Momento Saúde

Diagnóstico precoce pode salvar visão de crianças com tumor ocular

Publicado

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) oferece, desde 2012, um tratamento capaz de preservar a visão de 80% das crianças que apresentam o câncer de olho chamado retinoblastoma. Para que a terapia tenha mais chances de sucesso, no entanto, é fundamental diagnosticar a doença precocemente.

O alerta é de especialistas do instituto, que destacaram hoje (25) os avanços no combate a esse tipo de câncer, considerado o mais frequente nos olhos das crianças. Apesar disso, o retinoblastoma é raro, e afeta uma a cada 17 mil crianças nascidas vivas.

A tecnologia trazida ao Inca, entre 2011 e 2012, foi desenvolvida no Japão na década de 1990 e chegou a países ocidentais há cerca de 15 anos. Em vez de sessões de quimioterapias que afetam todo o corpo, o tratamento consiste em inserir com um cateter uma quimioterapia localizada que afeta apenas o olho da criança.

A oncologista pediátrica do Inca Nathalia Grigorovski explica que o tratamento é recomendado quando não há a indicação de cirurgia e tem uma série de vantagens além da eficácia.

Avanço

“O avanço está na possibilidade de fazer um tratamento muito localizado, que não se espalha pelo corpo e não tem aqueles malefícios da quimioterapia, quando é feita por via venosa. Não tem enjoo, queda de cabelo, a baixa da imunidade e tem uma eficácia muito grande, já que a concentração da quimioterapia se restringe à área do olho”.

A chefe do serviço de oncologia ocular do INCA, Clarissa Mattosinho, destaca que o tratamento permitiu aumentar de 20% para 80% a preservação da visão das crianças após a doença, que precisa ser precocemente diagnosticada. 

“O rastreamento é feito através do teste do reflexo vermelho, conhecido também como teste do olhinho. Esse exame deve ser feito pela primeira vez na maternidade, antes da alta, e depois repetido em todas as consultas de puericultura, que são aquelas consultas dos primeiros anos”.

A fotografia com flash é outra ferramenta que os pais têm para procurarem ajuda médica a tempo. “Na fotografia, você vai observar um reflexo branco na retina, e o reflexo normal é um reflexo vermelho-alaranjado. Quando houver um reflexo branco, é um sinal de alerta, e a criança tem que ser levada para uma avaliação do oftalmologista”, diz a médica, que afirma que não há risco em utilizar o flash e lembra que o reflexo branco também pode ser sinal de outras enfermidades.

*Colaborou a repórter Lígia Souto, das Rádios da EBC

Edição: Maria Claudia
Comentários Facebook
publicidade

Momento Saúde

Região Metropolitana do Rio tem 91% dos casos de coronavírus do estado

Publicado


.

Os casos confirmados no estado do Rio estão concentrados na Região Metropolitana do Rio, que registra 91,6% do total. Dos 1.688 casos divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta terça-feira (7), 1.531 estão nessa região, que engloba a capital, Niterói, São Gonçalo e a Baixada Fluminense.

As demais regiões apresentam índices bem menores de contaminação pelo covid-19. A que tem o maior número de casos é a região do Médio Paraíba, com 78 casos, o que representa 4,6% do total do estado. Um dos motivos é a cidade de Volta Redonda, polo siderúrgico, que sozinha tem 58 casos.

A terceira região com maior número de casos confirmados é a Serrana, que registra 38 casos, ou 2,25% do total. Desses, 20 casos estão na cidade de Petrópolis, 7 em Teresópolis e mais 7 em Nova Friburgo.

As demais regiões têm índices abaixo de 1% sobre o total do estado, com destaque para a Baixada Litorânea, com 15 casos, ou 0,88%. A região norte, onde estão os municípios de Campos dos Goytacazes e Macaé, polos de extração de petróleo, registra 10 casos, ou 0,59%.

As demais regiões têm índices ainda menores, como Baía da Ilha Grande, onde estão Angra dos Reis e Paraty, com 6 casos, ou 0,35%; Centro Sul, com 6 casos, 0,35%; e Noroeste, com 3 casos, ou 0,17% do total do estado.

Nas 30 cidades onde não foram registrados casos de covid-19, o governador Wilson Witzel publicou decreto suspendendo o isolamento interno, permitindo à população se locomover livremente dentro do município e a abertura normal do comércio.

Porém, o número de municípios atingidos pelo coronavírus vem aumentando a cada semana, tornando impossível dizer que qualquer cidade estará livre da contaminação. Na divulgação desta terça-feira, o estado registrou 1.688 casos distribuídos em 48 municípios. Pouco mais de uma semana atrás, no boletim de 30 de março da SES, eram 657 casos, em 24 municípios. Na semana anterior, eram 233 casos, em sete municípios. No boletim de 16 de março, o estado registrava 31 casos também em sete municípios.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Saúde

Covid-19: Rio detalha horários de funcionamento de serviços essenciais

Publicado


.

A prefeitura do Rio de Janeiro detalhou hoje (7), em edição extraordinária do Diário Oficial, os horários escalonados para o funcionamento das atividades consideradas essenciais no comércio e na indústria da cidade. As mudanças, divulgadas no Decreto 47.341, entram em vigor a partir desta quinta-feira (9), de acordo com o secretário municipal de Ordem Pública, Gutemberg Fonseca, com o objetivo de evitar aglomerações, principalmente no transporte público, e assim, diminuir a disseminação do novo coronavírus.

“O escalonamento permite melhor distribuição do volume de pessoas pela cidade ao adotar diferentes faixas de horários de funcionamento das empresas. A ideia é controlar o fluxo de trabalhadores para manter o distanciamento social. Vivemos uma realidade onde precisamos da ajuda de todos, da força da população para evitar aglomerações. E esta decisão foi tomada democraticamente, ao lado dos presidentes das associações de cada atividade, que foram consultados. Buscamos diminuir os picos de movimento do transporte público, evitando a formação das filas do corredor expresso BRT, por  exemplo”, explicou.  

A maior preocupação da prefeitura ao fazer a modificação é evitar que os ônibus do BRT circulem com passageiros em pé e a uma distância menor do que um metro de distância. Várias tentativas já tinham sido feitas, mas sem êxito, com os ônibus articulados circulando lotados. Com a proximidade entre os passageiros, aumentam os riscos de mais pessoas contraírem covid-19.

Horários

Os hipermercados, supermercados, mercados e mercearias, que agregam um grande número de trabalhadores, vão abrir  das 8h às 21h. As agências bancárias vão funcionar no mesmo horário, das 10 às 16h. Já as padarias e confeitarias  vão funcionar das 5h da madrugada às 20h. Farmácias e drogarias vão abrir das 7h às 22h e aviários, açougues, peixarias e hortifrutis, das  7h30 às 19h30.

Com a nova  regulamentação, os estabelecimentos de atividade exclusiva ou predominantemente industriais passam a ter horário de funcionamento das 7h às 21h.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana