Momento Cidades

Cursos do Qualifica Cuiabá 300 contribuem com a reabilitação dos participantes

Publicado

José Ferreira

Clique para ampliar

Mais uma etapa da 2ª Edição do Programa Qualifica Cuiabá 300, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), está com as atividades a todo vapor nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Na unidade do Jardim Araçá, as moradoras do bairro e proximidades foram contempladas com o curso de salgadeiro, onde irão aprender todas as técnicas de preparo dos alimentos.

Mas além de qualificar, preparar para o mercado de trabalho, gerando com isso independência pessoal e financeira, o programa tem contribuído com a saúde dos participantes. Dona Mariluce Leite, 64 anos, é um desses exemplos. Após ter sofrido AVC há pouco mais de um ano, ela conta que sua vida ficou limitada por conta da perda parcial dos movimentos das mãos e pela dificuldade de locomoção. “Esse curso do Qualifica está me ajudando muito. Estou me sentindo bem mais útil, mais feliz e com vontade de aprender para fazer os salgados para minha família. Está valendo muito a pena”, disse.

Os cursos do Qualifica são preenchidos com pessoas de todas as idades, desde as mais avançadas como os mais jovens. Ana Carolina, 20 anos também está participando da qualificação. “A minha palavra se resume em gratidão, pela oportunidade e pelos conhecimentos adquiridos. Não vejo a hora de colocar em prática todas as técnicas que estamos aprendendo para fazer salgadinhos, empadas, quiches, entre outros”, contou Carolina.

Além das receitas, o curso engloba informações sobre higiene, cálculo para formação de preços, como empreender, entre outras coisas. De acordo com o professor Michel Costa, o curso trabalha com base em cálculos exatos. Os ingredientes utilizados são todos pesados, até a quantidade de água empregada em cada receita.

Em conversa, o professor repassou uma dica que é ensinada aos alunos. “No caso de salgados fritos, o segredo está na gordura. Se ela “mexe” na panela é porque está fria, mas quando ela sossega, é porque está no ponto de fritar. “Com esse curso só não aprende as receitas e não ganha dinheiro quem não quer. Basta ter coragem e força de vontade de mudar de vida”, comentou Michel.

Segundo a coordenadora do Cras Jardim Araçá, Márcia Auxiliadora Sant’Ana Camargo, os professores têm uma função muito importante, que vai muito além de qualificar a mão de obra, a responsabilidade de incentivar e fazer com que os alunos se dediquem e concluam o curso. “A princípio, todos são vencedores, porque estão buscando se aprimorar para o mercado de trabalho. Mas é preciso dedicação. O mercado de trabalho exige profissionais qualificados”, destacou.
Essa é a 2ª edição do programa, idealizado pela primeira-dama Márcia Pinheiro e coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, sendo realizado em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

2ª EDIÇÃO- Em 2020, a ação apresenta algumas novidades. O número de vagas em relação ao ano passado mais que dobrou, subindo de 1,2 mil para três mil vagas destinadas a pessoas em vulnerabilidade social.

Outra inovação é a inclusão da população imigrante (venezuelanos, haitianos, entre outros) e da população em situação de rua no grupo prioritário. Para participar é preciso possuir registro no Cadastro Único, porta de entrada para os programas sociais, e ter o Número de Inscrição Social (NIS).

As aulas são ministradas pelos 14 Centros de Referência em Assistência Social (Cras) e os dois Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), além da disponibilização de cinco carretas móveis equipadas, três a mais em relação a 1ª edição, para determinados cursos irem até os bairros, cumprindo uma das exigências da Prefeitura que é de levar os cursos até os bairros para facilitar o acesso.

Os cursos oferecidos foram divididos em três etapas, sendo que a primeira encerrou as atividades no dia 13 de setembro e a segunda no dia 18 de novembro. Agora, serão capacitadas cerca de 400 pessoas, com término previsto para o dia 17 de março desse ano. As atividades acontecem nos três turnos (manhã, tarde e noite), com uma média de 20 participantes em cada turma.

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Semob divulga plano emergencial de transporte para o período de vigência de novo decreto

Publicado


.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) da Prefeitura de Cuiabá, em atendimento ao Decreto 7.868/2020, do dia 4 de abril, irá implementar um plano de ação do transporte público para cumprimento das medidas que enfocam o isolamento social, principal estratégia para evitar a propagação e disseminação do novo Coronavírus.

Inicialmente serão criadas cinco linhas, que atenderão todas as regiões (norte, sul, leste e oeste), que poderão ser dimensionadas, expandidas ou racionalizadas, de acordo com a oferta e demanda. O decreto 7.868 determina que 10% da frota seja destinada, exclusivamente, a servidores e funcionários da área da saúde, e 20% para os demais trabalhadores dos serviços essenciais. A medida entra em vigor na segunda-feira, 6. Seguindo o Decreto, a medida terá validade até o dia 10 de maio.

“Vivenciamos um momento de insegurança, com a projeção do pico de disseminação para o período de 10 de abril a 10 de maio, e por isso medidas drásticas são tão necessárias. Eu peço que a população nos ajude, que tenha a compreensão de que é preciso um trabalho em conjunto. Cada cidadão deve fazer sua parte”, pediu o prefeito Emanuel Pinheiro.

Pelo plano elaborado, os  veículos dos servidores da saúde exclusivos sairão de diferentes regiões da cidade (pedra 90, Tijucal, Terminal do CPA via Av. Rubens de Mendonça, Terminal do CPA via Av. Dante de Oliveira , Parque Cuiabá) com itinerários exclusivos em direção a praça Maria Taquara, local  será realizado o transbordo para as regiões de destino.

Os demais veículos para o atendimento dos serviços essenciais, serão compostos pelas linhas regulares, com horários e intervalos intermitentes, respeitando o limite de 20% da frota, conforme estabelece o decreto. Necessário esclarecer que os demais trabalhadores, atuantes nas áreas  essenciais, também deverão apresentar funcional, carteira de trabalho ou qualquer outro documento que comprove o vínculo empregatício.

De acordo com o secretário titular da pasta, Antenor Figueiredo, a  recomendação de diminuição de circulação de pessoas é uma medida extrema, porém essencial para a proteção social.

Ele explica ainda que no local do transbordo, os agentes estarão orientando e fiscalizando, cobrando identificação funcional ou carteira de classe que comprove o seu vínculo empregatício com as respectivas unidades de saúde.

Os veículos empregados serão os regulares do transporte municipal, que serão fornecidos pelas empresas do transporte coletivo das respectivas regiões de atendimento, e terão no seu painel de informação, o seu itinerário e os dizeres “servidores da saúde”, que deverão apresentar o crachá ou algo que o identifique como servidor das unidades de atendimentos.

Os veículos, além do motorista, contara com o apoio/escolta da SEMOB, que garantira o acesso apenas desses servidores.

Os horários de atendimento serão sincronizados com a entrada e a saída desses profissionais de suas unidades de atendimento. Os servidores deverão usar, para acesso, o cartão transporte regular.

Os dados de carregamento de passageiros serão monitorados pela SEMOB, que poderá, de acordo com a necessidade, aumentar a quantidade de veículos necessária ao atendimento.

Serviço:

Veja aqui a lista dos serviços essenciais: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10282.htm

Confira a íntegra do Plano de Transporte logo abaixo

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Semob divulga plano emergencial de transporte para o período de

Publicado


.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob) da Prefeitura de Cuiabá, em atendimento ao Decreto 7.868/2020, do dia 4 de abril, irá implementar um plano de ação para cumprimento das medidas que enfocam o isolamento social, principal estratégia para evitar a propagação e disseminação do novo Coronavírus.

Inicialmente serão criadas cinco linhas, que atenderão todas as regiões (norte, sul, leste e oeste), que poderão ser dimensionadas, expandidas ou racionalizadas, de acordo com a oferta e demanda. O decreto 7.868 determina que 10% da frota seja destinada, exclusivamente, a servidores e funcionários da área da saúde, e 20% para os demais trabalhadores dos serviços essenciais. A medida entra em vigor na segunda-feira, 6. Seguindo o Decreto, a medida terá validade até o dia 10 de maio.

“Vivenciamos um momento de insegurança, com a projeção do pico de disseminação para o período de 10 de abril a 10 de maio, e por isso medidas drásticas são tão necessárias. Eu peço que a população nos ajude, que tenha a compreensão de que é preciso um trabalho em conjunto. Cada cidadão deve fazer sua parte”, pediu o prefeito Emanuel Pinheiro.

Pelo plano elaborado, os  veículos dos servidores da saúde exclusivos sairão de diferentes regiões da cidade (pedra 90, Tijucal, Terminal do CPA via Av. Rubens de Mendonça, Terminal do CPA via Av. Dante de Oliveira , Parque Cuiabá) com itinerários exclusivos em direção a praça Maria Taquara, local  será realizado o transbordo para as regiões de destino.

Os demais veículos para o atendimento dos serviços essenciais, serão compostos pelas linhas regulares, com horários e intervalos intermitentes, respeitando o limite de 20% da frota, conforme estabelece o decreto. Necessário esclarecer que os demais trabalhadores, atuantes nas áreas  essenciais, também deverão apresentar funcional, carteira de trabalho ou qualquer outro documento que comprove o vínculo empregatício.

De acordo com o secretário titular da pasta, Antenor Figueiredo, a  recomendação de diminuição de circulação de pessoas é uma medida extrema, porém essencial para a proteção social.

Ele explica ainda que no local do transbordo, os agentes estarão orientando e fiscalizando, cobrando identificação funcional ou carteira de classe que comprove o seu vínculo empregatício com as respectivas unidades de saúde.

Os veículos empregados serão os regulares do transporte municipal, que serão fornecidos pelas empresas do transporte coletivo das respectivas regiões de atendimento, e terão no seu painel de informação, o seu itinerário e os dizeres “servidores da saúde”, que deverão apresentar o crachá ou algo que o identifique como servidor das unidades de atendimentos.

Os veículos, além do motorista, contara com o apoio/escolta da SEMOB, que garantira o acesso apenas desses servidores.

Os horários de atendimento serão sincronizados com a entrada e a saída desses profissionais de suas unidades de atendimento. Os servidores deverão usar, para acesso, o cartão transporte regular.

Os dados de carregamento de passageiros serão monitorados pela SEMOB, que poderá, de acordo com a necessidade, aumentar a quantidade de veículos necessária ao atendimento.

Serviço:

Veja aqui a lista dos serviços essenciais: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/decreto/D10282.htm

Confira a íntegra do Plano de Transporte logo abaixo

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana