Carros e Motos

Estudo aponta que dois entre três motociclistas já pilotaram sem CNH

Publicado

source
Trânsito arrow-options
Twitter/Reprodução

O trânsito faz mais vítimas do que deveria. E quando o assunto são motocicletas, elas são líderes nas estatísticas

A Mapfre divulga um estudo que analisa o comportamento e os índices de morte dos motociclistas no trânsito em São Paulo. E a primeira das descobertas sobre motos no trânsito é alarmante, uma vez que dois a cada três condutores afirmam ter guiado motos sem habilitação durante algum tempo. Outro dado coletado revela que a maioria dos motociclistas entrevistados admitem não respeitar o Código de Trânsito Brasileiro a todo o momento. Os dados foram obtidos a partir de pesquisa quantitativa com 1.210 motociclistas e mais 40 entrevistas.

LEIA MAIS: Conheça as 5 motos mais em conta do Salão Duas Rodas 2019

Transito arrow-options
Divulgação

Esquema que ilustra os aspectos mais preocupantes do trânsito, segundo levantamento da Mapfre

A maior parte dos entrevistados utiliza a moto como ferramenta de trabalho e justifica comportamentos muitas vezes imprudentes, como exceder a velocidade, pela pressão pela pontualidade das atividades profissionais. O que levou ao registro de algumas ocorrências relacionadas a motos no trânsito . Entre elas, que 65% dos acidentes acontecem durante o dia, 57% em pontos pouco movimentados e 56% com a pista seca.

Trânsito arrow-options
Divulgação

Estatísticas sobre incidentes nas diversas condições de trânsito

Além disso, praticamente todos os entrevistados afirmaram ter se envolvido em acidentes, 80% deles disseram conhecer alguém que morreu no trânsito e 84% possui colega com sequelas depois de uma ocorrência com moto. No Brasil morrem, todos os anos, cerca de 40 mil pessoas em acidentes de trânsito — desse total, 33,4% são motociclistas, sendo homens (89,1%), pardos (59,8%), com idades até 35 anos (33%) e solteiros (60,32 %). Os dados têm como fonte o Datasus.

Leia mais:  Kawasaki revela a nova W800, café racer com estilo retrô

LEIA MAIS: Honda mostra três lançamentos e cinco conceitos, que podem ser produzidos

Medo e altas despesas públicas

Acidente arrow-options
Leonardo Alvarenga/Web Repórter

Logística de atendimento aos feridos demanda uma enorme quantia da verba pública

Apesar dos números alarmantes, chama atenção, positivamente, a preocupação dos motociclistas com a possibilidade de causar lesões a terceiros, mais do que com as colisões ou quedas da moto. Isso porque 45% declararam ter como maior medo atropelar um pedestre nas ruas, enquanto 28% afirmou temer colidir com veículos maiores — como ônibus e caminhões.

Tirando o mais grave — as mortes no trânsito — há um grande prejuízo financeiro por trás dos acidentes. Entre os socorros, internações e tratamentos dessas vítimas, os gastos estimados ao Estado ultrapassam os R$ 70 bilhões, ao sistema de saúde, por ano, de acordo com o Instituto Brasileiro de Segurança de Trânsito (IST). Nesse contexto, as mortes em ocorrências envolvendo motocicletas superaram 120 mil, de 2007 a 2017.

LEIA MAIS: Haojue revela motos inéditas no Salão Duas Rodas para bater Honda e Yamaha

Leia mais:  Chevrolet Joy Plus perde o nome “Prisma” na linha 2020

Segundo o diretor de Educação para o Trânsito e Fiscalização do Detran-SP, Fernando Duran Poch: “Parte do aumento de mortes pode ser explicado pelo crescimento da frota de motos no trânsito , que no ano passado atingiram 27 milhões de unidades nas ruas e já representam 27% da frota total no país. Por outro lado, é preciso rever o processo de formação de condutores, além de promover ações governamentais efetivas nas áreas de educação, segurança pública e infraestrutura das vias”.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Elétrico JAC iEV40 vende mais que Toyota Prius em novembro

Publicado

source

Motor Show


JAC IEV40 branco arrow-options
Divulgação

JAC iEV40 torna-se o carro eletrificado com melhor desempenho nas vendas no mês de novembro


Com 23 unidades emplacadas, o JAC iEV40 (leia mais aqui) foi o elétrico mais vendido do Brasil em novembro, apontam dados divulgados pela Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores (Abeifa). Pode parecer pouco. Mas o volume já foi superior ao de modelos como o híbridos Toyota Prius (22 unidades) e o também elétrico Jaguar I-Pace (13 unidades).

LEIA MAIS: JAC Motors lança nova linha de carros elétricos no Brasil

Apresentado em setembro no mercado brasileiro, o iEV40 é a variação elétrica do SUV T40, trazendo um propulsor elétrico com potência de 115 cv e baterias que garantem uma autonomia de até 300 km.

LEIA MAIS:  JAC T40 CVT: SUV atrai pelo preço, mas ainda precisa evoluir

Ainda que longe de países como a Noruega (leia aqui) , em que boa parte dos carros mais vendidos são modelos de propulsão limpa, o mercado brasileiro de carros elétricos já começa a mostrar números mais relevantes em se considerando a pequena oferta de modelos e a infraestrutura quase inexistente fora dos grandes centros.

JAC iEV40 branco arrow-options
Divulgação

JAC iEV40 é a versão movida apenas a eletricidade do SUV T40 vendido no Brasil


Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Leia mais:  GM processa FCA por subornos a líderes sindicais nos Estados Unidos
Continue lendo

Carros e Motos

Chevrolet Equinox 2020 ganha novas versões com motor 1.5 turbo

Publicado

source
Chevrolet Equinox preto arrow-options
Divulgação

Chevrolet Equinox Midnight: terceiro modelo da GM na América do Sul com detalhes escurecidos, depois de Tracker e S10

A Chevrolet apresenta a linha 2020 do Equinox com uma série de novidades. A principal delas fica por conta do motor 1.5, turbo, de quatro cilindros, que passará a equipar três versões do SUV médio que começarão a chegar às lojas até março de 2020. Além disso, o carro ganha a série Midnight, que já foi lançada nos modelos S10 e Tracker.

LEIA MAIS: Chevrolet Equinox Premier:  SUV supersônico

Assim como na picape e no SUV compacto, o Equinox Midnight conta com destalhes escurecidos no interior, nos logos da marca Chevrolet e nas rodas de aro 19. Na lista de equipamentos, os itens são os mesmos da versão LT e inclui ajuste elétrico, ar-condicionado bizone e faróis com lâmpadas de xenônio.  Conforme apurou a reportagem de iG Carros, no Equinox, a série Midnight deverá representar cerca de 10% das vendas.

Ainda de acordo com o que conversamos com o diretor de Marketing de produto da GM América do Sul, Rodrigo Fioco, o novo motor 1.5 deverá, aos poucos, ir ganhando mais participação nas vendas chegando a superar o que é vendido do Equinox 2.0 (em torno de 500 unidades por mês). Além disso, a conexão à internet sem fio estará disponível no SUV a partir de 2021. 

Leia mais:  Peugeot confira que o novo 208 será feito na Argentina em 2020

Mais detalhes do Chevrolet Equinox 2020

O motor 1.5 turbo gera 172 cv e 27,8 kgfm de torque, números suficientes para acelerar de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos, de acordo com a fabricante. E conforme dados do Inmetro, o consumo urbano fica em 9,5 km/l e o rodoviário é de 11,7 km/l,  marcas até 8,3% melhores que os do Equinox 2.0 (8,4 km/l e 10,1 km/l, respectivamente).

LEIA MAIS: Dossiê Chevrolet! Veja todos os lançamentos da marca até 2022

O Chevrolet Equinox 2020 será vendido em quatro versões. A mais em conta é a LT (R$ 129.990), seguida pela Midnight (R$ 131.990) e pela Premier (R$ 162.990), todas com o novo motor 1.5. Além disso, a GM também vai oferecer a versão Premier 2.0 (R$ 162.990).

No caso do modelo topo de linha, o pacote de itens de série inclui diversos itens de segurança, como sistemas autônomos de detecção de pedestre com auxílio de frenagem e de permanência na faixa – com alerta tátil no banco. Teto solar elétrico panorâmico, sistema de som premium, partida por controle remoto e acionamento da tampa do porta-malas por sensor de movimento.

Leia mais:  Kawasaki revela a nova W800, café racer com estilo retrô

LEIA MAIS:  Chevrolet Tracker reaparece com camuflagem. Chega em março de 2020

Com São 4.652 mm de comprimento, 1.843 mm de largura e 1.697 mm de altura, o Chevrolet Equinox leva cinco ocupantes com sobra de espaço. São 2,73 metros de entre-eixos e um porta-malas que pode variar de 468 litros até 1.627 litros, dependendo da configuração dos bancos.Veja a lista de preços abaixo.

Chevrolet Equinox 1.5 LT:  R$ 129.990

Chevrolet Equinox 1.5 Midnight:  R$ 131.990

Chevrolet Equinox 1.5 Premier: R$ 154.990

Chevrolet Equinox 2.0 Premier: 162.990


Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana