Momento MT

CGE divulga balanço da atuação preventiva em 2019

Publicado

A produção é resultado da priorização da CGE pelo controle preventivo, vertente de atuação que concentra metade da força de trabalho dos auditores do Estado

Trinta e uma avaliações de controle interno, 1.200 pareceres, 440 recomendações técnicas, 40 capacitações, 1.500 servidores capacitados e 660 consultas respondidas por e-mail. Estes foram alguns números da atuação preventiva da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) junto aos órgãos e entidades do Governo de Mato Grosso no ano de 2019.

A produção é resultado da priorização da CGE pelo controle preventivo, vertente de atuação que concentra metade da força de trabalho dos auditores do Estado. “O papel predominante do controle interno é atuar na prevenção de desperdícios, desvios e má gestão de recursos públicos, e não na identificação de erros e falhas”, salienta o secretário-controlador geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida.

Entre as 31 avaliações de controle interno, foi analisada a gestão administrativa de contratações, transferências, pessoal, orçamentária, contábil, financeira e patrimonial das seguintes instituições: Assistência Social e Cidadania (Setasc), Fazenda (Sefaz), Planejamento e Gestão (Seplag), Educação (Seduc), Infraestrutura (Sinfra), Departamento de Trânsito (Detran), Instituto de Terras (Intermat), Mato Grosso Previdência (MT Prev), Defesa Agropecuária (Indea), Desenvolvimento Econômico (Sedec), Casa Civil e Companhia de Mineração (Metamat).

Também foi avaliada a prestação direta de serviços específicos à população, como gestão escolar (Seduc), dívida ativa (PGE) e assistência farmacêutica (SES).

A avaliação de controle interno objetiva analisar o grau de segurança dos sistemas de controles internos; verificar a aplicação das normas internas, da legislação vigente e das diretrizes traçadas pela administração; prevenir o cometimento de erros, desperdícios, práticas antieconômicas e fraudes; verificar o cumprimento das recomendações dos órgãos de controle externo e interno e apresentar sugestões de melhoria dos controles existentes.

Além disso, foram emitidos 1.200 pareceres e as 440 recomendações técnicas aos órgãos estaduais com o objetivo de detectar e corrigir, de forma concomitante ao andamento das ações e processos, eventuais falhas e erros.

A CGE também realizou capacitações para os servidores das Unidades Setoriais de Controle Interno (Unisecis), que são extensão da Controladoria em cada órgão.  As capacitações para este público versaram sobre as atribuições das Unisecis, a elaboração e o monitoramento dos planos de providências de controle interno, produtos específicos de auditoria, entre outros assuntos.

Destaque também da atuação preventiva foram as consultas respondidas pelo canal “Pergunte à CGE“. Em 2019, os auditores do Estado responderam a 661 questionamentos de servidores e gestores do Governo de Mato Grosso pela ferramenta. A maioria das perguntas foi sobre gestão de pessoas, financeira, contábil, aquisições e convênios.

A servidora Eliane Novais de Oliveira Coelho, da Casa Civil, utilizou a ferramenta com frequência em 2019. Para ela, o atendimento foi satisfatório. “A utilização do canal é importante para termos segurança legal no direcionamento das atividades e orientações assertivas nas diversas áreas da gestão pública”, destaca ela.

O “Pergunte à CGE” é um canal de contato direto com o servidor público estadual para solicitação, via e-mail, de orientação e esclarecimentos acerca de assuntos relacionados à gestão administrativa. A ideia é facilitar a vida dos servidores com respostas rápidas e objetivas acerca de matérias que tenham entendimento pacífico no âmbito da Controladoria.

Ainda como parte do controle preventivo, a CGE-MT produziu 27 relatórios de monitoramento dos planos de providências formulados em resposta às recomendações emitidas tanto por ela mesma como por instituições de controle externo (TCE, MPE, CGU, TCU, entre outros) aos órgãos do Governo de Mato Grosso.

Em 2019, os órgãos estaduais elaboraram 387 planos de providências, dos quais 150 foram implementados e o restante está em execução.

Ligiani Silveira | CGE-MT

Comentários Facebook
publicidade

Momento MT

Apuração e premiação de desfile de blocos encerram Carnaval em Cuiabá

Publicado

O carnaval 2020 na cidade de Cuiabá  encerra com a apuração dos votos do desfile de blocos da programação do “Carnaval da Gente 2020”. A cerimônia de premiação, acontece às 17h  desta quarta (26), no Parque de Exposições. O evento é promovido pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria de Cultura Esporte e Turismo.  

Os blocos desfilaram na data de ontem  (25) e disputam a premiação total de R$ 100 mil. No total, seis grupos participaram do desfile, no pátio a frente da arquibancada.

Com apresentação de abertura do ‘Bloco das Divas’ e ‘Bloco Plus Samba’, os Blocos:  Bloco Vaidade, Unidos do Carumbé’, Império de Casa Nova, Unidos do Araés e Melados e Boca Suja estão na disputa.

No local do os foliões que forem acompanhar a apuração poderá contar com os serviços de; espaço Kids, área de shows, avenida de desfile de blocos, praça de alimentação, além de área específica para equipe de saúde, juizado infantil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. 

A prefeitura por meio do site informa que a entrada será monitorada e vistoriada.  Todos os menores de idade devem estar acompanhados dos pais e/ou responsáveis. Será exigido documento de identificação da criança e do adulto para comprovar o vínculo. Além disso, não será permitida entrada com latas, garrafas, qualquer objeto perfurante e/ou cortante no local.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Colheita da soja ganha ritmo no Brasil, puxada por Mato Grosso

Publicado

Estado dá  o maior salto nos trabalhos de retirada do grão desde a semana passada. Levantamento ainda mostra que estados do Sul são as âncoras que impedem um avanço maior

A colheita da soja atinge agora 30,4% da área de 37 milhões de hectares, segundo levantamento da consultoria Safras & Mercado. Para a consultoria, apenas Santa Catarina e Rio Grande do Sul ainda não iniciaram os trabalhos. O mais adiantado segue sendo Mato Grosso.

Se comparada ao ritmo médio para o período, 28%, a colheita nacional atual está um pouco mais adiantada. Mas atrasada ante as 40% do mesmo período do ano passado. O avanço em relação a semana terminada no dia 14 de fevereiro foi mediano, quando estava em 22%.

O ritmo de colheita de Mato Grosso segue bastante adiantado, chegando a 74%. Não só a frente em comparação aos 70% do mesmo período do ano passado, mas também ante os 49,4% da média para o período. Vale ressaltar que há uma semana o estado tinha recolhido 59% da área, grande avanço de 15 pontos percentuais. Nenhum estado conseguiu algo parecido.

O segundo estado que mais soja retirou do campo foi Goiás, com 29% da área. Bastante atrasado ante os 45% do ano passado e os 38,6% da média histórica. Na semana passada estavam com 20% colhidos.

O Paraná vem na terceira posição com 25% da área de 5,4 milhões de hectares colhidos, também atrasado em comparação a 2019 (42%) e ante os 30,4% da média para o período. Na semana passada o ritmo era de 17%.

Entre todos os estados, apenas o Rio Grande do Sul e Santa Catarina não iniciaram a retirada da soja, segundo levantamento da consultoria. Vale ressaltar que a própria Emater-RS, anunciou esta semana o início dos trabalhos, na casa dos 1%.

Matopiba

Uma expressão que resulta de um acrônimo formado com as iniciais dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Ela designa uma extensão geográfica que recobre parcialmente os territórios dos quatro estados

Dos estados que formam o Matopiba, o Piauí é o com o ritmo mais lento até o momento, com 1% da área colhida, contra 4% da Bahia, 15% do Tocantins e 15% do Maranhão.

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana