ECONOMIA

Impostômetro da FECOMÉRCIO MT revela que o Brasil já arrecadou seu primeiro trilhão de impostos este ano e MT contribuiu com 15 bi

Publicados

em

Dados do Impostômetro da Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio) apontam que  o país recolheu em impostos, taxas e contribuições o primeiro trilhão de reais.

Mato Grosso somou, nesta sexta-feira (6), o montante de R$ 15 bilhões arrecadados em tributos municipais, estaduais e federais pagos.

De acordo com o Impostômetro da Fecomércio-MT, este mesmo valor somente foi alcançado no dia 23 de maio de 2021, ou seja, 17 dias depois.

A aceleração na arrecadação se dá principalmente pelo aumento da inflação, com a principal fonte arrecadadora nos estados incidindo sobre a produção e circulação de mercadorias, por meio do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

O presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, reforça a ligação que a inflação tem com o aumento da arrecadação.

“Esta alta está associada ao crescimento da inflação no país, que encarece os produtos e aumenta a margem de recolhimento de alguns impostos, o chamado imposto embutido”.

Segundo o Boletim da Receita Pública do 1º bimestre, disponibilizado pela Secretaria de Estado de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz-MT), dos R$ 6.691 bilhões arrecadados no estado, 54,4% são provenientes de impostos e taxas, que totalizaram R$ 3.642 bilhões. Desses, a maior parte (89,9%) é proveniente do ICMS.

Leia Também:  Semana do Meio Ambiente é encerrada com competições de corrida de rua

Outro dado observado no boletim mostra que o comércio e serviços correspondem a 61,1% da fatia do ICMS arrecadado no estado, seguidos da indústria, com 35,3%, e da agropecuária, com 3,4%.

Para o presidente da federação, a diferença no percentual está atrelada às boas condições da economia no estado.

“Outro fator determinante é que Mato Grosso apresenta índices econômicos positivos, como é o caso da diminuição da inadimplência e o aumento do emprego, que fazem com que a renda despendida em consumo de bens e serviços aumente”, destacou Wenceslau Júnior.

Além de divulgar o valor pago em tributos pela população mato-grossense, o Impostômetro traz informações sobre questões tributárias do estado e do país.

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

ECONOMIA

Grana no Bolso: Governo de Mato Grosso paga salários dos seus servidores nesta quinta-feira(30)

Publicados

em

O Governo de Mato Grosso paga nesta quinta-feira (30) os salários dos servidores do Poder Executivo do mês de junho.

A folha inclui também o valor referente a 50% do 13º salário dos efetivos, pensionistas e aposentados. O total da folha líquida alcança R$ 935.813.826. Deste total, 603 milhões são relativos aos salários e R$ 332 milhões, da primeira parcela do 13º.

“Este é mais um compromisso que cumprimos com os nossos servidores. Salário rigorosamente em dia e metade do 13° antecipado aos efetivos. Vai aliviar o bolso de milhares de servidores e também aquecer a nossa economia. Todo mundo sai ganhando”, destaca o governador Mauro Mendes.

De acordo com dados da Secretaria Adjunta do Tesouro Estadual, do total da folha líquida dos servidores ativos, R$ 406.238.218 são referentes ao salário do mês de junho e R$ 192.389.815 são da primeira parcela do 13º salário. 

“Num momento de turbulência na área econômica, com inflação em alta, o governo faz a sua parte e injeta quase um bilhão de reais no comércio, indústria e serviços. O governo adotou medidas necessárias para alcançar o equilíbrio fiscal e colocar em ordem as finanças do Estado, para que pudéssemos, dentre outras ações, pagar os salários em dia. Temos nos empenhado para continuar cumprindo com este compromisso rigorosamente”, afirma o secretário”, afirma o secretário estadual de Fazenda, Fábio Pimenta.

Leia Também:  Prefeitos usam redes sociais para elogiar o desempenho do Governbo de Mato Grosso em Infraestrutura

Vale lembrar que na primeira parcela do 13º salário não há dedução de IR. Para os comissionados, o pagamento será em parcela única, no dia 17 de dezembro.

Conforme o calendário de pagamento divulgado no início do ano, a segunda parcela do 13º salário dos servidores efetivos, pensionistas e aposentados será quitada no dia 19 de dezembro, junto com o 13º salário dos servidores comissionados. A folha de dezembro estará liberada no dia 23.

Cerca de 115 mil servidores ativos, inativos e pensionistas vão receber seus proventos.

As ordens de pagamento foram encaminhadas ao Banco do Brasil nesta quarta-feira (29) e a previsão é de que que até o meio dia de quinta-feira (30) todos os depósitos já terão sido processados pela instituição financeira. 

 

Otavio Ventureli(da redação com Secom MT)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI