Carros e Motos

Tira-teima:  VW Virtus esportivo encara o clássico Gol GTS

Publicados

em


source
Gol GTS
Renato Bellote/iG

VW Virtus GTS e VW Gol GTS: duas gerações distintas de esportivos da marca alemã unidos pelas mesma sigla

Durante a década de 80 os pequenos esportivos tomaram conta do mercado. E a concorrência não era nada fácil. Chevrolet, Ford, Fiat e Volkswagen tinham seus modelos e versões mais apimentadas para agradar diferentes tipos de público, com destaque para motorizações e acabamentos específicos.

A Volkswagen , em especial, tinha duas armas bem apontadas para o público jovem: o Gol GT e o Passat GTS Pointer, os mais rápidos da época. A sigla esportiva passou a fazer parte do imaginário e, com o passar dos anos, continuou povoando o inconsciente coletivo de todos os entusiastas.

Dessa forma a marca resolveu trazer a versão de volta, porém dessa vez nos modelos com uma plataforma mais atual, a MQB. Os escolhidos foram o Polo e o Virtus . Quando peguei o sedã para teste de 10 dias logo pensei que poderia render uma boa pauta.

Leia Também:  Chevrolet revela os novos Onix RS e Onix Plus Midnight

O modelo traz uma configuração exclusiva de motorização na linha, o 1.4 turbo com 150 cv, que casou bem com o menor peso do carro. Além disso esteticamente rodas de 18 polegadas, apliques vermelhos e bancos com abas nas laterais completam o pacote.

Já o Gol GTS que chamamos para o comparativo traz o estilo mais do que consolidado. As rodas modelo orbital de 14 polegadas foram substituídas por um jogo de 16 polegadas. No interior painel satélite e os saudosos bancos Recaro dão o tom da esportividade.

O Virtus ficou esperto com o motor turbo de maior litragem. A Volkswagen fez um bom acerto de suspensão e barra estabilizadora mais larga na dianteira. Os bancos apoiam bem o corpo nas curvas. O único senão fica para o câmbio Aisin, bastante competente, porém a versão pede algo mais esportivo, como um DSG ou equivalente.

Guiar o Gol GTS é sempre uma boa surpresa. O modelo me agrada mais do que o GTI. Comando 049 e o carburador de corpo duplo com dois estágios é música para os ouvidos, juntamente com o ronco do escape Kadron. Em breve o Virtus participará do comparativo com outro ícone: o Passat GTS Pointer.

Leia Também:  Câmara aprova mudanças na CNH e nas leis de trânsito
Fonte: IG CARROS

Propaganda

Carros e Motos

Preço da gasolina tem variação de 28% nos estados brasileiros

Publicados

em


source
gasolina
Divulgação

Confira os preços da gasolina por região

O preço da gasolina registrou variação de até 28% na primeira quinzena de setembro, aponta o levantamento da Ticket Log, empresa de soluções de abastecimento e gestão de veículos. Segundo os dados divulgados hoje (25), o Acre registrou o maior valor do combustível fóssil, sendo encontrado a R$ 5,13 por litro. O menor preço é do Amapá, com média de R$ 4,00.

Todas as regiões do Brasil sofreram aumento no preço do combustível em setembro, na comparação com o mês anterior. A região Centro-Oeste tem a gasolina mais cara do Brasil, sendo encontrada pelo valor médio de R$ 4,62 por litro. Na Região Sul, o combustível é 5% mais barato, e pode ser adquirido por R$ 4,39 nas bombas.

Já o etanol teve flutuação de 58% nos preços entre estados brasileiros. Segundo a Ticket Log, o maior preço do combustível de cana-de-açúcar foi encontrado no Rio Grande do Sul, onde custa R$ 4,11 por litro. O menor valor foi encontrado em São Paulo, por R$ 2,68. O etanol custa, em média, R$ 3,55 por litro no Brasil.

Leia Também:  Conheça detalhes da Yamaha XS 650, a motocicleta incompreendida

O diesel convencional e o S-10 foram os combustíveis que apresentaram maior alta no período – 4,22% e 4% respectivamente. O diesel comum apresentou média de valor de R$ 3,742 nas bombas brasileiras e o diesel S-10 de R$ 3,78.

Preço da gasolina por região
Ticket Log

Preço da gasolina por região


Fonte: IG CARROS

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA