Carros e Motos

Toyota Hilux SRV 2021: quebrando preconceitos de picapes flex

Publicados

em


source
Toyota Hilux SRV 2021 surpreende pelo conforto e preço competitivo com motor flex
Cauê Lira/iG Carros

Toyota Hilux SRV 2021 surpreende pelo conforto e preço competitivo com motor flex

Sempre fui crítico das picapes médias com motores flex, mas encontrei motivos para reconsiderar algumas delas na Toyota Hilux SRV 2.7 4×4 2021. O modelo produzido em Zárate (Argentina) costuma figurar entre os mais vendidos do segmento – no “pau a pau” com a Chevrolet S10 –, mas será que vale a pena investir R$ 204.090 para abastecer com gasolina ou etanol?

Antes de responder, vamos dar uma olhada no catálogo da Hilux 2021 para o Brasil nas versões cabine dupla. O modelo de entrada é o SRV , disponível com trações 4×2 (R$ 189.390) e 4×4 (204.090). Em ambos os casos, o motor é 2.7 Flex, com câmbio automático, de seis marchas.

A versão STD (R$ 209.590) é a mais em conta com motor diesel, mas está disponível apenas com câmbio manual, de seis marchas. Em seguida, surgem os modelos SR (R$ 230.690), SRV (R$ 247.990) e SRX (R$ 276.490), todos com câmbio automático, de seis marchas e motor 2.8 turbodiesel. 

Entre o modelo SRV 4×4 Flex que avaliamos e a versão básica, a diesel, com câmbio automático, há um abismo de quase R$ 30 mil. Além disso, a versão SRV conta com câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, chave presencial, alarme antifurto, retrovisores rebatíveis e central multimídia com TV digital. Todos estes equipamentos não aparecem na versão SR diesel, que é mais cara.

Leia Também:  Ducati homenageia Troy Bayliss com a edição especial Panigale V2

Um conselho muito comum entre os “picapeiros” é: esqueça a flex, compre a diesel. No caso da Hilux , a conta só não vai fugir do controle do cliente se optar por investir no modelo STD , que além de ter câmbio manual, não conta com diversos equipamentos. 

Se você mora na cidade e pretende usar a picape com frequência no dia a dia, a versão STD é muito “pé-de-boi” e abdica demais do conforto. Neste cenário, o modelo SRV Flex se torna interessante. Além de ser mais convidativa, por causa do preço, tem um pacote de equipamentos de respeito.

Pé na estrada

Aproveitei a folga durante a semana para percorrer mais de 300 quilômetros com a Toyota Hilux SRV 2021 , saindo da capital paulista com destino a Aparecida do Norte (SP), e depois retornando. Foram cerca de quatro horas e meia ao volante da picape média na Dutra.

A primeira característica que chamou atenção foi o silêncio na cabine. Apesar de ser um motor flex, de quatro cilindros, empurrando uma picape de quase duas toneladas, o conjunto é bem sutil e silencioso em velocidade de cruzeiro.

Você viu?

A Hilux Flex desenvolve 163 cv e plausíveis 24,9 kgfm de torque a 4.000 rpm. De fato, o modelo exige um pouco mais de esforço em algumas situações, como subidas e retomadas, mas está longe de ser considerado “manco” na estrada.

O conjunto foi desenvolvido para privilegiar rotações mais baixas. Mantendo 120 km/h com o piloto automático ativado, o modelo gira em torno de 2.300 mil rpm, beneficiando o silêncio na cabine e o consumo de combustível. Em alguns momentos, a Hilux flex chegou a marcar o consumo instantâneo de 9,7 km/l de gasolina, no computador de bordo. 

Toyota Hilux 2021: Toyota Hilux 2021: interior com boa ergonomia e conforto de um SUV estão entre os méritos da picape
Divulgação

Toyota Hilux 2021: Toyota Hilux 2021: interior com boa ergonomia e conforto de um SUV estão entre os méritos da picape

O tanque de combustível de 80 litros, ajuda na autonomia. Segundo o Inmetro, o modelo pode rodar até 648 km na rodovia, abastecido com gasolina. No etanol, a situação é sofrível, com média de 4,8 km/l na cidade e 6,9 km/l na estrada. 

Leia Também:  Easter Eggs: as lanternas mais ligadas à marca que você já viu

A ergonomia da Hilux SRV é ótima. A posição dos bancos e do volante permitem que o motorista dirija por muitas horas sem sentir qualquer sinal de cansaço ou dores nas costas e nos braços. A sensação é de guiar um SUV de porte médio.

A suspensão também merece elogios, com acerto bem macio, apesar de ser otimizada para o uso de carga. Segundo a Toyota , a caçamba pode levar 1.036 litros, com capacidade de carga útil de 980 kg.

Escolha por eliminação

Se você não liga para o pacote de equipamentos e tem R$ 230 mil sobrando para comprar uma picape, a Hilux SR com motor diesel pode ser uma escolha sem muitas vaidades. Quem tem o perfil de percorrer longos trajetos na estrada para trabalhar ou viajar pode se dar bem com a versão diesel de entrada, a STD , com câmbio manual.

Agora, se você não se enquadra em nenhuma das duas situações acima, a Toyota Hilux SRV 2021 com motor flex pode ser uma excelente (se não sua única) escolha. Vale contabilizar os gastos com combustível, seguro e o seu perfil de condução antes de bater o martelo. Modelos flex são menos visados, portanto, costumam ter coberturas mais em conta.

Ficha Técnica

Toyota Hilux SRV 2.7 Flex

Preço sugerido: R$ 247.990 Potência: 163 cv a 5.000 rpm Torque: 24,9 kgfm a 4.000 rpm Transmissão: automático, seis marchas, tração integral Suspensão: braços sobrepostos (dianteira), eixo rígido (traseira) Freios: discos ventilados (dianteira), tambor (traseira) Dimensões: 5,32 m de comprimento, 1,85 m de largura, 1,81 m de altura, 3,0 m de entre-eixos Caçamba: 1.036 litros Carga útil: 980 kg 0 a 100 km/h: 15 segundos Velocidade máxima: 165 km/h Consumo: 4,8 km/l (cidade) e 6,9 km/l (estrada) com etanol, 5,6 km/l (cidade) e 8,1 km/l (estrada) com gasolina. Seguro: R$ 7.454 (Minuto Seguros, homem, 40 anos, casado, que mora em São Paulo-SP)

Fonte: IG CARROS

Propaganda

Carros e Motos

Hyundai HB20 2022: novo líder  mostra as garras na versão intermediária

Publicados

em


source
Hyundai HB20 Evolution 2022: poucas mudanças estéticas mas que deixaram o carro com visual mais harmônico
Carlos Guimarães/iG

Hyundai HB20 Evolution 2022: poucas mudanças estéticas mas que deixaram o carro com visual mais harmônico

A Hyundai aproveita o embalo das boas vendas do HB20, que se tornou líder de vendas entre todos os modelos nacionais, em junho, para lançar a linha 2022. E a reportagem de iG Carros já consegue avaliar o carro com mais detalhes. Foram poucas as mudanças, mas ficou claro que não faltam qualidades para manter o cinturão do primeiro lugar.

Com essa versão Evolution 2022 do Hyundai HB20 fica decretado de vez o fim da ligação de carro popular com motor 1.0. Não apenas pelo preço sugerido de R$ 83.290, mas pela quantidade de itens sofisticados e da mecânica refinada.

Entre outros itens, estamos falando de sistema de frenagem emergência automatica, alerta de mudança de faixa, central multimídia com tela de 8 polegadas e motor turbo, com injeção direta de combustível.

Na parte estética, a linha 2022 se diferencia apenas por meros detalhes, como as lanternas traseiras fumês, os faróis com lentes escurecidas e a grade dianteira com contorno pintado de preto brilhante. A cor Prata Sand também caiu bem, deixando o hatch compacto com aspecto mais agradável, agora com visual um pouco menos polêmico do que quando a nova geração foi lançada, em setembro de 2019.

O interior quase não mudou, porém, continua com boa ergonomia e com padrão de bom gosto. O quadro de instrumentos com contagiros analógico, que vem com ponteiro descansando na vertical e fundo quadriculado, combina com bom desempenho animador do carro.

Leia Também:  Mercedes-Benz que pertenceu a George Harrison será leiloado

Ponto positivo também para o volante de três raios multifuncional, mas bem que o ar-condicionado digital poderia mostrar a temperatura ajustada em numeral no lugar das barras para tornar regulagem mais precisa.

Entre prós e contras, também gostei da entrada USB para carregamento rápido do celular e dos porta-objetos, tanto do console central quanto dos que ficam nas portas. A central multimídia é compatível com Apple Car Play e Android Auto, mas não tem conexão com a internet como a My Link 2 da GM e que a UConnet Wireless que a Fiat começou a oferecer na picape Toro e passará para outros modelos.

De qualquer forma, o pacote de equipametos de série do HB20 Evolution 2022 é interessante e também conta com controles eletrônicos de estabilidade e tração, além de airbags laterais e frontais, câmera de ré, banco do motorista com regulagem de altura e acendimento automático dos faróis entre outros itens. O interior leva cinco ocupantes e o porta-malas comporta 300 litros de bagagem, comforme a fabricante.

Você viu?

Acelerando o HB20 Evolution 2022

Hyundai HB20 tem boa ergonomia, sistema multimídia de 8 polegadas e velocímetro digital
Divulgação

Hyundai HB20 tem boa ergonomia, sistema multimídia de 8 polegadas e velocímetro digital

É depois de dar a partida que vem à tona aquela máxima que diz que vem vê cara não vê coração. O melhor do HB20 Evolution 2022 é dirigí-lo. Já começa na hora de ajustar a posição tanto do volante (em altura e profundidade) quanto do banco.

Na versão avaliada, é preciso girar a chave, uma vez que botão para apertar tem apenas no topo de linha Diamond. O ronco instigante do 1.0 turbo, com injeção direta, já é um sinal de que o carro tem bom fôlego.

Basta engatar o Drive e acelerar um pouco mais para confirmar a disposição do HB20 1.0 turbo e com câmbio automático de seis marchas. Na teoria, há uma boa dose de força desde as primeiras marcações do contagiros (17,5 kgfm a meros 1.500 rpm), o que é constatado na prática por retomadas e ultrapassagens ágeis.

Leia Também:  Conheça a história do Karmann Ghia TC

As relações de marchas se mostram bem escalonadas e há como fazer trocas manuais, mas apenas pela própria alavanca. As hastes no volante também foram reservadas para a versão topo de linha.

Outro ponto que anima no carro é o acerto da direção com assistência elétrica , leve nas manobras e que transmite segurança em velocidades mais altas. E a suspensão consegue absorver bem as irregularidades do piso sem prejudicar a estabilidade nas curvas. A boa visibilidade e o isolamento acústico adequado são outras duas qualidades do HB20 Evolution 2022, que vai bem tanto na cidade quanto na estrada, sem gastar muito combustível.

Conforme os dados do Inmetro, o carro faz 8,2 km/l de etanol em trecho urbano e 10,2 km/l em rodoviário, números que passam para 11,8 km/l e 14,2 km/l com gasolina, respectivamente. O que ajuda é a eficiência da injeção direta com variador de fase no comando de válvulas tanto na admissão quanto no escape. Porém, esse tipo de sistema acaba sendo mais sensível aos combustíveis de qualidade duvidosa.

Conclusão

Com um conjunto bem acertado, o que inclui uma mecânica eficiente, o HB20 Evolution da linha 2022 passa a ter mais destaque com a liderança nas vendas, posição que deverá manter, pelo menos, nos próximos meses. Para se consolidar como líder, terá que evoluir ainda mais, com uma central multimídia com internet a bordo, entre as novidades.

Ficha Técnica

Hyundai HB20 1.0 Evolution 2022

Preço: a partir de R$ 83.390

Motor:  1.0, três cilindros, turbo, injeção direta

Potência:  120 cv a 6.000 rpm

Torque:  17,5 kgfm a 1.500 rpm

Transmissão:  automático, seis marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus:  185/60 R15

Dimensões: 3,94 m (comprimento) / 1,72 m (largura) / 1,47 m (altura), 2,52 m (entre-eixos)

Tanque: 50 litros

Porta-malas: 300 litros 

Consumo etanol: 8,2  km/l (cidade) / 10,2 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 11,8 km/l (cidade) / 14,2 km/l (estrada)




Fonte: IG CARROS

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA