Momento Destaque

Em época de Coronavírus, servidores da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia denunciam “Lixão” e negligência no Órgão

Publicado

Servidores que atuam na sede da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) e em escolas ligadas à pasta reclamam de falta de limpeza e negligência com funcionários que apresentam sintomas do novo coronavírus (Covid-19). Sem empresa para a higiene dos locais, os próprios professores e demais servidores têm que realizar a tarefa.

Uma professora denunciou ao que há 6 meses a empresa de limpeza deixou de atender os locais e outra não foi contratada. “Se a gente quiser sala limpa, banheiro limpo para nós e para os alunos, temos que limpar”, afirma a professora.

Além da falta de limpeza no espaço interno, a área externa é tomada por mato e animais.

A situação nas unidades se agravou ainda mais depois do surgimento de casos suspeitos de coronavírus. Há casos de funcionário com sintomas da doença que foi trabalhar por 3 dia seguidos, mesmo passando mal, e o Estado não fez a  dispensa.

“Não há nem papel higiênico, quiçá álcool em gel ou outras ferramentas que possam impedir a proliferação do vírus. Os servidores limpam o que é possível. Mas não tem como ficar mantendo esse serviço”, afirma a denunciante.

A partir de segunda-feira (23) as aulas estão suspensas em todo o estado, no entanto, as atividades administrativas serão mantidas. Apenas trabalhadores que se enquadram nos grupos de risco não comparecerão às escolas.

“Manter a jornada de trabalho: Direção, Coordenação Educacional e de ração Escola Comunidade e demais servidores das Escolas Técnicas Estaduais da ITECI”, diz trecho do ofício 08/2020 da Secitec, assinado pelo secretário adjunto da pasta, Stéphano Benevides do Carmo.

Outro lado
A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci) esclarece que o contrato com as empresas terceirizadas venceu em novembro do ano passado. Com isso, foi aberto o processo de licitação para a contratação dos serviços.

Durante os trâmites licitatórios, duas empresas entraram com mandado de segurança prejudicando o andamento do processo, o que fez com que fosse encaminhado ao Tribunal de Justiça.

Atualmente, o processo está na Procuradoria Geral do Estado (PGE), que deverá emitir parecer na próxima semana.

 

Otavio Ventureli(c0m GazetaDigital)

Comentários Facebook
publicidade

Momento Destaque

Presidente do Supremo Tribunal Federal se submete a cirurgia em Brasília e apresenta sintomas do novo coronavírus

Publicado

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, 52, passou por cirurgia neste sábado (23), em Brasília, para drenagem de um abscesso.

Após o procedimento, ele ficou internado com sintomas que sugerem infecção pelo novo coronavírus.

Toffoli fez um exame para Covid-19 na quarta-feira (20), cujo resultado foi negativo. Segundo nota da Secretaria de Saúde do Supremo, divulgada neste domingo (24) e assinada por Marco Polo Dias Freitas, o ministro está bem e respira sem a ajuda de aparelhos.

A assessoria de imprensa da corte afirmou que, como não há confirmação de o ministro ter contraído o novo coronavírus, ele ficará em licença médica por sete dias.

O prazo poderá ser prorrogado, a depender do resultado de novos exames. Na ausência de Toffoli, o ministro Luiz Fux assumirá a presidência do tribunal.

Leia abaixo a íntegra da nota:

“O Senhor Ministro Dias Toffoli foi hospitalizado no sábado, 23, para drenagem de um pequeno abscesso. A cirurgia transcorreu bem e na noite do mesmo dia, o Ministro apresentou sinais respiratórios que sugeriram infecção pelo novo coronavírus, devendo permanecer internado para monitorização. No momento, o Ministro está bem e respira normalmente, sem ajuda de aparelhos.

Na última quarta-feira, 20, o Ministro foi submetido a teste diagnóstico para o novo coronavírus, que foi negativo.

 

Otavio ventureli(de Brasília)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Destaque

Em ação rápida PM prende em flagrante ciminoso que matou idoso a facadas por causa de som alto e o encaminha à presídio

Publicado

Em uma ação rápida, policiais militares de Sinop MT  prenderam  na noite deste sábado (23), em flagrante delito, um homem de 29 anos suspeito de matar  o vizinho, um idoso de 65 anos, com diversos golpes de faca. A motivação do crime seria a reclamação do som alto que tocava na casa do suspeito.

A vítima ainda apresentava sinais de vida quando a equipe da PM chegou ao local, porém morreu poucos minutos depois, antes mesmo de receber os primeiros socorros do Corpo de Bombeiro.

A prisão ocorreu às 22hs, logo após o crime e a poucos metros da porta da casa da vítima. No momento em que chegaram ao endereço os policiais flagraram um homem com o corpo e as vestes sujas de sangue tentava fugir pulando o muro, da parte dos fundos do conjunto de moradias.

Surpreendido por um dos policiais, ele ainda insistiu na tentativa de fuga saltando o muro da frente. Ao ser abordado, ainda resistiu à prisão, porém acabou sendo contido e algemado.

Conforme descrição dos policiais, o local do crime é um residencial com diversos pequenos apartamentos. No período da tarde a vítima havia ido até o apartamento onde mora o suspeito para pedir que diminuísse o volume do som.

À noite, depois de consumir bebida alcóolica, o autor do homicídio foi até a casa do vizinho que reclamou e o matou. Na casa do suspeito, conforme registra no Boletim de Ocorrência, os policiais encontraram uma garrafa de vodka.  Ele foi levado para a delegacia e deve responder por homicídio. O corpo do idoso deverá ser sepultado nesta segunda-feira(25), em sinop MT.

 

Otavio Ventureli(com assessoria)

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana