Carros e Motos

Veja como os 5 carros mais baratos do Brasil já custam caro

Publicados

em


source

Poucas coisas subiram tanto de preço nos últimos anos como automóveis zero quilômetro. Nem parece que, em meados de 2009, o Fiat Mille era o carro mais barato do Brasil, partindo de R$ 23 mil. Em 2020, o menor valor que você terá que desembolsar para ter um veículo novo estará na faixa de R$ 39 mil.

Partindo disso, a reportagem do IG Carros lista os 5 veículos mais baratos para aqueles que querem gastar pouco sem dispensar o prazer de ser o primeiro dono. Também incluímos os preços dos modelos durante o lançamento, para ter uma base de comparação sobre como eles ficaram mais caros em tão pouco tempo. Acompanhe!

1 – Renault Kwid Life – R$ 39.390

Renault Kwid
Roberto Assunção

Renault Kwid é considerado o “SUV dos compactos” pelo design de crossover

O Renault Kwid Life é o carro mais barato do Brasil, partindo de R$ 39.390 na versão Life. Seu preço subiu bastante desde 2017, quando era tabelado em R$ 29.990 nas concessionárias. Apesar de ser um carro básico, tem o trunfo de contar com quatro airbags (frontais e laterais).

Seu motor é 1.0 da família SCe, desenvolvendo 70 cv de potência a 5.500 rpm e 9,8 kgfm a 4.250 rpm, com transmissão manual, de cinco marchas. O principal trunfo do subcompacto é o consumo de combustível, podendo aferir 10,3 km/l na cidade e 10,8 km/l na estrada com etanol, além de 14,9 km/l na cidade e 15,6 km/l na estrada com gasolina, segundo o Inmetro.

Leia Também:  Montadora do iPhone se une com a dona da Volvo para fazer carros

2 – VW Up! MPI – R$ 49.590

Volkswagen Up!
Divulgação

Volkswagen Up! se destaca pela praticidade, mas passa por maus bocados no mercado nacional

O Volkswagen Up! está por um triz no Brasil. Apesar de ser uma ótima ideia e um veículo muito bem estruturado, sucesso de crítica, ele nunca vendeu tão pouco como em 2020. O hatch parte de R$ 49.590 na versão básica MPI, com motor 1.0 aspirado. Seu valor de entrada durante o lançamento em 2014 ficava na faixa de R$ 26 mil; logo, sua versão de entrada praticamente dobrou de preço em seis anos.

O compacto desenvolve 82 cv de potência a 6.250 rpm e 10,4 kgfm a 3.000 rpm, com câmbio manual de cinco velocidades. Apesar de ser a versão “pelada”, conta com computador de bordo, volante multifuncional e rádio simples com conexão Bluetooth e USB. Na Argentina, infelizmente, já deixou de ser vendido.

3 – Hyundai HB20 Sense – R$ 50.990

Hyundai HB20
Divulgação

Hyundai HB20 continua ocupando posições de destaque no ranking dos mais vendidos do Brasil

Lançado em 2019, o HB20 Sense é o projeto mais novo que você poderá comprar pelo mínimo de dinheiro no fim do ano. A versão com motor 1.0 aspirado parte de R$ 50.990 nas concessionárias da Hyundai, sendo que seu valor de lançamento em 2019 era R$ 46.490.

Leia Também:  Carro por assinatura da Fiat e Jeep tem planos a partir de R$ 1.350

O hatch coreano entrega 80 cv de potência a 6.000 rpm e 10,2 kgfm a 4.500 rpm, com transmissão manual de cinco velocidades. Nesta versão, ele ainda não conta com controle de estabilidade e assistente de partida em rampa, itens de segurança vendidos em um pacote separado. No pacote de mídia, há rádio simples com conexão Bluetooth, que pode ser controlado pelo volante multifuncional.

4 – Fiat Mobi Easy – R$ 39.990

Fiat Mobi
Divulgação

Desde que foi lançado em 2016, o Fiat Mobi roubou o lugar do Uno no coração dos brasileiros

Outro modelo que você poderá comprar na faixa dos R$ 40 mil é o Fiat Mobi . Ainda assim, o modelo teve aumento considerável desde 2016, quando foi lançado por R$ 31.900. 

O Mobi tem motor 1.0, de 75 cv e 9,9 kgfm de torque a 3.850 rpm, com transmissão manual de cinco marchas. Trata-se de um veículo extremamente rudimentar, que traz itens básicos como travamento automático das portas e limpador do vidro traseiro como opcionais.

5 – Ford Ka S 1.0 – R$ 51.990

Ford Ka
Roberto Assunção

Ford Ka continua sendo o carro-chefe da montadora americana no Brasil

Quando chegou ao mercado na metade de 2015, o Ford Ka mais barato custava R$ 35.390. A crise veio, e fez a fabricante elevar seu preço para R$ 51.990, deixando-o R$ 16 mil mais caro. Este fator não afetou seu desempenho em vendas, uma vez que o Ka continua aparecendo na lista dos carros mais vendidos do Brasil.

O Ka Hatch S 1.0 desenvolve 85 cv de potência e 10,7 kgfm de torque a 3.500 rpm, com câmbio manual, de cinco marchas. A versão básica conta com direção assistida, ar-condicionado e banco traseiro bipartido.

Fonte: IG CARROS

Propaganda

Carros e Motos

Projeção antecipa visual da Ford Maverick, futura rival da Fiat Toro

Publicados

em


source
Ford Maverick
Kleber da Silva

Ford Maverick: nova integrante da família de picapes da Ford, que já conta com Ranger e F-150, todas previstas para virem ao Brasil

A decisão global de fechar suas fábricas em Taubaté (SP) e Camaçari (BA) não afeta o cronograma da Ford , que pretende lançar um novo SUV médio para concorrer com o Compass , o Bronco Sport , e uma picape intermediária para desbancar a Fiat Toro . Esta última vai ser chamar Maverick , e o designer  Kleber da Silva preparou uma projeção mostrando como ela deverá ser.

A projeção foi feita com base em um flagra recente do modelo camuflado, vazado pelo site Maverick Truck Club, na linha de montagem do México. Assim que chegar ao Brasil, o que deverá acontecer no fim do ano, a Ford Maverick terá como alvo a Fiat Toro , líder do segmento de picapes intermediárias.

Ford Maverick aparece na linha de montagem no México antes da estreia
Reprodução/ Maverick Truck Club

Ford Maverick aparece na linha de montagem no México antes da estreia, que deverá acontecer apenas em 2022

A frente da Maverick terá ampla grade e faróis repartidos em três segmentos, em formato de C, seguindo a tendência da Ford nos modelos Ranger e F-150. No Brasil, é provável que a Maverick seja equipada com o mesmo motor 2.0 do EcoSport, acoplado ao câmbio automático de seis marchas e tração dianteira.

Leia Também:  Renault entra na onda retrô e recria o antecessor do Clio

Você viu?

A Ford também terá outros lançamentos no Brasil em 2021, como Bronco Sport , Ranger Black e o Mustang Mach 1 , versão mais potente do esportivo, equipado com motor V8 de 480 cv que pode funcionar com câmbio automático de 10 marchas, ou manual de seis.

A Ford Maverick não terá apenas a Fiat Toro e a Renaut Oroch entre os rivais no Brasil, já que a GM acaba de confirmar aporte de R$ 10 bilhões no País para a fabricação de novos modelos . Embora a marca não confirme, um deles será uma picape maior que a Montana.

Além disso, também existe a VW Tarok , que chegou a ser mostrada como protótipo no Salão do Automóvel, no São Paulo Expo, em 2018 (talvez o último no Brasil) e que pode ter uma versão de produção assim que a fabricante decidir tocar o projeto adiante.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA