Carros e Motos

Chevrolet S10 ou Toyota Hilux: Qual das picapes desvaloriza mais?

Publicado

Motor Show

Totota Hilux laranja arrow-options
Divulgação

Toyota Hilux, assim como a rival Chevrolet S10, perdem mais valor nas versões que são mais bem equipadas


Depois do levantamento de compactos , SUVs e sedãs médios , a KBB Brasil levantou as maiores e menores desvalorizações para as picapes médias Chevrolet S10 e Toyota Hilux.

LEIA MAIS: Toyota SW4 e Hilux 2020 estreiam com novos itens de segurança

De acordo com a pesquisa, a versão da Chevrolet S10 que menos perdeu valor após um ano de uso foi a Advantage Cabine Dupla 2.5 flex 4×2 MT (-4,92%). Já dentre as Toyota Hilux , a que menos desvalorizou no período foi a STD 2.8 4×4 MT (-0,87%).

LEIA MAIS: Segredo! Nova picape da GM chega em 2020 para concorrer com a Fiat Toro

Desvalorização é a comparação do preço atual de um veículo com os valores aplicados pelo mercado à mesma versão fabricada em anos anteriores. Confira abaixo a tabela completa e descubra como perdem valor as versões das picapes Toyota Hilux e Chevrolet S10. 

Chevrolet S10 branca arrow-options
Divulgação

Chevrolet S10 tem como principal rival do segmento de picapes médias a Toyota Hilux



Modelo/Versão
Taxa de desvalorização
Toyota Hilux STD 4X4 2.8 MT
-0,87%
Toyota Hilux CD SR 4X4 2.8 AT
-2,67%
Chevrolet S10 Advantage 2.5 flex 4×2 MT
-4,92%
Toyota Hilux CD SR 4×2 2.7 MT
-5,17%
Toyota Hilux CD SR 4X2 2.7 flex AT
-5,52%
Toyota Hilux CD SRX 4X4 2.8 AT
-5,58%
Toyota Hilux CD SRV 4X4 AT
-5,98%
Chevrolet S10 High Country
-6,09%
Toyota Hilux CD SRV 4X2 2.7 flex AT
-6,75%
Toyota Hilux CD SRV 4×4 2.7 flex AT
-7,54%
Chevrolet S10 CD LT 2.8 4×4 AT
-7,72%
Chevrolet S10 CD LT 2.5 flex 4×2 AT
-7,82%
Chevrolet S10 CD LTZ 2.8 4×4 AT
-8,13%
Chevrolet S10 CD LT 2.5 flex 4×4 AT
-8,49%
Chevrolet S10 CD LT 2.8 diesel 4×4 MT
-8,93%
Chevrolet S10 CD LS 2.8 diesel 4×4 MT
-9,12%
Chevrolet S10 CD LTZ 2.5 flex 4×4 AT
-11,37%
Chevrolet S10 CD LTZ 2.5 flex 4×2 AT
-12,75%
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Fiat Mobi encarece e Renault Kwid é de novo o carro mais em conta do Brasil

Publicado


source
Kwid
Divulgação

Renault Kwid: É apresentado como sendo o SUV dos compactos, na tentativa de surfar a onda do segmento que cada vez mais cresce

O Fiat Mobi ficou mais caro em todas as versões e, agora, não ostenta mais o título de carro mais em conta do Brasil. Ele passou a custar R$ 35.990 na versão de entrada Easy, e perdeu o posto para o Renault Kwid Life, de R$ 34.990. Outro ponto foi o encarecimento dos opcionais do Fiat Mobi. O pacote chamado de Kit Funcional agora sai por R$ 2.240 (aumento de R$ 40), oferecendo travas elétricas, pré-disposição para rádio, limpador e lavador do vidro traseiro, desembaçador traseiro e vidros elétricos dianteiros com função um toque.

LEIA MAIS: Renault Kwid enfrenta o rival Fiat Mobi, mas não tem vida fácil

O pacote chamado de Kit Funcional do Fiat Mobi agora sai por R$ 2.240, oferecendo travas elétricas, pré-disposição para rádio, limpador e lavador do vidro traseiro, desembaçador traseiro e vidros elétricos dianteiros com função um toque. As cores, por sua vez, adicionam mais R$ 700 nos tons sólidos Vermelho Monte Carlo e Branco Banchisa. Quanto ao Renault Kwid , este ainda não viu um aumento de preços mais recente.

LEIA MAIS: Saiba o valor do seguro dos carros mais vendidos do Brasil

Na versão de entrada, o Kwid conta somente com os quatro airbags (laterais e frontais), ISOFIX, predisposição para rádio, rodas de 14 polegadas e indicador de troca de marcha. Vale ressaltar que várias montadoras reajustaram seus preços por conta da valorização do dólar. A própria Anfavea (Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores) admitiu que o aumento seria inevitável, embora cada montadora é que decide como vai repassar o reajuste ao consumidor.

LEIA MAIS: VW Up! Connect 170 TSI: pequeno notável, mas precisa ganhar apelo

Vale lembrar que a nova geração do Renault Kwid já foi lançada na Índia, país de origem do projeto. Por fora do subcompacto , a principal novidade é a dianteira totalmente renovada, que agora traz luzes diurnas de LED em um conjunto separado dos faróis principais. Na traseira, os para-choques foram redesenhados e as lanternas ganharam luzes de LED.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Veja 8 dicas para ter mais segurança em casos de roubo e acidentes

Publicado


source
Roubo
Divulgação

Veja como se precaver em momentos de tensão na economia, na saúde e na segurança

Nos últimos quatro anos, foram registrados aproximadamente 1 milhão de ocorrências relacionadas ao roubo de veículos no Brasil, segundo levantamento do Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp). E de acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), acidentes de trânsito custam à maioria dos países 3% de seu Produto Interno Bruto (PIB).

LEIA MAIS: Empresa de rastreamento mostra onde e como os ladrões de carros atuam

Durante a pandemia, o número de roubo de veículos cresce 18%, de acordo com um estudo do Grupo Tracker — realizado entre os dias 15 de março e 10 de maio de 2020 — comparado com o mesmo período do ano passado, em todo o país. O do Rio de Janeiro é onde o índice se mostra mais alarmante. No estado carioca, apresenta uma alta de 25,93%, tanto em furtos, quanto roubos, só nas últimas duas semanas.

Os dados mostram que furtos, roubos e acidentes com veículos são frequentes e podem gerar prejuízo financeiro ao proprietário, mesmo se o carro não acabar sendo levado, mas principalmente se o veículo não estiver quitado. Segundo Cristiano Caporici, superintendente de Comunicação e Marketing da Tecnobank, não faltam soluções para minimizar os riscos e cuidar da segurança do automóvel. “Quanto mais ferramentas, melhor. GPS, seguro, alarme e rastreador são exemplos que ajudam a evitar estresse e prejuízos”.

Confira oito ferramentas que ajudam a cuidar da segurança do carro:

Alarme

Alarme
Divulgação

Só de saber que ninguém levará o seu carro de onde está, definitivamente sua vida terá uma preocupação a menos

Há uma variedade de modelos, que vão desde os mais simples, até os acoplados com outras ferramentas. “Disparar um som alto para assustar assaltantes não é o único benefício dos alarmes. Estes dispositivos também servem para monitorar o porta-malas, a ignição, os interruptores das portas e do capô, protegendo ainda o motor e o câmbio”, explica Caporici. Alguns aparelhos no mercado contam com rastreamento de GPS. Outros são acionados remotamente ou trazem sensores escondidos em diversas partes do veículo.

Airbags

Airbag
Divulgação

Se não foi usado e o painel não acusar algum problema, o airbag pode durar por muitos e muitos anos.no seminovo

Em casos de acidentes, o airbag é um dispositivo complementar de segurança do veículo, que funciona em conjunto com o cinto de segurança. “O cinto dá conta de freadas bruscas menos impactantes. Naquelas com maior intensidade entra em cena o airbag, que já salvou incontáveis vidas no mundo todo. O uso do cinto também assegura a trajetória correta do ocupante na direção da bolsa de ar”, explica.

LEIA MAIS: Vendas online aumentam durante a quarentena, inclusive no setor automotivo

Funcionamento do Brake Light

Brake
Divulgação

A luz de freio é o item que mais antecipa a freada do motorista atrás de você, em distâncias maiores

Muitos itens que antes eram opcionais estão entrando na lista dos obrigatórios por lei. Aconteceu com o retrovisor do lado direito em alguns carros populares e com o brake light – a terceira luz de freio, que auxilia na prevenção de acidentes.

Bloqueadores

Bloqueador
Divulgação

Com bloqueadores de ignição, o criminoso não leva o carro nem com reza

Capazes de interromper a injeção de combustível ao motor, levando à parada do veículo, os bloqueadores são dispositivos usados para frustrar uma tentativa de roubo. Geralmente esses acessórios possuem uma central eletrônica e ‘chicotes’, que são o cabeamento utilizado para ligar o bloqueador ao conjunto mecânico. Não faltam alternativas sofisticadas atualmente no mercado, incluindo modelos com funcionalidades como rastreamento GPS e ativação do alarme.

LEIA MAIS: Fiat Palio é o veículo mais roubado durante o carnaval; veja a lista

Rastreadores

Rastreador
Divulgação

O rastreador aumenta as chances de recuperação do veículo furtado, por, inclusive, oferecer rastreio via celular

Os rastreadores são dispositivos de geolocalização, que mostram a trajetória e localização do veículo com auxílio de radiofrequência ou satélite. O famoso GPS é um exemplo de aparelho que cumpre essa função, graças à comunicação com uma rede de 24 satélites espalhados pela órbita terrestre. Já no rastreador via radiofrequência, as informações são transmitidas por meio de ondas eletromagnéticas captadas por antenas. “Sua grande vantagem é funcionar até mesmo em pontos onde o GPS às vezes falha, como túneis e subsolos, por exemplo”, explica o executivo da Tecnobank.

Seguro do carro

Seguro
Divulgação

Seguros são o meio mais completo de cobertura veicular. Seus preços variam em função do carro e do condutor

Segundo Caporici, sobram razões para investir no seguro veicular . “Ter um bem roubado é um grande transtorno, especialmente se o veículo foi adquirido por financiamento. Além disso, sabemos que uma série de acontecimentos podem prejudicar o veículo e, nessas horas, não ter seguro pode ser uma grande dor de cabeça”.

Película automotiva (insufilm)

Insufilm
Divulgação

Vidros escurecidos podem desencorajar ladrões a entrar em um veículo para furtar objetos, ou até mesmo os ocupantes

A película automotiva reduz a incidência de raios UV, preservando a pele, estofamentos, painel e volante, além de favorecer a resistência dos vidros em situações como acidentes e vandalismo. A película também ajuda a equilibrar a temperatura no interior do veículo, diminuindo o uso de ar-condicionado.

Câmera de ré

Câmera
Divulgação

Câmera de ré é uma comodidade extra na hora das manobras

“A câmera de ré é importante porque auxilia nas balizas que precisam da visualização traseira do veículo e ainda permite ver a maioria dos pontos cegos dos retrovisores, uma vez que seu campo de atuação é maior. Sem ela, ficamos mais propensos a acidentes ao estacionar”, explica Caporici.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana