ESPORTES

Jornal espanhol crava Domenéc Torrent no comando do Flamengo

Publicados

em


.

O Flamengo está muito próximo de anunciar seu novo treinador. De acordo com o jornalista Fernando Kallás, do diário esportivo espanhol As, o técnico Domenéc Torrent chegou a um acordo com o Rubro-Negro e, na manhã desta quarta-feira (29), vai assinar contrato até dezembro de 2021.

Segundo o As, houve uma boa primeira impressão e grande otimismo após o primeiro encontro no último sábado (25), realizado em Madri, entre o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, o diretor-executivo de futebol, Bruno Spindel, e o treinador. Nesta terça-feira (28), o ex-assistente de Pep Guardiola se reuniu virtualmente  por várias horas com os dirigentes.

As partes teriam chegado a um consenso sobre a negociação do contrato e também a comissão técnica que o treinador deve levar ao Rio de Janeiro. Se assinar com o Rubro-Negro, Domenéc Torrent vai contar com o auxiliar-técnico Jordi Guerrero e o analista Jordi Cris. De acordo com a notícia, o nome do preparador físico e de outros integrantes da comissão não foram revelados.

Ainda segundo o jornalista Fernando Kallás, a peça-chave de toda a negociação foi o empresário Carlos Leite, que estreitou a aproximação entre o Flamengo e o treinador.

Desde a saída de Jorge Jesus, o Rubro-Negro procura seu substituto e a preferência era por um técnico europeu. Bruno Spindel e Marcos Braz embarcaram para a Europa na última sexta-feira (24) para definirem o novo treinador do time.

Domenéc Torrent tem 58 anos e foi assistente de Pep Guardiola no Barcelona desde 2008, e continuou com o treinador no Bayern de Munique e no Manchester City até 2018, quando assumiu o comando do New York City FC, dos Estados Unidos.

Edição: Aline Leal

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Jorge Jesus chega ao Benfica pedindo união

Publicados

em


.

A segunda (3) foi de apresentações. Enquanto o Flamengo apresentava o espanhol Domènec Torrent como novo treinador, do outro lado do Atlântico, em Lisboa, o Benfica fazia o mesmo com Jorge Jesus. No primeiro discurso como comandante dos Encarnados, o Mister rogou por união, falou com carinho do antigo clube e esquivou-se do papel de salvador da pátria.

“Vim para o Benfica porque acredito em um projeto, porque acredito que essa nação tem todas as condições de fazer o Benfica grande, recuperar o prestígio internacional que teve durante muitos anos”, explicou o português de 66 anos, enfatizando que assinou contrato por dois anos, negando que tenha voltado à terra natal para se aposentar ou ganhar mais dinheiro.

“Para sair de onde saí, onde me amavam, me adoravam, tinha que ser convencido por algo que me trouxesse um desafio diferente. E foi isso, o presidente [do Benfica] foi ao Brasil para me convencer que esse era o projeto certo, ambicioso, para eu continuar em Portugal”, declarou Jesus sobre a participação do dirigente Luis Felipe Vieira em fazê-lo deixar o Flamengo, sem deixar de agradecer o amor e a amizade que a torcida rubro-negra dedicou a ele.

O Mister já comandou os Águias em dois períodos anteriores: entre 2009 e 2010, e entre 2014 e 2015. Neste período conquistou 10 títulos. Porém, mesmo com retrospecto tão positivo, parte da torcida não simpatiza com Jesus, que é um torcedor declarado do rival Sporting. “O que prometo é que vou trabalhar para dar alegrias aos torcedores. E é nisso que acredito, o que posso dizer é que tenho que convencer os torcedores do Benfica. Quando cheguei do outro lado do Atlântico ninguém acreditava em mim. E não eram sete milhões, eram 50 milhões. E quando saí de lá, choraram por mim”.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA