Momento Economia

Feirão para limpar o nome do Serasa oferece descontos de até 98%

Publicado

source
dinheiro arrow-options
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Segundo estudo desenvolvido pela Serasa Experian, em setembro de 2019, o número de consumidores inadimplentes no país chegou a 63.2 milhões

O Feirão Limpa Nome do Serasa Consumidor foi prorrogado na internet até o dia 15 de dezembro. Os interessados em pagar dívidas em atraso — aproveitando recursos do 13º salário ou do saque imediato de R$ 500 por conta de FGTS — podem acessar o site  do Serasa ou baixar o aplicativo. Os descontos podem chegar a 98%.

Desde que o feirão começou, no início de novembro, mais de um milhão de consumidores já negociaram seus débitos. Segundo a entidade, mais de 1,6 milhão de acordos fechados — crescimento de 200% em relação ao último evento —, permitindo aos consumidores economizar R$ 4,5 bilhões.

Ainda de acordo com a instituição, metade de todos os acordos feitos tiveram de 81% a 98% de abatimento no valor da dívida.

Segundo Lucas Lopes, gerente do Serasa Limpa Nome , 70% das dívidas foram pagas à vista durante o mês de novembro, o que revela a preferência do consumidor pelo desconto, em vez do prazo maior de pagamento.

As empresas participantes do feirão são: Santander, Itaú, Recovery, Ativos, NET, Claro, Embratel, Anhaguera, Credsystem, Ipanema, Unopar, Sky, Nextel, Banco BMG, Digio, Hoepers, Porto Seguro, Tricard, Oi, Zema, Unic, Fama, Pitágoras, Uniderp e Unime.

Para quem não pode acessar a internet, a Serasa ainda tem lojas para atender os consumidores em Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Campo Grande, Salvador, Fortaleza, São Luís, Goiânia, Manaus, Bauru, João Pessoa, Porto Velho, Natal, Cuiabá, Recife, Londrina, São José do Rio Preto, Belém, Florianópolis e Vitória.

Perfil dos inadimplentes

O total de inadimplentes no país chegou a 63,9 milhões de pessoas, em outubro deste ano, de acordo com um estudo feito pela Serasa Experian . Isso equivale a um crescimento de 4% em relação ao mesmo mês do ano passado, quando havia 61,7 milhões de pessoas com dívidas no Brasil.

O montante devido até outubro de 2019 foi de R$ 254 bilhões. A dívida média ficou em R$ 3.993, segundo a entidade.

No caso de quem está com o nome sujo , a maior concentração está na faixa etária de 26 e 40 anos (37,1% do total). Em segundo lugar, aparecem pessoas de 41 e 60 anos (34,1%).

A maior parte dos débitos diz respeito a cartão de crédito (28,4% do total). Em seguida, aparecem contas de consumo (energia elétrica, água e gás), com 20,2%; dívidas no varejo (12,7%) e serviços de telefonia (11%).

Comentários Facebook
publicidade

Momento Economia

Receita alerta para retorno de obrigações adiadas na pandemia

Publicado


.

As empresas e os demais contribuintes devem estar atentos para o retorno de obrigações com o Fisco adiadas durante a pandemia do novo coronavírus. Tributos e declarações que haviam sido suspensos ou postergados voltam a valer em julho.

A Receita Federal emitiu um alerta para orientar o contribuinte. A contribuição patronal ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e os Programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) devem ser pagas neste mês. O mesmo ocorre com a contribuição de empresas e de empregadores domésticos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

No caso das contribuições para o INSS, a Cofins e o PIS/Pasep, a suspensão só valeu para as quotas de abril e de maio, cujo pagamento foi transferido para agosto e outubro, respectivamente. As quotas de junho, com vencimento em julho, devem ser quitadas.

A contribuição da empresa para o INSS deve ser paga até o dia 20, assim como a contribuição da agroindústria e dos empregadores rurais para a Previdência Social. As contribuições para a Cofins e o PIS/Pasep devem ser quitadas até o dia 24.

No caso do FGTS, o governo adiou o pagamento das quotas de abril, maio e junho. Os valores poderão ser divididos em seis parcelas, de julho a dezembro, sem multas e encargos. A quota deste mês deve voltar a ser paga no dia do vencimento. A contribuição para o empregador doméstico venceu na última terça-feira (7).

Declarações

Também devem ser entregues neste mês declarações que estavam suspensas. As declarações de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) originalmente previstas para o 15º dia útil de abril, de maio e de junho, deverão ser apresentadas até 21 de julho. Segundo a Receita Federal, inclusive a declaração referente aos fatos geradores de maio de 2020 deverá ser enviada.

O arquivo digital da EFD-Contribuições, que integra o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) deve ser entregue até a próxima terça-feira (14). O envio estavas previsto para o 10º dia útil de abril, maio e junho. A escrituração referente a maio de 2020 também deverá ser transmitida ao Fisco.

Edição: Nádia Franco

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Economia

É hoje! Mega-Sena sorteia prêmio acumulado de R$ 40 milhões neste sábado

Publicado


source
mega-sena bilhete
iG São Paulo

Para apostar na Mega-Sena sem sair de casa, é possível acessar o site da Caixa

A Mega-Sena sorteia neste sábado (11) um prêmio estimado em R$ 40 milhões. As seis dezenas do concurso 2.278 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país, e também pela internet, sem sair de casa. O bilhete simples da Mega-Sena , com seis dezenas, custa R$ 4,50.

No concurso 2.277, realizado na última quarta-feira (8), as dezenas sorteadas foram: 10-22-23-37-53-60, e ninguém acertou as seis dezenas. Por isso, a estimativa de prêmio passou de R$ 33 milhões para R$ 40 milhões.

Como apostar online na Mega-Sena

Para concorrer ao prêmio sem sair de casa, não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa, o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma.

Uma aposta com 7 números, e não 6, que te dá mais chance de ganhar, custa R$ 31,50. Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões, disponíveis online, são uma boa opção.

Como funciona a Mega-Sena

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e pode pagar milhões ao sortudo que acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem ao menos duas vezes por semana – normalmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, as chamadas Quadra e Quina, respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha – nesse modelo, o sistema escolhe automaticamente as dezenas que serão jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, a chamada Teimosinha.

Premiação

Os prêmios iniciais costumam ser de aproximadamente R$ 3 milhões para quem acerta as seis dezenas. O valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante.

O prêmio bruto da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos terminados em zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana