Carros e Motos

Audi e-tron Sportback vira obra em exposição de arte

Publicados

em


source
Audi e-tron Sportback
Divulgação

Audi e-tron Sportback


Os visitantes da ArtRio, a Feira de Arte Internacional do Rio de Janeiro, poderão conhecer de perto o e-tron Sportback. Segundo modelo 100% elétrico da marca alemã oferecido no mercado brasileiro, está exposto no local em uma instalação artística.


O Audi e-tron Sportback mostrado na ArtRio está disponível em duas versões, com preços que partem de R$ 511.990, sendo equipado com dois motores que entregam 408 cv e um conjunto de baterias de 95 kWh que garante uma autonomia de até 446 km.

Visualmente, o principal destaque do modelo é a ausência dos retrovisores externos, substituídos por suportes com câmeras, que exibem as imagens capturadas em duas telas do tipo OLED.


Em sua 10ª edição, a ArtRio é um dos maiores eventos do gênero no Brasil e acontece até o próximo domingo (18) na Marina da Glória. Além das mostras presenciais, este ano a feira traz uma plataforma online com uma série de atrações, que podem ser conferidas aqui .

Fonte: IG CARROS

Leia Também:  Fugir do local do acidente é crime de trânsito e motorista pode ser preso, decide STF
Propaganda

Carros e Motos

Fugir do local do acidente é crime de trânsito e pode dar prisão, decide STF

Publicados

em


source

Carro Esporte Clube

acidente
Thiago Ventura

Fugir do local do acidente é crime de trânsito e motorista pode ser preso, decide STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) reafirmou sua jurisprudência sobre a constitucionalidade do artigo 305 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que tipifica como crime a fuga do local do acidente. O motorista que comete essa infração está sujeito à multa e prisão de seis meses até um ano.

Por maioria de votos, o Plenário, na sessão virtual encerrada em 9/10, julgou procedente a Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) 35. Prevaleceu o entendimento firmado no julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 971959, com repercussão geral (Tema 907), em que a Corte entendeu que a norma não viola a garantia de não autoincriminação .

Na ação, a Procuradoria-Geral da República (PGR) sustentava que Tribunais de Justiça de São Paulo, do Rio Grande do Sul, de Minas Gerais e de Santa Catarina, assim como o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, têm declarado a inconstitucionalidade do dispositivo, com o entendimento de que, ao tipificar como crime “afastar-se o condutor do veículo do local do acidente, para fugir à responsabilidade penal ou civil que lhe possa ser atribuída”, ele terminaria por impor ao motorista a obrigação de colaborar com a produção de provas contra si, o que ofenderia os princípios constitucionais da ampla defesa e da não autoincriminação (artigo 5º, inciso LXIII, da Constituição Federal).

Leia Também:  Fugir do local do acidente é crime de trânsito e motorista pode ser preso, decide STF

O ministro Edson Fachin abriu a corrente vencedora no julgamento. A seu ver, a evasão do local do acidente não constitui exercício do direito ao silêncio ou de não produzir prova contra si mesmo, direitos que limitam o Estado de impor a colaboração ativa do condutor do veículo envolvido no acidente para produção de provas que o prejudiquem. Segundo Fachin, a previsão do CTB está em consonância com o escopo da regra convencional de “aumentar a segurança nas rodovias mediante a adoção de regras uniformes de trânsito”.




Fonte: IG CARROS

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA