Momento +

Copa Verde: Final entre Cuiabá e Paysandu terá VAR

Publicado

Novidade no futebol mato grossense, e nem tanto assim no nacional. As partidas finais da Copa Verde 2019 que serão disputadas entre Cuiabá e Paysandu/PA contará com o árbitro de vídeo (VAR). Com o primeiro jogo marcado para amanhã, às 20h (horário de Cuiabá) na Arena Pantanal. Já o segundo jogo será na próxima quarta-feira (20) em mesmo horário, na Mangueira, na capital do Pará, Belém, casa do Paysandu.

A Arena Pantanal já recebeu toda a equipação e instalação para receber a equipe e os monitores de arbitragem de vídeo para a partida que terá como árbrito principal do VAR o gaiano Elmo Alves Resende Cunha, e como auxiliares Jefferson Ferreira de Moraes e Edson Antônio de Sousa, ambos de Goiás. Em campo a arbitragem é com André Luiz de Freitas Castro, com Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha.

Comentários Facebook
publicidade

Momento +

Alvaro Dias: estados não podem abrir mão do ICMS sobre combustíveis

Publicado

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) falou, nesta terça-feira (18), sobre a paralisação nacional de caminhoneiros e petroleiros. Ele questionou a sugestão do presidente da República de que os governos estaduais deveriam abrir mão do ICMS sobre combustíveis.

— É evidente que isso é impossível. Qual estado pode abdicar dessa receita? No Paraná, por exemplo, são R$ 6 bilhões. Há estados em que o ICMS sobre energia, sobre combustíveis, equivale a cerca de 30% da receita total. Portanto, abdicar dessa receita é fechar as portas. Onde encontrarão os governadores recursos para atender os setores vitais da sua administração, como pagar professores, pagar médicos, pagar policiais? — questionou. 

Para o senador, o caminho para que os preços, inclusive os dos combustíveis, sejam reduzidos, é uma reforma tributária com menos consumo e mais renda. Alvaro afirmou que a reforma não vai tratar apenas da arrecadação, mas também da distribuição dos recursos que hoje estão concentrados nos cofres da União.

— Nesta hora, se alguém deve ceder, é o governo da União: 56% do total da receita estão nos cofres da União; os 44% restantes, divididos entre União, estados e municípios. Portanto, a parte do leão fica exatamente com o governo da União. E nós não consideramos possível exigir dos governadores a redução dos tributos  arrecadados com os combustíveis — argumentou.

Alvaro questionou o motivo de as refinarias brasileiras não operarem em sua plenitude, tendo que enviar o petróleo para refino no exterior e, assim, pagar mais caro pelos combustíveis que chegam ao país.

O senador também se declarou favorável a uma veto parcial ao orçamento impositivo (o VET 52/2019), programado para ser votado depois do Carnaval. Ele disse ter sido informado de que o próprio governo pretende manter o veto.

— Certamente seria um exagero oferecer prerrogativa a um único deputado federal para manipular R$ 19 bilhões do orçamento para essa transferência — declarou, acrescentando que isso ofereceria o risco de que ocorressem desvios semelhantes aos “que já ocorreram no passado”.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento +

Vereadores aprovam mais de R$ 1.7 milhão para a compra de serviços de saúde via Consórcio Teles Pires

Publicado

O recurso será investido na compra de consultas especializadas, exames, procedimentos cirúrgicos, casa de apoio e capacitação de servidores

Os vereadores aprovaram na noite desta segunda-feira (17), em sessão ordinária, o Projeto de Lei n. 117/19, que trata de contrato de rateio com o Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires. Serão destinados quase R$ 2 milhões, sendo mais de R$ 1.7 milhão somente para a compra de serviços de saúde, como consultas especializadas, exames, procedimentos cirúrgicos, casa de apoio e capacitação de servidores.

Segundo o vereador Dr. Jaime Floriano (PDT), o Consórcio de Saúde é uma ferramenta essencial para que o município consiga oferecer a população serviços, com mais agilidade e economia. “Quando o paciente vai a um especialista, essa consulta foi viabilizada pelo consórcio. O consórcio realiza a compra de procedimentos de saúde e credenciamento de profissionais e disponibiliza aos municípios.”

O vereador também ressaltou a importância de os profissionais e clínicas de Lucas do Rio Verde se credenciarem ao consórcio, para que possam oferecer serviços. “É uma forma de fazer com que o paciente não precise se deslocar até outros municípios para ser atendido e de fazer com que o recurso investido, fique no nosso município, gerando mais empregos e renda.

Além do valor destinado a compra de serviços, também será destinado R$ 198 mil para a manutenção dos serviços administrativos. Todo o valor será pago em 12 parcelas. O Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires é formado por 15 municípios da Região Médio-norte de Mato Grosso.

Fonte: Ascom

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana