Momento Cidades

Esportistas do Jardim Cuiabá querem acesso ao mini estádio do Complexo Esportivo local

Publicado

Queixa dos comunitários é de que o campo de futebol (mini estádio) do Jardim Cuiabá vem sendo utilizado restritamente para atender o projeto municipal “Bom de Bola, Bom de Escola”, quando poderia ser liberado ao uso comunitário, em geral
O vereador Dr. Xavier foi comunicado de que o mini estádio do Complexo Esportivo do Jardim Cuiabá, obra inaugurada há meses, ainda não foi liberado para utilização dos esportistas locais e dos bairros próximos. Os comunitários afirmam que o referido espaço público está restrito apenas às atividades do projeto “Bom de Bom, Bom de Escola”. O vereador foi procurado por lideranças do bairro no sentido de resolver esse impasse. Segundo explicou Celso Figueiredo (“Celso Bombeiro”), liderança regional, “desde a inauguração do complexo os comunitários sequer tiveram acesso ao campo de futebol”. Pela imposição negativa de praticarem futebol na própria comunidade,&nbsp frisou, eles se veem então obrigados a procurar outros lugares, a maioria dos campos distante dali.
“Convenhamos que não é justo a adoção de tal procedimento pela Secretaria de Esportes. Nós lutamos muito – sempre apoiados por Dr. Xavier – para consolidar este projeto esportivo no Jardim Cuiabá. E agora que o empreendimento se tornou realidade, não podemos utilizá-lo. É simplesmente uma afronta aos comunitários do Jardim Cuiabá e dos bairros próximos. A ideia era reunir todas as equipes aqui no mini estádio, um dos atrativos do Centro Esportivo inaugurado recentemente pelo prefeito Emanuel Pinheiro, para oficializar uma série de torneios futebolísticos e mesmo eventos sociais do bairro. Enfim, estamos revoltados pela “vedação” desse espaço: desde a inauguração, o campo é utilizado exclusivamente pelo projeto “Bom de Bola, Bom de Escola”. Reconhecemos, inclusive , a importância desse projeto. Mas também merecemos jogar futebol no “nosso” mini estádio. Ou o espaço não pertence à comunidade?” – questiona.&nbsp
Celso ainda observou que a&nbsp vitória de construção do Complexo Esportivo do Jardim Cuiabá se estende a cada um dos seus moradores, visto que a operacionalização do empreendimento mobilizou a comunidade em peso. “Se hoje o mini estádio e outras benfeitorias do complexo existem, é graças ao empenho coletivo de quantos habitam o Jardim Cuiabá. Foi uma jornada burocrática e muito cansativa. Logramos, enfim, obter êxito no que posso definir de maratona. O complexo se tornou uma realidade tanto ansiada. Falta agora poder utilizá-lo a contento”.
Na opinião de Dr. Xavier, o logradouro é público e, portanto, precisa mesmo ser disponibilizado à comunidade. O vereador endossou idêntico apoio ao projeto “Bom de Bola, Bom de Escola”, e disse que ainda tem recordações da instituição desse projeto pelo prefeito Roberto França. “Pelo seu impacto positivo nas unidades escolares, foi sequenciado pelos sucessores de França. Porém, entendo o seguinte: não somente o mini estádio do Jardim Cuiabá é da comunidade, como todos os espaços similares existentes na capital. A utilização desse campo pode ser programada semanalmente, a fim de que nenhum segmento fique desprestigiado. Procedendo assim, os esportistas e projetos sociais da Prefeitura, a exemplo do próprio “Bom de Bola, Bom de Escola”, serão contemplados sem distinção”.
Dr. Xavier salientou que os esportistas do Jardim Cuiabá sonhavam em dispor desse espaço há muitos anos. “Celso explicou bem: é uma batalha antiga, e muitos não acreditavam que pudesse ter um final feliz. Encampamos esse sonho, e daí em diante teve início uma legítima marcha de soldados junto aos órgãos públicos do município. Primeiro, lutamos para convencer o prefeito Emanuel Pinheiro da necessidade de construir um Complexo Esportivo no lugar da antiga praça. O projeto original da Prefeitura previa apenas revitalização desse logradouro, há anos abandonado. Hoje, é uma realidade de impacto vistoso para quem passa nas imediações. Só não é correto restringir o uso comunitário desse espaço: o objetivo é beneficiar toda a comunidade. O Jardim Cuiabá pode contar com nosso apoio.

João Carlos de Queiroz | Assessoria Vereador Xavier

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Secretaria de Ordem Pública lavra 922 instrumentos fiscais em 127 bairros

Publicado


.

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (SORP) lavrou 922 instrumentos fiscais em 127 bairros de Cuiabá, entre os dias 27 de março e 1º de julho, na Operação Integrada de Prevenção à Covid-19, que tem como objetivo cumprir os decretos municipais que tratam sobre as medidas emergenciais no período de pandemia, como a diminuição do fluxo de pessoas e de aglomerações. 

Os bairros com maior incidência de ações fiscalizatórias foram: Centro Sul (60), Porto (55), Centro Norte (36), Dom Aquino e Pedra 90 (27 cada), Tijucal (24), Alvorada e Bosque da Saúde (22 cada), Cidade Alta e Jardim das Américas (21 cada), Parque Cuiabá (19), Jardim Imperial e Santa Izabel (18 cada), Morada da Serra (17), CPA 2, Jardim Petrópolis e Residencial Coxipó (16 cada), Duque de Caxias e Lixeira (14 cada), Coxipó, CPA 3 e Grande Terceiro (13 cada), Boa Esperança e São Joao Del Rey (12 cada), CPA 1 e Osmar Cabral (11 cada), Areão, Bairro Popular, CPA 4, Jardim Califórnia, Jardim Vitória e Jardim Industriário (10 cada). 

Esses 32 bairros somam 608 ações fiscalizatórias, ou seja, 2/3 de do total de instrumentos fiscais lavrados. Outros 95 bairros da capital registraram ao menos um tipo de ação da Secretaria de Ordem Pública. 

Do total de instrumentos fiscais apurados entre 27 de março e 1º de julho, 849 ocorreram em atividade comercial, industrial ou de prestação de serviço; 56 em atividade comercial ambulante; 10 em atividade sonora ou produtora de ruído e 7 em obras e edificações em geral.

Com relação aos tipos de instrumentos lavrados, foram 566 autos de notificação, 312 autos de infração, 16 termos de suspensão ou redução de atividade, 8 termos de apreensão e depósito, 8 termos de vistoria comercial, 6 relatórios de atividades fiscais, 4 termos de retorno de notificação, 1 parecer técnico fiscal e 1 termo de interdição.

Para o secretário municipal de Ordem Pública, coronel Leovaldo Sales, durante toda a operação, os agente de regulação e fiscalização têm sido confrontados com a realidade das pessoas, que se veem entre a necessidade de sobrevivência e o risco de contaminação pelo novo coronavírus. “Vivendo essa realidade, procuramos ter sempre o bom senso de tolerar e entender certos conflitos e não penalizar ainda mais as pessoas, todavia, não deixando escapar de nós a certeza de que a saúde e a vida são os maiores bens que possuímos e ainda que alguns não entendam, a Secretaria de Ordem Pública, através das ações fiscais tem um único propósito: ajudar o nosso prefeito a proteger a saúde de todos os brasileiros que aqui vivem! Essa é a nossa missão, o combustível que nos impulsiona e nos convence de que estamos fazendo um grande benefício para todos os cuiabanos”, avalia. 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Veja os dados do painel Covid-19 desta terça-feira (07)

Publicado


.

Nesta terça-feira (07), Cuiabá tem 5486 casos confirmados de Covid-19 de residentes no município e 1283 de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Dos confirmados, 844 já estão recuperados da doença e houve 271 óbitos de residentes e 132 de não residentes.

Na rede hospitalar há 321 pacientes confirmados com Covid-19 internados, sendo 195 na UTI e 126 em enfermaria. Também estão internados 224 pacientes com suspeita da doença, sendo 110 na UTI e 114 em enfermaria. Do total de pessoas internadas em UTI, 226 são de residentes em Cuiabá e 79 de residentes de outros municípios. Do total de internados em enfermaria/isolamento, 199 pessoas são de Cuiabá e 41 de outros municípios.

 

Hoje Cuiabá registrou mais 10 óbitos de residentes, chegando a um total de 271 mortes. O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam profundamente todos estes óbitos.

 

Segue abaixo a relação dos óbitos:

 

-Homem, 82 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão e diabetes. Foi a óbito em 03/07.

 

-Homem, 74 anos, internado em hospital privado. Tinha hipertensão e diabetes. Foi a óbito em 05/07.

 

-Homem, 68 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão. Foi a óbito em 06/07.

 

-Homem, 99 anos, internado em hospital privado. Tinha neoplasia. Foi a óbito em 06/07.

 

-Mulher, 64 anos, internada em hospital público. Tinha diabetes. Foi a óbito em 06/07.

 

-Homem, 48 anos, internado em hospital público. Não foi divulgado se tinha comorbidade. Foi a óbito em 06/07.

 

-Mulher, 79 anos, internada em hospital privado. Tinha diabetes. Foi a óbito em 06/07.

 

-Homem, 67 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão, diabetes e cardiopatia. Foi a óbito em 06/07.

 

-Homem, 68 anos, internado em hospital público. Não foi divulgado se tinha comorbidade. Foi a óbito em 06/07.

 

-Homem, 78 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão e diabetes. Foi a óbito em 07/07.

 

OBS: No dia 04/07 um dos óbitos foi registrado em duplicidade. Sendo assim, Cuiabá tem registrado 271 óbitos nesta terça-feira, 07/07.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana