Internacional

Casal de brasileiros morre em acidente de carro na Austrália

Publicado

source

IstoÉ

Casal do lado de árvore de natal arrow-options
FACEBOOK / REPRODUÇÃO

Carro no qual casal de brasileiros estava capotou na Austrália

Um casal de brasileiros morreu em um acidente de carro na Austrália no último domingo (12). Eduardo Rodrigues, de 41 anos, e Danielle Billeski, de 37, voltavam de uma viagem com os três filhos pequenos e os pais de Eduardo quando o veículo, de sete lugares, capotou em uma rodovia perto da cidade de Binningup, a 145 km de Perth, onde moravam. As crianças e os avós delas estão internados no hospital. As informações são do Portal Uol.

Segundo relatos, não houve colisão com nenhum outro veículo. A polícia local investiga a circunstâncias do acidente. Danielle trabalhava como cozinheira em uma creche e Eduardo como motorista de ônibus. Além das crianças envolvidas no acidente, o casal também deixa o filho João Miguel, de 15 anos, que mora no Brasil.

Leia também: Acidente com ônibus mata 16 no Peru e dois brasileiros estão entre os feridos

Pela internet, uma brasileira amiga do casal que também mora na Austrália, criou uma campanha para ajudar as crianças que ficaram órfãs. Com a vaquinha, que já recebeu diversas doações, a família já arrecadou, até a manhã desta terça-feira (14), $82 mil dólares australianos.

Leia mais:  Papa Francisco visita Tailândia e Japão para pedir desarmamento nuclear

Outros casais amigos da família na Austrália estão ajudando a cuidar das crianças e dos pais de Eduardo no hospital. O bebê está recebendo leite materno que foi doado por uma brasileira. Nenhum deles corre risco de morte.

Segundo a descrição no site onde estão sendo arrecadadas as doações, o valor ajudará a custear as despesas das crianças, dos pais de Eduardo e também a da família de Danielle que está indo de emergência para a Austrália liberar o corpo da vítima e cuidar dos netos.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

Internacional

Trump será defendido por acusador de relações entre Clinton e Monica Lewinsky

Publicado

source
Bill Clinton, ex-presidente dos Estados Unidos arrow-options
Gage Skidmore/Creative Commons

Bill Clinton, ex-presidente dos Estados Unidos

Um dos integrantes da equipe de defesa do presidente dos Estados Unidos , Donald Trump , contra as acusações de impeachment será o advogado Kenneth Starr, que foi o responsável pelas acusações contra o ex-presidente Bill Clinton por relações sexuais com a ex-estagiária da Casa Branca Monica Lewinsky . O caso ocorreu em 1988 e resultou em outro processo de impeachment contra Clinton na Câmara dos Representantes.

Segundo informações da imprensa americana, os advogados Alan Dershowitz e Robert Ray, que sucedeu Starr como promotor independente e redigiu o relatório final sobre Clinton, também vão integrar a defesa de Trump.

Leia também: Senado dos EUA recebe impeachment de Trump: entenda como ocorre o processo

No Twitter, Lewinsky fez um comentário sobre a escolha de Starr para fazer a defesa de Trump. “Este é definitivamente um ‘você está brincando comigo?’ tipo de dia”, escreveu.

Leia mais:  China e Turquia são os países que mais prenderam jornalistas em 2019

Trump é o terceiro presidente da história dos Estados Unidos a sofrer impeachment na Câmara e o primeiro a passar pelo processo enquanto luta pela reeleição ao cargo. Além dele, Andrew Johnson e Bill Clinton tiveram processos de impeachment aprovados pela Câmara, mas ambos foram absolvidos pelo Senado e não perderam o cargo.

Leia também: EUA admitem que 11 militares americanos ficaram feridos em ataques do Irã

Ele é acusado de abuso de poder e obstrução do Congresso no caso de ele ter pedido à Ucrânia que investigasse Joe Biden, potencial rival dele na disputa pela presidência.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Governo interino da Bolívia destina 10% do orçamento para a saúde

Publicado

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, anunciou que destinará 10% do orçamento nacional para a área da saúde visando melhorar e fortalecer a atenção médica para a população.

“Foi feito um grande sacrifício financeiro ajustando o orçamento, e conseguimos destinar 10% do nosso orçamento geral para a saúde de todos os bolivianos”, afirmou.

Bolivian Senator Jeanine Anez gestures after she declared herself as Interim President of Bolivia, in La Paz, Bolivia November 12, 2019. REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

 A presidente Jeanine Áñez quer fortalecer a área de saúde da Bolívia     Carlos Garcia Eawlins/Reuters/direitos reservados

Jeanine disse ainda que há recursos disponíveis de mecanismos de cooperação internacional para reforçar ainda mais essa área.

O ministro de Economia, José Luis Parada, disse que buscará executar em sua totalidade os 10% do Orçamento Geral da Nação para a atenção médica.

Ele criticou o governo do ex-presidente Evo Morales, que acusou de não ter “ordenamento nem controle” dos gastos.

Edição: Kleber Sampaio

Comentários Facebook
Leia mais:  EUA rechaçam pedido do Iraque para retirada de soldados americanos do país
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana