Nacional

Covid-19: homem de 23 anos do Rio Grande do Norte é vítima mais jovem no Brasil

Publicado


source
Matheus arrow-options
Reprodução

Matheus Aciole morreu na noite desta terça-feira

Na manhã desta quarta-feira (1º), a secretaria estadual de Saúde do Rio Grande do Norte confirmou a segunda morte por Covid-19 no estado. De acordo com os dados divulgados, o homem tinha apenas 23 anos e é a vítima mais jovem a morrer da nova doença no Brasil até o momento.

Leia também: Filho usa guindaste para ver a mãe de quarentena no 3º andar de casa de repouso

O jovem, identificado como Matheus Aciole, era gastrólogo e morreu na noite desta terça-feira (31) em um hospital privado de Natal, capital do Rio Grande do Norte . Segundo a Sesap, ele deu entrada no pronto-atendimento no último dia 24 de março, mas foi liberado para seguir o tratamento em casa.

Entretanto, por não apresentar melhora no quadro de saúde, acabou retornando ao hospital no dia 27, quando o exame para o novo coronavírus (Sars-Cov-2) foi realizado e retornou positivo. Desde então, estava internado e acabou morrendo nesta terça.

Leia também: Covid-19: Espanha volta a bater recorde e soma 864 mortes em apenas um dia

Com a confirmação, o estado do Rio Grande do Norte soma agora duas mortes. Antes de Matheus, a primeira vítima foi o professor universitário Luiz Di Souza, de 61 anos, que morreu após passar sete dias internado em Mossoró.


Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Covid-19: Com 26,7 mil mortes, Brasil deve passar a Espanha amanhã

Publicado


source
Molécula do coronavírus
Pixabay

Desde início da pandemia, novo coronavírus já sofreu ao menos 30 mutações

Após registrar 1.156 novas mortes pela Covid-19 em 24 horas , o Brasil se atingiu o número de 26.754, se aproximou da Espanha no quadro de óbitos causados pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) no mundo e deve passar o país europeu nesta sexta-feira (29).

Segundo o a plataforma nCoV2019.live , que monitora a proliferação do vírus no mundo todo, a Espanha tem hoje 27.119 mortos pela Covid-19. Seguindo a tendência de altas diárias dos dois países, esse número deve ser superado pelo Brasil, que está crescendo, em média, mil por dia.

Leia também: Com novo recorde diário, SP ultrapassa os 95 mil casos confirmados de Covid-19

Outra notícia ruim deve chegar no final de semana em relação a esse assunto. Como a França está pouco acima Espanha, com 28.662 mortes, há também a possibilidade que o Brasil também ultrapasse esse país. Os dois saltos fariam o Brasil chegar à quarta posição no ranking de mortos pelo novo coronavírus.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Vale tem complexo minerador interditado após registrar altos casos de Covid-19

Publicado


source
símbolo da vale
Diário de Pernambuco

Cerca de 9% de funcionários de complexo em Minas Gerais está infectado


Na última quarta-feira, 27, três minas pertencentes à Vale SA, localizadas em Itabira, em Minas Gerais, foram interditadas por Auditores-Fiscais do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais (SRT/MG) após altos níveis da Covid-19 terem sido identificados nas instalações.

Leia também: Pesquisadora alerta que Covid-19 é apenas “ponta do iceberg”

Quase 200 trabalhadores testaram positivo para a doença transmitida pelo novo coronavírus , segundo amostras coletadas pela própria empresa. As áreas foram fechadas por tempo indeterminado até que a Vale consiga preparar um ambiente seguro para os trabalhadores e terceirizados.

A Auditoria-Fiscal do Trabalho recebeu uma denúncia do Sindicato informando sobre o alto índice de resultados positivos de Covid-19 . A empresa testava seus funcionários desde o dia 18 de maio, e 9% de todos os empregados estavam contaminados.

A fiscalização verificou que, apesar de a Vale ter implementado medidas para reduzir a propagação do novo coronavírus em suas instalações desde março, haviam falhas como pontos de aglomeração de trabalhadores, pouco espaçamento entre assentos em vans que transportam os trabalhadores. Os principais trechos irregulares eram nas Minas de Conceição, Cauê e Periquito.

Leia também: Cabeleireira com Covid-19 expôs 91 pessoas ao vírus nos EUA

“Outro problema verificado foi que, apesar desses números, a Vale ainda não tinha feito nenhum estudo epidemiológico para mapear os trabalhadores infectados ou os pontos em que estavam concentrados”, afirma ao Último Segundo a Auditora-Fiscal do Trabalho, Odete Reis. “Assim, poderiam ter sido tomadas medidas para reduzir a circulação nesses pontos e para fortalecer o distanciamento”, continua.

Entre as medidas exigidas pela fiscalização estão a testagem de todos os trabalhadores da mineradora, melhorias nas medidas de distanciamento social e a implementação de programa de vigilância epidemiológica. Até o momento, as três minas do complexo não têm previsão de reabertura.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana