Momento Pet

Dermatite atópica canina: sintomas, cuidados e agravantes

Publicado


source

O frio pode trazer muitas doenças para os animais de estimação, principalmente as respiratórias. Mas o que muitos donos não imaginam é que outros problemas também podem acometer nossos pets, como a dermatite atópica canina

Para explicar mais sobre a doença, o médico veterinário e gerente técnico da Virbac, Ricardo Cabral, responde algumas perguntas que podem ajudar os tutores a identificarem e cuidarem do problema em seus cães.

Segundo o profissional, não existe cura para a dermatite. “O objetivo do tratamento é baseado, portanto, em controle dos sintomas, mas caso o cão entre em contato com o alérgeno durante o manejo terapêutico, os sintomas podem voltar.”

Ou seja, o mais importante é investir em medicamentos e alimentos que deixem a pele do animal mais resistente. “Shampoos hidratantes, óleos essenciais e medicamentos que diminuam a ação do sistema imune, como corticoides são os mais utilizados”, explica.  Mesmo assim, é preciso ficar de olho nos efeitos colaterais que esses remédios podem trazer. 

cachorro
Shuttersock

Coceira em cães pode ser dermatite atópica

E, por mais que no calor os animais acabem se coçando mais por causa da proliferação de pulgas e outros parasitas, estações frias também são um gatilho para a piora dos sintomas da dermatite, que muitas vezes é confundida com os motivos citados anteriormente.

Com o tempo mais seco e banhos mais quentes, os cães podem desenvolver mais alergia do que antes. “A pele quando desidratada fica mais sujeita à penetração de alérgenos e coça mais. Controlar a temperatura da água e do secador é muito importante, mas fundamental é escolher corretamente os produtos para o banho como shampoos, condicionadores e pipetas de óleos essenciais”, ressalta Ricardo.

É muito importante ficar de olho no seu animal de estimação e saber diferenciar uma alergia à picadas ou alimentos, por exemplo, da dermatite atópica. “Para chegar ao diagnóstico, é preciso primeiro eliminar as outras possibilidades de doenças onde os cães também se coçam muito como sarnas, infecções de pele”, diz o veterinário. “É sempre necessária a avaliação de um médico veterinário, que irá proceder com os exames e condutas necessárias para chegar ao diagnóstico correto”, completa.

Para aliviar a coceira, além de recorrer ao tratamento receitado pelo seu veterinário de confiança, o ideal é seguir as orientações citadas por Ricardo, utilizando shampoos, cremes e óleos específicos para este tipo de problema em cães.

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
publicidade

Momento Pet

Vídeo de cãozinho tomando banho é a coisa mais fofa que você vai ver hoje

Publicado


source

Se você está tendo um dia ruim, com certeza isso irá mudar após assistir a esse vídeo. A hora do banho de um cãozinho viralizou na internet, arrancando milhares de suspiros e é a coisa mais fofa que você vai assistir hoje. 

No vídeo, a tutora do cão conta que gosta de fazer do momento do banho uma coisa gostosa para o animal. Ela o trata com carinho, dá frutinhas enquanto limpa ele e, depois, seca o cãozinho fazendo massagens. O bichinho parece adorar cada minuto de carinho que recebe.

Cachorro tomando banho na banheira
Reprodução/ Twitter

Vídeo de cãozinho tomando banho é a coisa mais fofa que você vai ver hoje

Com mais de 5 milhões de visualizações, o vídeo foi repercutido no Twitter e vem de uma conta no Tiktok de dois cãozinhos irmãos que publicam diariamente vídeos fofos da sua rotina. Lá, eles tem mais de 100 mil seguidores e milhões de visualizações. Veja:

@the_blueboys

Dey fink I’m dangewous? ?? ##Staffy ##pitbull ##dogsoftiktok ##animalsoftiktok ##tiktokdogs ##doggo ##cute

♬ original sound – painfulscrotum



@the_blueboys

Hope u like your surprise ♥️ ##foryou ##staffy ##dogsoftiktok ##doggo ##cute

♬ original sound – heidisawyerx

@the_blueboys

I wrote u a song hope u like it makes absolutely no sense cool xxx ##animalsoftiktok ##dogsoftiktok ##fyp ##trending ##staffy

♬ Cannibal – Ke$ha


Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Pet

Gato mais velho do mundo morre aos 31 anos de idade

Publicado


source
Gato Rubble
Reprodução/Twitter

Gato vivia com sua dona, Michele Heritage, na Inglaterra.

O gato Rubble, conhecido por ser o felino mais velho do mundo, morreu na última sexta-feira (3) aos 31 anos. A idade do felino equivalia a 150 anos humanos.

Rubble vivia com sua dona, Michele Heritage na Inglaterra. Ela recebeu o gato como presente de aniversário quando completou 20 anos de idade. Desde então, Michele e Rubble eram companheiros inseparáveis.

Em entrevista ao jornal britânico Mirror, Michele disse que o felino morreu pouco antes de completar 32 anos de idade. Segundo ela, atingir a marca seria “um feito fantástico”. A dona de Rubble também disse que acredita que seu gato viveu tanto por ele ter sido tratado como uma criança.

“Eu sempre tratei ele como uma criança”, disse Michele, que completou dizendo que teve um outro gato chamado Meg, que viveu por 25 anos.

Por fim, Michele também disse que Rubble era um gato com vários hábitos e que quando ela e seu marido perceberam que ele havia parado de comer sua comida, eles sabiam que algo estava errado. 

Fonte: IG PET

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana