mulher chamada Laura que costuma passear com seu cão na floresta todos os dias e notou um comportamento diferente: o pet que nunca deu atenção para os buracos na terra cheirou um específico dois dias seguidos – isso significava que Mitzi poderia estar lá dentro. 

Leia também: Mulher transforma espaço embaixo da escada em casa de cachorro

O dono correu para o local e pegou uma pá emprestada para cavar mais o buraco. Depois de um certo trabalho ele chamou o nome de Mitzi mais uma vez e ela colocou a cabeça para fora. O momento foi filmado e é emocionante, assista. 



Alan também fez um vídeo para agradecer a todos que ajudaram de alguma forma e afirmou que encontrar Mitzi com vida foi seu milagre natalino. 

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
publicidade

Momento Pet

Protetor solar para cães é muito importante; saiba tudo sobre

Publicado

source

Quando as pessoas vão andar no sol ou passar o dia no parque uma das principais preocupações é passar protetor solar para evitar queimaduras e doenças posteriores, como câncer de pele. Com os cachorros isso não deve ser diferente, já que os raios ultravioletas também podem prejudicar a pele deles. 

Leia também:  As raças de cachorro mais afetadas pelo calor e como diminuir os impactos

cachorro tomando sol na rede arrow-options
Shuttersock

Passar protetor solar no cachorro é muito importante para garantir a saúde dele

Dessa forma, o uso do protetor solar também é indispensável para os pets e ajuda a mantê-los seguros e saudáveis. A Clínica Veterinária Vet Quality listou os principais pontos que o dono precisa saber em relação ao produto; confira. 

Como funciona o protetor solar para cães? 

O produto feito especialmente para os cachorros é muito semelhando aos que os humanos usam. Ele impede que os raios UVA penetrem na derme (camada interna da pele) e que os raios UVB atinjam a epiderme (camada externa). Isso impede que o pet desenvolva, além do câncer, problemas relacionados à dermatite.

Em quais casos devo passar o protetor no pet?

Não há restrição para o produto, ou seja, todos os tipos de cães podem usá-lo. Porém algumas raças merecem cuidados redobrados, é o caso do dálmata e do dog argentino. O mesmo vale para os pets de pelagem curta, branca e pele clara. Esses cães mais sensíveis devem receber a proteção o ano todo, independente se houver ou não sol.

Leia mais:  Luisa Mell resgata cães que viviam dentro de caixas em canil

Para ter certeza de qual frequência de uso é melhor para o seu cachorro o ideal é se informar com um veterinário. Para as raças que possuem pelagem dupla tal recomendação é ainda mais persistente, já que esse tipo de pelagem é composto de duas camadas para proteger o pet do calor e do frio – pode ser que haja necessidade do uso frequente de protetor. 

Leia também: Importante! O que saber antes de passear com o cão em dias quentes

Como escolher o melhor protetor solar para cães?

A primeira coisa é nunca comprar protetores comuns para usar nos pets. Os componentes químicos não são iguais e, além de não agir com a mesma eficácia, as chances de o pet lamber e se intoxicar ou de apresentar reações alérgicas são grandes. 

Cachorro deitado em canga na praia arrow-options
Shuttersock

O dono não deve usar protetor solar de humanos no cachorro, isso pode prejudicar ele

Os maiores fatores de proteção são os mais indicados – e isso vale para todos os casos, mesmo os que não pertencem ao grupo dos mais sensíveis. Outros pontos importantes são que o produto seja à prova d’água e de rápida absorção. 

Leia mais:  Passeadora fica chocada com brinquedo adulto na boca de cão

Em relação aos preços, eles são bem parecidos com os de filtro solar para humanos. O valor depende do fator de proteção. Fatores menores custam menos, no entanto, não protegem com a mesma eficácia dos produtos com fatores mais elevados. 

Como o protetor solar deve ser aplicado? 

A forma de aplicação também é semelhante ao produto usado pelos humanos. Espalhe o filtro por todo o corpo do pet e dê atenção especial às partes onde não há muito pelo, como focinho, orelhas e barriga. Tome muito cuidado com a região dos olhos e nariz, que são extremamente sensíveis. 

O mais indicado é fazer a aplicação 30 minutos antes da exposição do pet ao sol – o que garantirá a penetração eficaz na pele. Durante esse tempo distraia o animal com brincadeiras para que ele não se lamba. 

Caso esteja em um local onde há exposição constante, repasse o filtro solar 3 ou 4 vezes no dia. Se o cão ficar no quintal ou na varanda durante o dia o mesmo processo é necessário. 

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Pet

Listamos os melhores produtos antipulgas para seu cão não passar aperto no verão

Publicado

source

Com a chegada do verão, os donos de cachorros precisam adotar alguns cuidados específicos. Hidratação, banho mais frequentes e atenção às viroses são alguns deles. Outro muito importante, e frequentemente negligenciado, é a sazonalidade das pulgas .

Leia também: Homem e gato “competem” para ver quem manda mais na casa

Cão com pulga arrow-options
Reprodução/ Shutterstock

Somente a coleira antipulgas é incapaz de conter a infestação em um ambiente.

No verão, a incidência das pulgas costuma aumentar e se o seu cão frequenta áreas externas o cuidado precisa ser redobrado. Com isso em mente, elaboramos uma lista de produtos antipulgas que ajudam na prevenção ou no combate a essa chaga que tanto incomoda os bichinhos e até os vizinhos.

Os preços variam entre R$ 15,50 e R$ 55,87

Clique nos links para ser redirecionado ao site de compra:

Leia mais:  Listamos os melhores produtos antipulgas para seu cão não passar aperto no verão
Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana