Momento Cidades

Cuiabá e Várzea Grande unificam ações contra o Coronavírus e criam rede de atendimento

Publicado


.

Foi dado o primeiro passo para a criação de uma rede de combate e atendimento unificado a população neste período de pandemia do Coronavírus. Na tarde desta quarta-feira (25), o prefeito Emanuel Pinheiro esteve em companhia da prefeita Lucimar Campos juntamente com os secretários de Saúde dos dois municípios e seus devidos comitês de enfrentamento para dialogar e definir as medidas que guiaram a região metropolitana durante o isolamento social.

O prefeito de Cuiabá destacou a vontade política que une Cuiabá e Várzea Grande neste momento de pandemia e destacou que as fronteiras entre as duas cidades devem ser superadas para minimizar os impactos da doença na população da região metropolitana.

“Nós já estamos executando ações preventivas, cada um à sua maneira, mas agora nós temos que preparar o segundo passo, que é a rede de atendimento. Temos que construir essa rede, como vai ser esse atendimento. Por que as ações tem que acontecer com antecedência, não vamos esperar o problema chegar, deus queira, vamos rezar e trabalhar para isso, para que não chegue, mas se chegar, que chegue com a menor intensidade possível na população. Como gestores nós temos que nos preparar”, destacou o prefeito de Cuiabá.

Como as duas cidades mais populosas do Estado e referência em atendimento de saúde para muitos municípios do Estado, a intenção dessa unificação é padronizar prevenção e atendimento e unir recursos, para minimizar o contágio na região metropolitana e consequentemente em todo território de Mato Grosso.

Ciente da gravidade da situação, a prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos agradeceu a disposição de Pinheiro e sua equipe.

“Eu quero aqui, Emanuel, dizer que é uma preocupação muito grande o que estamos atravessando. Nós somos uma cidade de 300 mil habitantes, nós não temos capacidade de fazer um trabalho como nós gostaríamos de fazer, mas eu acho que, com toda certeza, essa nossa união vai nos dar condições para realizar um atendimento melhor. Por isso, quero agradecer a sua presença e sua atenção conosco em Várzea Grande”, disse a prefeito Lucimar Campos.

As medidas que resultarão da união de ações dos dois maiores municípios de Mato Grosso serão apresentadas ao Governo do Estado como contribuição para as decisões que nortearam o combate em todo o Estado, que será capitaneada pelo Governador Mauro Mendes, como ficou estabelecido em última reunião no Palácio Paiaguás na última segunda-feira (23).

“O timoneiro de Várzea Grande é a prefeita, o timoneiro de Cuiabá é o prefeito, o timoneiro do Estado é o governador. Então ele tem que assumir a liderança. Mas nós queremos colaborar com o Governo do Estado, porque sabemos o que fazer. Aqui é a rede básica, a mais importante e na hora do desespero, a maioria dos municípios do Estado não tem condições e vão vir para cá, e nós não podemos negar atendimento”, finalizou Pinheiro.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Semob divulga plano emergencial de transporte para o período de vigência de novo decreto

Publicado


.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) da Prefeitura de Cuiabá, em atendimento ao Decreto 7.868/2020, do dia 4 de abril, irá implementar um plano de ação do transporte público para cumprimento das medidas que enfocam o isolamento social, principal estratégia para evitar a propagação e disseminação do novo Coronavírus.

Inicialmente serão criadas cinco linhas, que atenderão todas as regiões (norte, sul, leste e oeste), que poderão ser dimensionadas, expandidas ou racionalizadas, de acordo com a oferta e demanda. O decreto 7.868 determina que 10% da frota seja destinada, exclusivamente, a servidores e funcionários da área da saúde, e 20% para os demais trabalhadores dos serviços essenciais. A medida entra em vigor na segunda-feira, 6. Seguindo o Decreto, a medida terá validade até o dia 10 de maio.

“Vivenciamos um momento de insegurança, com a projeção do pico de disseminação para o período de 10 de abril a 10 de maio, e por isso medidas drásticas são tão necessárias. Eu peço que a população nos ajude, que tenha a compreensão de que é preciso um trabalho em conjunto. Cada cidadão deve fazer sua parte”, pediu o prefeito Emanuel Pinheiro.

Pelo plano elaborado, os  veículos dos servidores da saúde exclusivos sairão de diferentes regiões da cidade (pedra 90, Tijucal, Terminal do CPA via Av. Rubens de Mendonça, Terminal do CPA via Av. Dante de Oliveira , Parque Cuiabá) com itinerários exclusivos em direção a praça Maria Taquara, local  será realizado o transbordo para as regiões de destino.

Os demais veículos para o atendimento dos serviços essenciais, serão compostos pelas linhas regulares, com horários e intervalos intermitentes, respeitando o limite de 20% da frota, conforme estabelece o decreto. Necessário esclarecer que os demais trabalhadores, atuantes nas áreas  essenciais, também deverão apresentar funcional, carteira de trabalho ou qualquer outro documento que comprove o vínculo empregatício.

De acordo com o secretário titular da pasta, Antenor Figueiredo, a  recomendação de diminuição de circulação de pessoas é uma medida extrema, porém essencial para a proteção social.

Ele explica ainda que no local do transbordo, os agentes estarão orientando e fiscalizando, cobrando identificação funcional ou carteira de classe que comprove o seu vínculo empregatício com as respectivas unidades de saúde.

Os veículos empregados serão os regulares do transporte municipal, que serão fornecidos pelas empresas do transporte coletivo das respectivas regiões de atendimento, e terão no seu painel de informação, o seu itinerário e os dizeres “servidores da saúde”, que deverão apresentar o crachá ou algo que o identifique como servidor das unidades de atendimentos.

Os veículos, além do motorista, contara com o apoio/escolta da SEMOB, que garantira o acesso apenas desses servidores.

Os horários de atendimento serão sincronizados com a entrada e a saída desses profissionais de suas unidades de atendimento. Os servidores deverão usar, para acesso, o cartão transporte regular.

Os dados de carregamento de passageiros serão monitorados pela SEMOB, que poderá, de acordo com a necessidade, aumentar a quantidade de veículos necessária ao atendimento.

Serviço:

Veja aqui a lista dos serviços essenciais: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10282.htm

Confira a íntegra do Plano de Transporte logo abaixo

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Semob divulga plano emergencial de transporte para o período de

Publicado


.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) da Prefeitura de Cuiabá, em atendimento ao Decreto 7.868/2020, do dia 4 de abril, irá implementar um plano de ação para cumprimento das medidas que enfocam o isolamento social, principal estratégia para evitar a propagação e disseminação do novo Coronavírus.

Inicialmente serão criadas cinco linhas, que atenderão todas as regiões (norte, sul, leste e oeste), que poderão ser dimensionadas, expandidas ou racionalizadas, de acordo com a oferta e demanda. O decreto 7.868 determina que 10% da frota seja destinada, exclusivamente, a servidores e funcionários da área da saúde, e 20% para os demais trabalhadores dos serviços essenciais. A medida entra em vigor na segunda-feira, 6. Seguindo o Decreto, a medida terá validade até o dia 10 de maio.

“Vivenciamos um momento de insegurança, com a projeção do pico de disseminação para o período de 10 de abril a 10 de maio, e por isso medidas drásticas são tão necessárias. Eu peço que a população nos ajude, que tenha a compreensão de que é preciso um trabalho em conjunto. Cada cidadão deve fazer sua parte”, pediu o prefeito Emanuel Pinheiro.

Pelo plano elaborado, os  veículos dos servidores da saúde exclusivos sairão de diferentes regiões da cidade (pedra 90, Tijucal, Terminal do CPA via Av. Rubens de Mendonça, Terminal do CPA via Av. Dante de Oliveira , Parque Cuiabá) com itinerários exclusivos em direção a praça Maria Taquara, local  será realizado o transbordo para as regiões de destino.

Os demais veículos para o atendimento dos serviços essenciais, serão compostos pelas linhas regulares, com horários e intervalos intermitentes, respeitando o limite de 20% da frota, conforme estabelece o decreto. Necessário esclarecer que os demais trabalhadores, atuantes nas áreas  essenciais, também deverão apresentar funcional, carteira de trabalho ou qualquer outro documento que comprove o vínculo empregatício.

De acordo com o secretário titular da pasta, Antenor Figueiredo, a  recomendação de diminuição de circulação de pessoas é uma medida extrema, porém essencial para a proteção social.

Ele explica ainda que no local do transbordo, os agentes estarão orientando e fiscalizando, cobrando identificação funcional ou carteira de classe que comprove o seu vínculo empregatício com as respectivas unidades de saúde.

Os veículos empregados serão os regulares do transporte municipal, que serão fornecidos pelas empresas do transporte coletivo das respectivas regiões de atendimento, e terão no seu painel de informação, o seu itinerário e os dizeres “servidores da saúde”, que deverão apresentar o crachá ou algo que o identifique como servidor das unidades de atendimentos.

Os veículos, além do motorista, contara com o apoio/escolta da SEMOB, que garantira o acesso apenas desses servidores.

Os horários de atendimento serão sincronizados com a entrada e a saída desses profissionais de suas unidades de atendimento. Os servidores deverão usar, para acesso, o cartão transporte regular.

Os dados de carregamento de passageiros serão monitorados pela SEMOB, que poderá, de acordo com a necessidade, aumentar a quantidade de veículos necessária ao atendimento.

Serviço:

Veja aqui a lista dos serviços essenciais: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10282.htm

Confira a íntegra do Plano de Transporte logo abaixo

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana