Momento Agro

CMN aprova aumento de volume de recursos para custeio e comercialização de café

Publicado


.

Neste ano, o orçamento do Funcafé foi elevado em 12,5% em relação a 2019. Diante disso, o Conselho Monetério Nacional (CMN) aprovou resolução com aumento do volume de recursos para a linha de Custeio em 23,1%, e para a linha de comercialização em 17,2%. Para as linhas de Financiamento para Aquisição de Café (Fac), Recuperação de Cafezais e Capital de Giro, foram mantidos, praticamente, os mesmos volumes de recursos, com base no desempenho da aplicação dessas linhas de financiamento em 2019:

O CMN distribuiu R$ 5.710.000.000,00 entre as diversas linhas de Financiamentos ao Agronegócio do Café, da seguinte forma:

I – operações de Custeio (MCR 9-2): até R$1.600.000.000,00;
II – operações de Comercialização (MCR 9-3): até R$2.300.000.000,00;
III – Financiamento para Aquisição de Café – FAC (MCR 9-4): até R$1.150.000.000,00;
IV – Financiamento de Contratos de Opção e de Operações em Mercados Futuros (MCR 9-5): R$0,00;
V – Financiamento para Recuperação de Cafezais Danificados (MCR 9- 7): até R$10.000.000,00;
VI – Financiamento de Capital de Giro para Cooperativas de Produção e para Indústria de Café Solúvel e de Torrefação de Café (MCR 9-6): até R$650.000.000,00.

O Funcafé foi criado em 1987, tendo como fonte de recursos a quota de contribuição sobre a exportação de café, e como objetivo financiar, modernizar e incentivar a produtividade da cafeicultura, da indústria do café e da exportação.

Ministério da Economia

Comentários Facebook
publicidade

Momento Agro

ARROZ/CEPEA: Câmbio impacta paridades e aumenta “queda de braço”

Publicado


.

Cepea, 27/05/20 – A oscilação da taxa de câmbio tem impactado diretamente nas paridades de exportação e importação. De 19 a 26 de maio, o dólar esteve entre R$ 5,73 e R$ 5,34, baixa de 6,87%, cenário que reduziu as paridades de produtos transacionáveis internacionalmente. Com isso, segundo pesquisadores do Cepea, compradores de arroz em casca buscaram adquirir o produto a preços menores, enquanto vendedores optaram por postergar novos negócios, aguardando possíveis retomadas de altas do câmbio. Como resultado, houve acirramento da “queda de braço” entre esses agentes e redução da liquidez. Quanto aos preços do casca, oscilaram nos últimos dias, mas ainda acumularam altas, voltando a atingir patamares recordes nominais em praticamente todas as regiões consultadas pelo Cepea. O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros (média ponderada), subiu 3,2% de 19 a 26 de maio, fechando a R$ 62,94/sc de 50 kg no dia 26. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Agro

ALGODÃO/CEPEA: Vendedor segue firme e Indicador, em alta

Publicado


.

Cepea, 27/05/20 – Vendedores de algodão em pluma, quando estão ativos nas negociações, continuam firmes nos valores pedidos. Assim, as cotações seguem em alta no mercado interno. Entre 19 e 26 de maio, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, aumentou 3,12%, fechando a R$ 2,6951/lp na terça-feira, 26. De acordo com informações do Cepea, de modo geral, alguns vendedores estão retraídos devido ao bom ritmo das exportações na parcial de maio – que, inclusive, registram remuneração bem acima da negociação interna. Até a terceira semana de maio (15 dias úteis), segundo a Secex, a média diária das exportações de algodão esteve em 3,9 mil toneladas, 4,4% acima das 3,8 mil toneladas de um ano atrás. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana