Momento Cidades

Com 15 mil doses, Cuiabá retoma a vacinação nesta quinta, 26 e aguarda maior quantitativo do Ministério para realizar “Drive Thru”

Publicado


.

A Prefeitura de Cuiabá retomará a vacinação contra influenza nesta quinta-feira, 26. Embora a previsão fosse retomar na próxima sexta,  após ter paralisado a 22ª Campanha Nacional por ter recebido do Ministério da Saúde apenas 9,5 mil doses (suficiente para duas horas de imunização), a Secretaria de Saúde fez uma força-tarefa para distribuir as 15 mil doses que chegaram nesta quarta-feira, 25 e já voltará com os serviços em todos os postos amanhã. 

A demanda desta primeira fase da Campanha que vai até 22 de maio é imunizar 46 mil idosos e 21 mil profissionais da Saúde pública e privada. Como novamente Cuiabá recebeu poucas doses do Ministério da Saúde, ‘Drive Thru’ que também estava previsto para ser realizado nesta sexta-feira visando diminuir a aglomeração, será adiado até que o órgão federal encaminhe quantitativo suficiente para realizar a ação. 

“O que recebemos será suficiente para no máximo dois dias de imunização. A previsão do Ministério da Saúde é encaminhar novos lotes ainda nesta semana, então aguardaremos que esse novo quantitativo chegue um pouco maior para realizarmos as estratégias que delineamos para evitar aglomeração. Por hora estamos atendendo mediante senhas”, frisou Mirian Naschenveng diretora de Atenção Básica de Cuiabá. 

Neste ano, a Campanha que normalmente é realizada na primeira quinzena de abril, foi antecipada pelo governo federal como estratégia para diminuir a quantidade de pessoas gripadas e, com isso, ajudar no diagnóstico de possíveis casos de coronavírus.  

Frente ao tema, a Secretaria de Saúde de Cuiabá capacitou os servidores das regionais Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural apresentando dentre outros o informe técnico da campanha e orientando sobre como evitar aglomerações nas unidades de saúde, durante o período de vacinação.

“Capacitamos nossas equipes para evitar aglomerações em combate ao Coronavírus. Dentre as medidas, optamos por iniciar a vacinação pelos acamados e idosos com maiores riscos em suas casas, e os demais que compareceram nas unidades receberam senhas. Também faremos “Drive Thru” e já definimos pontos estratégicos em bairros, mas para realizarmos as ações pensadas precisamos que o Ministério nos subsidie com mais doses”, enfatizou o secretário de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho. 

A Campanha está sendo dividida em três fases: A 1ª de 23/03 a 16/04, com a vacinação para os idosos (60 anos e mais), profissionais da Saúde pública e privada. 2ª fase de 16/04 a 09/05 professores de escolas publicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, crianças de seis meses a menores de 06 anos, gestantes e puérperas (mulheres de até 45 dias após o parto) e povos indígenas. 3ª fase de 09 a 22/05 adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos.  

A vacina previne contra três tipos de influenza: influenza A H1N1, influenza A H3N2 e Influenza B.

SINTOMAS, PREVENÇÃO E ORIENTAÇÃO

Entre os sintomas da gripe estão febre alta, dor muscular, dores de cabeça, na garganta e coriza. Além da vacinação, as orientações para evitar o vírus é lavar as mãos com frequência, usar lenço para a higiene do nariz, cobrir o rosto no momento do espirro, evitar compartilhar objetos de uso pessoal e tomar cuidado com o contato com pessoas que tenham adquirido o vírus.

O vírus usado na vacina é “inativado”, não podendo gerar uma gripe e a imunização evita entre 32% e 45% o número de hospitalização por pneumonia e entre 40% e 75% as mortes por complicações resultantes do vírus.

A imunização é contraindicada para pessoa com alergia a ovo, que devem procurar o médico para orientações. A reação em geral ocorre com dor no local da injeção, sem provocar efeitos colaterais maiores. De acordo com o Ministério da Saúde, não há risco de fazer a vacinação contra e a febre amarela e Influenza. (Trecho com informações do MS e Agencia Brasil).

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Semob divulga plano emergencial de transporte para o período de vigência de novo decreto

Publicado


.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) da Prefeitura de Cuiabá, em atendimento ao Decreto 7.868/2020, do dia 4 de abril, irá implementar um plano de ação do transporte público para cumprimento das medidas que enfocam o isolamento social, principal estratégia para evitar a propagação e disseminação do novo Coronavírus.

Inicialmente serão criadas cinco linhas, que atenderão todas as regiões (norte, sul, leste e oeste), que poderão ser dimensionadas, expandidas ou racionalizadas, de acordo com a oferta e demanda. O decreto 7.868 determina que 10% da frota seja destinada, exclusivamente, a servidores e funcionários da área da saúde, e 20% para os demais trabalhadores dos serviços essenciais. A medida entra em vigor na segunda-feira, 6. Seguindo o Decreto, a medida terá validade até o dia 10 de maio.

“Vivenciamos um momento de insegurança, com a projeção do pico de disseminação para o período de 10 de abril a 10 de maio, e por isso medidas drásticas são tão necessárias. Eu peço que a população nos ajude, que tenha a compreensão de que é preciso um trabalho em conjunto. Cada cidadão deve fazer sua parte”, pediu o prefeito Emanuel Pinheiro.

Pelo plano elaborado, os  veículos dos servidores da saúde exclusivos sairão de diferentes regiões da cidade (pedra 90, Tijucal, Terminal do CPA via Av. Rubens de Mendonça, Terminal do CPA via Av. Dante de Oliveira , Parque Cuiabá) com itinerários exclusivos em direção a praça Maria Taquara, local  será realizado o transbordo para as regiões de destino.

Os demais veículos para o atendimento dos serviços essenciais, serão compostos pelas linhas regulares, com horários e intervalos intermitentes, respeitando o limite de 20% da frota, conforme estabelece o decreto. Necessário esclarecer que os demais trabalhadores, atuantes nas áreas  essenciais, também deverão apresentar funcional, carteira de trabalho ou qualquer outro documento que comprove o vínculo empregatício.

De acordo com o secretário titular da pasta, Antenor Figueiredo, a  recomendação de diminuição de circulação de pessoas é uma medida extrema, porém essencial para a proteção social.

Ele explica ainda que no local do transbordo, os agentes estarão orientando e fiscalizando, cobrando identificação funcional ou carteira de classe que comprove o seu vínculo empregatício com as respectivas unidades de saúde.

Os veículos empregados serão os regulares do transporte municipal, que serão fornecidos pelas empresas do transporte coletivo das respectivas regiões de atendimento, e terão no seu painel de informação, o seu itinerário e os dizeres “servidores da saúde”, que deverão apresentar o crachá ou algo que o identifique como servidor das unidades de atendimentos.

Os veículos, além do motorista, contara com o apoio/escolta da SEMOB, que garantira o acesso apenas desses servidores.

Os horários de atendimento serão sincronizados com a entrada e a saída desses profissionais de suas unidades de atendimento. Os servidores deverão usar, para acesso, o cartão transporte regular.

Os dados de carregamento de passageiros serão monitorados pela SEMOB, que poderá, de acordo com a necessidade, aumentar a quantidade de veículos necessária ao atendimento.

Serviço:

Veja aqui a lista dos serviços essenciais: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10282.htm

Confira a íntegra do Plano de Transporte logo abaixo

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Semob divulga plano emergencial de transporte para o período de

Publicado


.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) da Prefeitura de Cuiabá, em atendimento ao Decreto 7.868/2020, do dia 4 de abril, irá implementar um plano de ação para cumprimento das medidas que enfocam o isolamento social, principal estratégia para evitar a propagação e disseminação do novo Coronavírus.

Inicialmente serão criadas cinco linhas, que atenderão todas as regiões (norte, sul, leste e oeste), que poderão ser dimensionadas, expandidas ou racionalizadas, de acordo com a oferta e demanda. O decreto 7.868 determina que 10% da frota seja destinada, exclusivamente, a servidores e funcionários da área da saúde, e 20% para os demais trabalhadores dos serviços essenciais. A medida entra em vigor na segunda-feira, 6. Seguindo o Decreto, a medida terá validade até o dia 10 de maio.

“Vivenciamos um momento de insegurança, com a projeção do pico de disseminação para o período de 10 de abril a 10 de maio, e por isso medidas drásticas são tão necessárias. Eu peço que a população nos ajude, que tenha a compreensão de que é preciso um trabalho em conjunto. Cada cidadão deve fazer sua parte”, pediu o prefeito Emanuel Pinheiro.

Pelo plano elaborado, os  veículos dos servidores da saúde exclusivos sairão de diferentes regiões da cidade (pedra 90, Tijucal, Terminal do CPA via Av. Rubens de Mendonça, Terminal do CPA via Av. Dante de Oliveira , Parque Cuiabá) com itinerários exclusivos em direção a praça Maria Taquara, local  será realizado o transbordo para as regiões de destino.

Os demais veículos para o atendimento dos serviços essenciais, serão compostos pelas linhas regulares, com horários e intervalos intermitentes, respeitando o limite de 20% da frota, conforme estabelece o decreto. Necessário esclarecer que os demais trabalhadores, atuantes nas áreas  essenciais, também deverão apresentar funcional, carteira de trabalho ou qualquer outro documento que comprove o vínculo empregatício.

De acordo com o secretário titular da pasta, Antenor Figueiredo, a  recomendação de diminuição de circulação de pessoas é uma medida extrema, porém essencial para a proteção social.

Ele explica ainda que no local do transbordo, os agentes estarão orientando e fiscalizando, cobrando identificação funcional ou carteira de classe que comprove o seu vínculo empregatício com as respectivas unidades de saúde.

Os veículos empregados serão os regulares do transporte municipal, que serão fornecidos pelas empresas do transporte coletivo das respectivas regiões de atendimento, e terão no seu painel de informação, o seu itinerário e os dizeres “servidores da saúde”, que deverão apresentar o crachá ou algo que o identifique como servidor das unidades de atendimentos.

Os veículos, além do motorista, contara com o apoio/escolta da SEMOB, que garantira o acesso apenas desses servidores.

Os horários de atendimento serão sincronizados com a entrada e a saída desses profissionais de suas unidades de atendimento. Os servidores deverão usar, para acesso, o cartão transporte regular.

Os dados de carregamento de passageiros serão monitorados pela SEMOB, que poderá, de acordo com a necessidade, aumentar a quantidade de veículos necessária ao atendimento.

Serviço:

Veja aqui a lista dos serviços essenciais: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10282.htm

Confira a íntegra do Plano de Transporte logo abaixo

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana