Carros e Motos

Volta o rodízio tradicional em SP, mas trânsito continuará caótico

Publicados

em


source
Circulam atualmente na cidade de São Paulo mais de 6,2 milhões de veículos, conforme o Detran-SP
Karol Albuquerque

Circulam atualmente na cidade de São Paulo mais de 6,2 milhões de veículos, conforme o Detran-SP

A partir da próxima segunda-feira, dia 2 de agosto de 2021, voltará a entrar em vigor o tradicional rodízio municipal na cidade de São Paulo, com o fim do toque de restrição, estabelecido entre 23h e 5h do dia seguinte.

Com mais de 70% da população vacinada na capital paulista, também será ampliado o horário de funcionamento do comércio até a meia noite e a capacidade de ocupação dos estabelecimentos subirá para 80% a partir do próximo dia 1º.

Quem tem circulado pela cidade de São Paulo ultimamente deve ter visto que as ruas estão entupidas de carros, na maioria das vezes com um dois ocupantes, no máximo. É um antigo problema que vem sendo discutido há anos e que, com o receio de usar transporte público (já que a pandemia ainda não acabou) ainda está longe de ser resolvido.

Leia Também:  Fiat Argo Drive S-Design 1.3: em time que está ganhando (quase) não se mexe

Vale lembrar que, do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo (Detran.SP), a capital paulista tem 6,2 milhões de automóveis . E que, segundo dados da Rede Nossa São Paulo, de outubro de 2020, mesmo na pandemia, 26% da população gasta mais de duas horas em deslocamentos. Além disso, de acordo com a mesma fonte, 69% das pessoas que usam carro deixariam de usá-lo caso tivessem uma boa alternativa.

Soluções paliativas

As ciclovias em São Paulo ainda é apenas um paliativo diante do grande problema de mobilidade na capital
Marcelo Camargo/ABr

As ciclovias em São Paulo ainda é apenas um paliativo diante do grande problema de mobilidade na capital

Então, enquanto a tal boa alternativa não aparece, não vai adiantar muito restringir a circulação de veículos na capital paulista das 7h às 10h e das 17h às 20h, de segunda-feira à sexta-feira, conforme o final da placa. De qualquer forma, também é bom lembrar que o descumprimento do rodízio pode levar a uma multa de R$ 130,16 e mais quatro pontos na CNH.

Você viu?

A pandemia tem sido uma oportunidade para melhorar a questão da mobilidade nos grandes centros urbanos no Brasil, mas parece que tudo continuará praticamente como antes, sem grandes avanços. Com a prática do trabalho em casa (home office) poderiam ter mudado e escalonado melhor os horários de entrada e saída do trabalho e estabecido com mais seriedade as caronas colaborativas, não é mesmo?

Leia Também:  Honda NXR 160 Bros 2022: veja como anda na cidade, estrada e até na praia

Mas, não, o que se vê, são medidas contrárias às que contribuem com a mobilidade, como a construção e mais e mais prédios em regiões já saturadas de carros e gente.

Enquanto isso, soluções como aumento de ciclovias , soam apenas com paliativos diante das ruas lotadas e ainda mais perigosas de se andar em São Paulo, uma vez que há mais motociclistas rodando na cidade com o aumento não apenas das entregas em domicílio , mas também das atividades atividades informais, com a alta no desemprego.

O r odízio municipal em São Paulo entrou em vigor em 7 de junho de 1997 com o objetivo de reduzir a poluição na cidade. Depois, acabou servindo para amenizar os congestionamentos, o que também não aconteceu. Portanto, parece que, passados mais de 24 anos, quase não saímos do lugar, com perdão do trocadilho.

Fonte: IG CARROS

Propaganda

Carros e Motos

Mercedes lança edição especial do Classe G 63 AMG por R$ 2 milhões

Publicados

em


source


Mercedes G63 AMG vem com motor V8 biturbo, capaz de render 585 cv, potência transmitida para as quatro rodas
Divulgação

Mercedes G63 AMG vem com motor V8 biturbo, capaz de render 585 cv, potência transmitida para as quatro rodas

A Mercedes-Benz está lançando a versão limitada Magno Edition do Mercedes-AMG G 63 criada especialmente para o mercado brasileiro e que chega ao país com toda produção adicional já vendida, de acordo com a fabricante.

O SUV conta com motor V8 biturbo de 4.0 litros de 585 cv, tração nas quatro rodas (40:60), três bloqueios de diferencial, transmissão automática de 9 marchas, suspensão dianteira independente com duplo braço triangular e amortecimento ajustável adaptável.

O visual fica por conta a grade do radiador específica AMG pintada em preto fosco, arcos das rodas alargados, escapamento com saída lateral, rodas AMG forjadas de 22 polegadas, faróis, lanternas traseiras e indicadores de direção escurecidos , além de retrovisores, frisos, capa do estepe e adereços dos para-choques pintados em preto Magno.

Foto: Divulgação

Leia Também:  Fiat Argo Drive S-Design 1.3: em time que está ganhando (quase) não se mexe

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Na parte interna, o destaque é o acabamento ‘G Manufaktur Plus’ que consiste em revestimento em c ouro nappa com função massagem e layout de costura em padrão diamante, além de Volante em fibra de carbono com DINAMICA.

O Mercedes-AMG G 63 Magno Edition tem preço público sugerido de R$ 1.999.900 válido para todo o Brasil. E vale relembrar que todas as unidades disponíveis no país já foram vendidas.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA