Momento Esportes

Coronavírus: Governo da Itália confirma jogos com portões fechados

Publicado


O Ministro da Política da Juventude e do Esporte da Itália, Vincenzo Spadafora, afirmou nesta terça (25) que permitiu a realização, com portões fechados (sem público), de alguns jogos da 26ª rodada da Série A (Primeira Divisão) do Campeonato Italiano no próximo final de semana como forma de impedir o avanço do Coronavírus no país.

Em entrevista à emissora italiana TG2 Spadafora declarou: “Vamos proibir eventos esportivos na Lombardia, Veneto e Piemonte, além de Friuli-Venezia Giulia, Ligúria e Emilia Romagna. A proibição vai até o próximo domingo [1º de março]. De forma a atender os pedidos do mundo do esporte, e sem prejudicar a proibição de realização de eventos esportivos em seis regiões do norte da Itália, permitimos a realização de alguns jogos com portões fechados”.

O ministro apresenta esta posição um dia após o presidente da Federação de Futebol de Itália, Gabriele Gravina, pedir ao Governo que partidas da primeira divisão programadas para a região norte da Itália sejam realizadas com portões fechados.

Desta forma, cinco dos dez jogos da próxima rodada do Campeonato Italiano acontecerão sem torcida, com destaque para o clássico entre Juventus e Inter de Milão, em Turim. As outras partidas são: Milan x Genoa, Parma x Spal, Udinese x Fiorentina e Sassuolo x Brescia.

Liga Europa sem torcida

Antes mesmo da declaração do Ministro da Política da Juventude e do Esporte da Itália, a Inter de Milão já havia anunciado que o jogo contra o Ludogorets (Bulgária), que acontece na próxima quinta (27) no estádio Giuseppe Meazza (Milão) e que é válido pela segunda fase da Liga Europa, será com portões fechados.

Coronavírus leva a cancelamento de evento

Também por conta do avanço do Coronavírus, o Comitê Paralímpico local e os organizadores da etapa de Lignano Sabbiadoro do World Para Swim Series (circuito mundial de natação paralímpica) já haviam cancelado o evento que aconteceria entre 27 de fevereiro e 1º de março na Friuli-Venezia Giulia, uma das 20 regiões administrativas da Itália (justamente no norte do país, local com maior número de casos de Coronavírus).

Edição: Verônica Dalcanal

Comentários Facebook
publicidade

Momento Esportes

Presidente da Liga vê calendário para Copa do Nordeste, mas alerta: “Será impossível espremer”

Publicado

Ainda sem prazo para o retorno das competições esportivas, paralisadas em decorrência da pandemia causada pela Covid-19, dirigentes e atletas vivem a incerteza de se o restante do calendário suportará todas as competições.

Para o presidente da Liga do Nordeste, Eduardo Rocha, o torneio não corre risco de ser dado como encerrado. No entanto, deixa claro que a falta de datas pode virar um problema no futebol.

– A Copa terá uma facilidade porque só tem uma rodada classificatória e pelo andar da carruagem, vão se classificar clubes das séries A e B, com a outra parte na C. A Copa do Nordeste é mais fácil de conseguir. Mas alguns Estaduais estavam se encaminhando para returno, pode ter dois campeões, outros tem quadrangulares decisivos. Por uma questão de calendário, vai ser impossível se espremer, por mais que se queira.

A grande questão é que, mantendo-se o calendário atual, o segundo semestre precisará agrupar as Séries A, B, C e D do Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores, Copa Sul-Americana, Copa do Nordeste e Estaduais. Cenário que, na avaliação de Rocha, fará com que as entidades façam escolhas.

– A CBF fica esperando um posicionamento das autoridades, dizendo se está autorizado o futebol. Isso é uma coisa complicada. A Liga do Nordeste tem a ciência de que se voltar às competições pelo menos até junho, a Copa pode terminar, mas o que você vai fazer com os Estaduais? Não vai fazer os Nacionais? É uma questão de escolha.

A não continuidade dos estaduais foi descartada pelo Presidente da Federação Pernambucana de Futebol que alegou o fato de que as competições são classificatórias para a Copa do Brasil e Série D. Com isso, o encerramento prematuro poderia causar uma série de liminares na Justiça.

Apesar do cenário, o presidente da Liga mostra-se confiante e alega precisar de poucas datas para o torneio regional.

– A gente aguarda que até junho volte. Estou tranquilo porque posso diminuir datas, como só temos cinco rodadas a cumprir e com oito clubes. Depois ficam só quatro, depois ficam só dois. Há essa peculiaridade que favorece o término da competição. Mesmo que seja usando datas imprensadas, nós vamos terminar a competição.

Otavio Ventureli(com GE)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Esportes

Inter confirma inicio das férias coletivas no Clube à jogadores e funcionários em abril. Atividades no colorado recomeçam dia 21 .

Publicado

Em comunicado enviado a funcionários, jogadores e comissão técnica, o Inter confirmou o início das férias coletivas  no clube a partir de 1º de abril.

O período se estende por 20 dias e pode ainda ser prorrogado por mais 10. A medida tem como objetivo conter os efeitos da paralisação do futebol por conta da pandemia do coronavírus.

Conforme a nota divulgada no início da noite desta sexta-feira, apenas funcionários em funções essenciais seguirão com rotina de trabalho nas dependências do clube ou em home office. A direção ainda informa que o pagamento será feito até o quinto dia útil de abril. Já o adicional de um terço das férias deve ser diluído ao longo do ano.

O adiantamento de férias é um dos trechos da Medida Provisória 92, editada pelo presidente Jair Bolsonaro no início da semana. E também faz parte da decisão da Comissão Nacional de Clubes.

Na última quinta-feira, representantes de 30 clubes participaram de uma longa reunião por videoconferência e chegaram ao veredicto sobre as férias entre 1º de abril e 20 de abril. Uma nova conversa reavaliará a situação no próximo dia 15.

A tentativa é de garantir o calendário no futebol nacional ao longo do segundo semestre. Os dirigentes solicitaram à CBF a manutenção da fórmula do Brasileirão de pontos corridos com 38 rodadas até o final do ano.

O plano também é que o Campeonato Gaúcho seja retomado. Uma reunião na Federação Gaúcha de Futebol (FGF) também na última quinta-feira decidiu pela suspensão por prazo indeterminado do Gauchão. A maioria dos clubes é a favor de que a competição não seja suspensa.

Otavio Ventureli(com Ascom)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana