Momento +

CHEGA AO MERCADO BRASILEIRO UMA NOVA SOLUÇÃO EM APLICATIVO DE TRANSPORTE COLETIVO PARTICULAR, O 2GO

Publicado

Após 3 anos de idealização, foi lançado em outubro de 2019 o aplicativo 2GO, trazendo uma proposta de contribuir com a melhoria das condições de vida e meio ambiente dinamizando e proporcionando novas formas de uso do transporte coletivo.

O lançamento aconteceu no WTW20 – SP (Welcome Tomorrow) movimento que tem ajudado marcas e pessoas a pensarem sobre futuro, mobilidade, tecnologia. Um aplicativo 100% digital  uma nova proposta em transporte coletivo particular, com o lema “juntos, conduzimos pessoas”.

Em em entrevista exclusiva ao site momentomt o fundador da 2Go Christian Almeida, explica que o App é ideal para mobilizar grupos que seguem para o mesmo destino, como festas, happy hours, shows, peças e até eventos esportivos, conectando indivíduos, gerando economia de tempo e dinheiro e favorecendo o cotidiano dentro das cidades.

“Conviver em sociedade faz parte da natureza do ser humano característica que, quando bem empregada, fortalece a boa convivência. Por que não utilizar a tecnologia que nos conecta para materializar convivências entre aqueles que já têm afinidades e necessidades de locomoção”? Ressalta Christian.

O fato de compartilhar uma viagem, colabora na diminuição de custos e contribuí de forma consciente com o meio ambiente, reduzindo o número de carros nas ruas. Segundo Almeida o App vem apresentando um impacto positivo junto as pessoas e as empresas de transportes coletivos. O foco é alavancar a parceria junto a donos de vans, micro-ônibus e ônibus. O App também permite lincar os desejos do usuário aos donos de veículos para que possam melhorar cada dia mais sua prestação de serviço.

Dentro do aplicativo, o serviço é totalmente digital, desde a verificação de preços, carros, motoristas e pagamento até o acompanhante da viagem, com check-in e check-out dos embarques e desembarques. O trabalho da 2GO é o de encontrar o parceiro mais próximo e disponível na data solicitada. O usuário tem a chance de fazer toda a gestão da viagem, desde decidir a data, hora e local de partida, bem como ver fotos dos veículos, conhecer a empresa e gerenciar o número de pessoas pagantes, sem a necessidade de e-mails ou telefonemas.

Para os usuários uma das vantagens é  definir como chegar ao destino e ainda decidir se querem ou não dividir o valor com os participantes.

Como vantagens aos parceiros, o principal é o custo zero, tanto na hora de baixar, quanto para se manter cadastrados. Contará com o serviço de novas demandas de clientes, com a opção de aceitarem ou não as viagens, aproveitando assim sua frota nos horários ociosos, o que ajuda a melhorar a receita sem a necessidade de novos investimentos. Todos os parceiros também recebem um código 2GO, permitindo ao usuário contratá-lo diretamente, o que contribui com a fidelização dos clientes.

No período de novembro de 2019 a janeiro de 2020, os desenvolvedores e o fundador ouviram parceiros e clientes e elaboraram novos ajustes estruturais para que no mês de fevereiro de 2020 o App possa estar de fato em funcionamento no estado de São Paulo. Como explica Christian já houve interesse também das cidades de porto alegre e Recife.

 

“Nosso objetivo é levar o setor de transporte coletivo privado e seus segmentos para o mundo digital verdadeiramente, criando novos comportamentos de uso que só são possíveis com o rompimento da barreira analógica”, conclui Christian.

Confira também o vídeo de apresentação: A Digitalização do transporte coletivo

 

 

Informações à Imprensa: [email protected]  (11) 9 9601 4148

 

Fotos: Arquivo pessoal

Texto: Aline Viana

Comentários Facebook
publicidade

Momento +

Governo de MT publica no Diário Oficial do Estado Lei que permite pagamento de pendências de veículos no momento da abordagem

Publicado

O governo do Estado publicou no Diário Oficial (DOE) desta quarta-feira (8) a Lei Nº 11.106, que permite pagamento de pendências veiculares no momento da abordagem.

A lei institui o programa Veículo Legal que possibilita a regularização do automóvel sem que ele precise ser recolhido ao pátio do Departamento Regional de Trânsito (Detran).

A  medida foi aprovada pela Assembleia Legislativa (ALMT) e sancionada pelo governador Mauro Mendes (DEM) em 7 de abril de 2020. Ela evita mais gastos e transtornos com a apreensão do veículo irregular.

“O Programa Veículo Legal compreende a disponibilização, pelo Poder Público, em operações de fiscalização realizadas por órgãos estaduais de trânsito no âmbito do Estado de Mato Grosso, de instrumentos que, no ato da fiscalização, possibilitem ao proprietário ou condutor o pagamento de débitos e outros eventuais encargos financeiros constantes no prontuário de veículo abordado, evitando o seu recolhimento nas situações em que a autoridade constatar, como irregularidade, exclusivamente a falta de pagamento”, diz trecho da Lei.

O comprovante eletrônico do pagamento das pendências já serão suficientes para comprovar a regularidade do automóvel. O modo e cronograma de cobrança ainda será definido em regulamento e sua eficiência garantida pelo Detran e Sefaz. O mesmo procedimento será aplicado a veículos estrangeiros.

O programa só não beneficiará aqueles veículos com pendências judiciais e envolvidos em crimes.

O projeto é de autoria do deputado Silvio Fávero (PSL) e entra em vigor a partir da sua publicação.

 

Otavio Ventureli(com Ascom)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento +

Primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 foi pago nesta quinta-feira para cerca de 2,5 milhões de pessoas, segundo a Caixa

Publicado

Cerca de 2,5 milhões de pessoas receberam hoje (9) a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600.

Na terça-feira (14), será feito o pagamento da primeira parcela para mais 3,5 milhões de pessoas, informou o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, em transmissão ao vivo para anunciar novas medidas relacionadas ao crédito imobiliário.

Dos 2,5 milhões com o crédito na conta hoje, 2 milhões receberam os recursos na Caixa e cerca de 500 mil no Banco do Brasil.

A Caixa iniciou o pagamento para quem já está inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e tem conta em um dos dois bancos públicos. Os demais trabalhadores têm que se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou no site Auxílio Caixa e começarão a ser pagos até o dia 14.

Segundo Guimarães, já foram feitos 28 milhões de cadastros na última terça-feira e ontem (8).

O auxílio emergencial será pago a trabalhadores informais de baixa renda, microempreendedores individuais, contribuintes individuais ou facultativos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e a beneficiários do Bolsa Família. A renda básica emergencial será de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras. Quem está no Bolsa Família não precisa se cadastrar e receberá o auxílio emergencial no mesmo dia do pagamento do programa social, que ocorre entre nos últimos dez dias úteis de cada mês.

Otavio Ventureli(com Assessoria)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana