Mulher

Covid-19: Motéis abrem durante isolamento e relativizam regra sobre  aglomeração

Publicado


source

Com o rápido avanço do  novo coronavírus  (Sars-coV-2), em março, o governador  João Doria (PSDB) decidiu decretar o fechamento total das atividades não essenciais no Estado. Entre os autorizados a funcionar, o ramo moteleiro, mesmo com a baixa no movimento, segue firme. Alguns  móteis , contrariando as orientações, inclusive, permitem aglomeração.

Leia também: Covid-19: metade da população pode ter que receber auxílio

Motel Savoy
Reprodução Google Maps / Arquiteto de Boina

Motel Savoy

No Motel Savoy, por exemplo, localizado na região da rua Augusta, é possível conseguir um quarto pelo mínimo de R$ 80. Questionado pela reportagem sobre a possibilidade de três ou quatro pessoas ocuparem o mesmo aposento, o atendente respondeu positivamente, desde que para cada pessoa seja pago um adicional de R$ 45.  

Leia também: Plataforma reúne gráficos interativos sobre a Covid-19 no Brasil

A festa íntima, todavia, não acontece sem os cuidados de segurança e higiene. “Estamos tomando as medidas que pedem [as autoridades], limpando com mais frequência os quartos e tomando os cuidados necessários”, disse o atendente, que também citou a presença de álcool em gel para funcionários e clientes na recepção.

Na zona Leste, região mais afetada pela Covid-19 – contabilizando mais de 1.539 casos, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde de SP -, a situação parece mais rígida. Em contato com Motel Adrelina, no bairro Itaquera, a recepcionista ofereceu estadias de R$ 40 a R$ 109 – esta opção com ar condicionado.

Apesar de não saber em detalhes a rotina de higienização dos quartos, ela notou que há maior empenho nesta área desde o início da pandemia. “A limpeza está reforçada, as arrumadeiras podem falar melhor sobre isso, mas percebi que a rotina mudou, estamos tomando as medidas exigidas”.

Motel Adrenalina
Reprodução

Motel Adrenalina

Já ao falar sobre a possibilidade da realização de uma festa íntima, com direito a três ou mais pessoas em um mesmo aposento, ela negou. “Apenas duas pessoas por quarto. Se vier mais, elas terão que pagar e ficar em outra suíte”.

Dando um salto para a zona Norte, região onde há 791 contaminados pelo novo vírus, a funcionária do Motel Saas alega que os estabelecimento, obedecendo à OMS, evita aglomeração. 

Após oferecer estadias de permanência mínima de duas horas pelo valor de R$ 46, à reportagem ela detalha a rotina de limpeza, dizendo que pouco mudou desde o início da pandemia, pois o estabelecimento já utilizava produtos de limpeza hospitalar , segundo ela, que garantem maior eficácia na higienização.

“Como a gente já trabalhava com produtos de limpeza hospitalar, apenas mantivemos o procedimento de limpeza que tínhamos antes. Todos os produtos têm selo da Anvisa, tudo certinho”, disse ela, sem citar o nome dos produtos.

Ao falar sobre a chance de realização de uma festa – até mesmo uma orgia -, ela é sucinta. “O que o Ministério da Saúde orienta é que não. Então, não, você não consegue [colocar mais de duas pessoas em um quarto]”.

Motel Drive-In, antigo Deslumbre
Reprodução

Motel Drive-In, antigo Deslumbre

A recepcionista do Motel Drive-In – na região Sul da capital, com 533 de infectados – oferece uma gama de pacotes, que variam de R$ 55 a R$ 99 – esta última com hidromassagem. 

Sobre a higienização do estabelecimento, ela garante: “a limpeza nos quartos está reforçada, para isso estamos usando produtos da Nippon Chemical . Também tem álcool em gel na recepção caso as pessoas queiram usar”.

Disposta, ela aproveita para falar sobre os cuidados que ela e os colegas tem tomado: “Caso nós – do quadro de funcionários – precisemos ter contato com o cliente, entrar em algum quarto ou algo pegar algo na área externa, a gente sempre usa máscara e luvas. Mas contato mesmo a gente nunca tem”. 

Abordando o assunto reuniões íntimas, a contratada responde positiviamente. “Só pode [mais de duas pessoas] se for dois casais , por exemplo. Ah, e mesmo que entrem em apenas uma suíte será cobrado o valor de duas”.

Procurada pela reportagem, a Associação Brasileira de Motéis afirma que os estabelecimentos, por padrão, são locações para casal. “A exceção fica com os motéis com suítes para festas , mas que o uso está suspenso durante a pandemia, diretriz, inclusive, que vem sendo seguida por todos os nossos associados”, diz em nota.

A organização ainda declara que o setor atua de forma rígida em relação às práticas de higiene, utilizando produtos químicos capazes de esterilizar e desinfetar todas as superfícies, hidros e demais áreas das suítes.

Leia também: 23 médicos morreram de Covid-19 no Reino Unido; apenas um era branco

E finaliza: “A associação entende que a situação é delicada. Por isso, reforça o apelo para que qualquer pessoa do grupo de risco ou com sintoma de gripe (mesmo que leve) fique em casa e ajude a evitar a transmissão do  Covid-19  para outras pessoas, principalmente aquelas que podem ser mais vulneráveis à doença”.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Óleo de argan e mais: dicas de Marco Antonio de Biaggi para cuidar dos cabelos

Publicado


source
Marco Antonio de Biaggi
André Schilliró

Marco Antonio de Biaggi


O cabeleireiro Marco Antonio de Biaggi, responsável pelo cabelo de várias famosas, bateu um papo exclusivo com o iG durante uma live no Instagram nesta quarta (8). Na conversa, ele falou sobre a reabertura dos salões, sua volta ao trabalho e, claro, deu várias dicas preciosas.

Durante a conversa, o profissional falou sobre a reabertura dos salões e disse que o serviço de cabeleireiro em domicílio não é uma boa alternativa. “Por exemplo, um reflexo, que você começa a tirar da nuca, em várias etapas, imagina o trabalho… Você tem que tirar aquilo no banho, vai e volta, cinco, seis vezes, se molhando nesse frio, a bagunça… Se dá um erro, que pode acontecer, se você tá no salão, tem uma infinidade de produtos”. Além disso, ele conta que os maridos das clientes não costumam gostar muito da bagunça que isso tudo pode causar. 

E é claro que Marco Antonio deu várias dicas de como manter o cabelo saudável durante a quarentena, mesmo se você não quiser se arriscar saindo de casa para ir ao cabelereiro. “Aproveite agora o momento, é hora de hidratar seu cabelo, na sua casa, pra você ir preparando seu cabelo. Ideal para quando você sair do isolamento o cabelo já ter se renovado, a queratina já se refez”, aconselha. 

“Os óleos não são modismo, eles têm cinco mil anos”. A dica de ouro é o óleo de argan marroquino legítimo pressurizado à frio e orgânico – que, inclusive, está liberadíssimo até para os cabelos mais oleosos. 

Tendências

Sobre as tendências para os cabelos, ele exalta o cabelo mais iluminado. “Loiro platinado não combina com o verão e nem com o tom de pele da brasileira, os loiros agora são quentes, com mesclas de dourado com caramelo. Morena iluminada é o novo castanho”, revela.

Famosas que todas querem copiar

Ele cita logo Juliana Paes , que passou recentemente por uma transição capilar e está, segundo o próprio Marco Antonio, “de capotar com este cabelo”. Mas ele explica que por trás daquilo tudo, há um bom trabalho.

“Ali tem um amassado, tem um difusor e tem um babyliss, pra ficar aquele cachinho. Mas o segredo é o amassado com a toalha, difusor e, depois, uma coisa que eu fazia também na Ana Paula Arósio, é pegar o cachinho da pessoa, não adianta fazer escova antes, e passar por fora do babyliss, contando apenas até três”, conta, revelando que o instrumento deve ser usado fechado, sem utilizar a parte que prende a mecha do cabelo. 

Para mais dicas, você pode seguir o cabeleireiro Marco Antonio de Biaggi no Instagram . E a live completa com o profissional você confere a seguir:


Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Marco Antonio de Biaggi conta o segredo por trás do cabelo de Juliana Paes

Publicado


source
Marco Antonio de Biaggi
André Schilliró

Marco Antonio de Biaggi


O cabeleireiro Marco Antonio de Biaggi, responsável pelo cabelo de várias famosas, bateu um papo exclusivo com o iG durante uma live no Instagram nesta quarta (8). Na conversa, ele falou sobre a reabertura dos salões, sua volta ao trabalho e, claro, deu várias dicas preciosas.

Durante a conversa, o profissional falou sobre a reabertura dos salões e disse que o serviço de cabeleireiro em domicílio não é uma boa alternativa. “Por exemplo, um reflexo, que você começa a tirar da nuca, em várias etapas, imagina o trabalho… Você tem que tirar aquilo no banho, vai e volta, cinco, seis vezes, se molhando nesse frio, a bagunça… Se dá um erro, que pode acontecer, se você tá no salão, tem uma infinidade de produtos”. Além disso, ele conta que os maridos das clientes não costumam gostar muito da bagunça que isso tudo pode causar. 

E é claro que Marco Antonio deu várias dicas de como manter o cabelo saudável durante a quarentena, mesmo se você não quiser se arriscar saindo de casa para ir ao cabelereiro. “Aproveite agora o momento, é hora de hidratar seu cabelo, na sua casa, pra você ir preparando seu cabelo. Ideal para quando você sair do isolamento o cabelo já ter se renovado, a queratina já se refez”, aconselha. 

“Os óleos não são modismo, eles têm cinco mil anos”. A dica de ouro é o óleo de argan marroquino legítimo pressurizado à frio e orgânico – que, inclusive, está liberadíssimo até para os cabelos mais oleosos. 

Tendências

Sobre as tendências para os cabelos, ele exalta o cabelo mais iluminado. “Loiro platinado não combina com o verão e nem com o tom de pele da brasileira, os loiros agora são quentes, com mesclas de dourado com caramelo. Morena iluminada é o novo castanho”, revela.

Famosas que todas querem copiar

Ele cita logo Juliana Paes , que passou recentemente por uma transição capilar e está, segundo o próprio Marco Antonio, “de capotar com este cabelo”. Mas ele explica que por trás daquilo tudo, há um bom trabalho.

“Ali tem um amassado, tem um difusor e tem um babyliss, pra ficar aquele cachinho. Mas o segredo é o amassado com a toalha, difusor e, depois, uma coisa que eu fazia também na Ana Paula Arósio, é pegar o cachinho da pessoa, não adianta fazer escova antes, e passar por fora do babyliss, contando apenas até três”, conta, revelando que o instrumento deve ser usado fechado, sem utilizar a parte que prende a mecha do cabelo. 

Para mais dicas, você pode seguir o cabeleireiro Marco Antonio de Biaggi no Instagram . E a live completa com o profissional você confere a seguir:


Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana