Internacional

Com 700 mortos por dia, Espanha faz velório no estilo ‘drive-thru’

Publicado


source
Velório na Espanha arrow-options
Reprodução

Funcionários de crematório retiram caixão do carro fúnebre; Espanha tem média de 700 mortos por dia

Nos arredores do cemitério de La Almudena, em Madrid, há um crematório. A cada 15 minutos, um carro fúnebre passa na frente do local, e alguns parentes da vítima que morreu de Covid-19 têm apenas segundos para dizer adeus. Por determinação do governo, os grupos devem ter, no máximo, cinco integrantes. 

LEIA MAIS: Homem dispara contra vizinhos que faziam muito barulho na quarentena

Conforme o procedimento das autoridades da saúde, o motorista pode abrir o porta-malas para que os parentes vejam o caixão, mas em circunstância alguma ele deverá ser aberto. O padre poderá dar a última bênção com água benta, por cima da caixão, e então o corpo é encaminhado para o crematório sem qualquer cerimônia.

Esta é a dinâmica que alguns crematórios de Madrid, a cidade mais afetada pelo surto do novo coronavírus (Sars-CoV-2) no país, estão para adotar. A família se retira e outra aparece. Mais um carro fúnebre, mais uma bênção, mais uma despedida sem um “adeus” adequado. É uma cena curiosa, mesmo para um cemitério que guarda os restos mortais de combatentes da guerra civil, ou da própria gripe espanhola. 

A Espanha passou a Itália na quantidade de casos registrados de Covid-19. São 136 mil contra 132 mil, ainda que a Itália tenha registrado mais mortes (16 mil contra 13 mil). Apenas neste dia 6 de abril, 700 pessoas morreram no país, ainda que 40.437 pacientes já estejam totalmente recuperados do novo coronavírus. 

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

Internacional

Reino Unido libera encontros de até 6 pessoas em parques e jardins

Publicado


source
Primeiro-mniistro do Reino Unido Boris Johnson
Divulgação / Flickr

Primeiro-mniistro do Reino Unido Boris Johnson

O Reino Unido anunciou nesta quinta-feira (28) a liberação de encontros de até seis pessoas em parques e jardins em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). A medida faz parte da estratégia de flexibilização do isolamento social contra a Covid-19 no país britânico.

“Vamos permitir que as pessoas se encontrem em jardins e outros espaços abertos. Essas mudanças significam que amigos e familiares podem se ver”, disse Johnson durante o anúncio da medida. “Eu sei que muitas pessoas esperaram por esse momento”, completou.

Além da permissão para que esses pequenos grupos de pessoas se encontrem, também foi anunciado pelas autoridades que dentistas poderão retornar ao trabalho no dia oito de junho. A condição, no entanto, é que esses profissioais tomem as medidas de proteção necessárias para evitar novos contágios.

Leia também: Trump se sente “perfeitamente bem” após uso de hidroxicloroquina

“Nós apoiamos totalmente a volta da rotina de cuidado dental. Desde que seja de uma maneira segura, operacional e que permita flexibilidade nas práticas odontológicas”, afirmou o premiê britânico.

De acordo com os médicos locais, a taxa de infecção na Inglaterra segue próxima a 1. Isso significa dizer que cada pessoa com Covid-19 no Reino Unido transmite a doença para uma outra.

Leia também: Israel critica Weintraub: “Nada é tão extremo como Holocausto”

No quadro mundial, o Reino Unido é o quarto país mais atingido pelo novo coronavírus. Segundo a plataforma nCoV2019.live, que reúne em um só lugar as informações do mundo todo sobre o vírus, o país tem 37.837 mortos e registrou até agora 269.127 casos confirmados.

Escolas reprovam flexibilização

Após o anúncio da flexibilização, algumas escolas britânicas disseram que não vão respeitar a decisão do primeiro-ministro de retomar as aulas presenciais a partir da próxima segunda. A medida também foi anunciada hoje.

Leia também: Covid-19: Peru reduz salários de autoridades para ajudar famílias de vítimas

Segundo o governo, as crianças que retornariam primeiro seriam as de 4 a 6 anos. À Fox News, escolas disseram que ainda é cedo e que elas não se sentem seguras para receber crianças e professores em meio à pandemia.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Internacional

Trump se sente “perfeitamente bem” após uso de hidroxicloroquina

Publicado


source
o presidente donald trump
Divulgação/Official White House/Shealah Craighead

Trump iniciou o tratamento sem aval da Casa Branca no último dia 18


Segundo a assessoria de imprensa de Donald Trump, o presidente dos Estados Unidos se sente “perfeitamente bem” após finalizar tratamento com hidroxicloroquina . Doses terminaram no último dia 25.

Leia também: “Trump mandará 2 milhões de comprimidos de hidroxicloroquina”, diz Bolsonaro

Kaylwigh McEnany falou à CNN sobre considerações de Trump após finalizar tratamento de combate ao novo coronavírus. O presidente avalia que seu estado de saúde é “ótimo” e que faria o tratamento novamente, caso fosse necessário.

“É importante, claro, se você for tomar hidroxicloroquina, ter uma prescrição do seu médico. Os médicos são os únicos que precisam prescrever isso”, informou Kaylwigh. Diversos estudos apontam que o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina não é eficaz no tratamento contra a Covid-19 , além de poder agravar quadro de pacientes.

Leia também: Após a França, Itália também proíbe uso da cloroquina para tratar Covid-19

Trump afirmou tomar o medicamento no último dia 18 , mas não teve autorização do médico especial da Casa Branca . “Você ficaria surpreso com a quantidade de pessoas que está tomando, especialmente entre as que estão na linha de frente”, disse o presidente, mas não apresentou provas que baseassem as afirmações.

“Eu estou tomando porque eu acho que é bom. Ouvi um monte de histórias boas sobre ela. Se não for bom, eu conto a vocês”, disse.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana