Momento Agro

FRANGO/CEPEA: Com exportação firme e procura elevada também no BR, preço interno sobe

Publicado


.

Cepea, 22/5/2020 – Os embarques de carne de frango in natura tiveram ritmo elevado nas duas primeiras semanas de maio, conforme dados parciais da Secex, diminuindo a disponibilidade interna dos produtos, principalmente congelados. Com isso, os preços domésticos subiram. Nos 10 primeiros dias úteis de maio, o Brasil embarcou 202 mil toneladas de carne de frango, com média diária de 20,2 mil toneladas, aumento de 25,9% frente à de abril e ainda 24,5% acima do ritmo observado em maio/19. Segundo agentes do setor consultados pelo Cepea, a China tem sido a maior responsável pelo incremento dos embarques brasileiros, adquirindo também as principais carnes concorrentes, como suína e bovina. Além das exportações, as vendas domésticas de carne de frango também estiveram aquecidas no mercado doméstico nas últimas semanas. Neste caso, o impulso veio do aumento das compras de redes atacadistas e varejistas, que realizaram a reposição de estoques. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
publicidade

Momento Agro

Mapa lança nesta quarta-feira (27) o Programa Nacional de Bioinsumos

Publicado


.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lança hoje (27), às 15h, o Programa Nacional de Bioinsumos. Estão publicadas na edição desta quarta-feira do Diário Oficial da União o Decreto 10.375 e as Portarias 102 e 103 relativas ao programa. O lançamento será realizado por meio de uma live transmitida pelo canal do YouTube do ministério, com a participação da ministra Tereza Cristina. 

As ações previstas visam ampliar e fortalecer a utilização de ativos biológicos – fertilizantes e defensivos agrícolas, principalmente –  para promover o desenvolvimento sustentável da agropecuária, a partir do aproveitamento da biodiversidade brasileira.

O programa foi desenvolvido alinhado às necessidades de inovação nos segmentos agrícola, aquícola, florestal e pecuário, a partir de uma ampla e longa discussão com diversos segmentos de diferentes cadeias produtivas do agronegócio brasileiro. Coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o programa terá um comitê estratégico formado por representantes dos setores público e privado.

“Queremos trazer maior qualidade e confiabilidade para os insumos biológicos e, por consequência, para a produção agrícola do país, beneficiando a cadeia produtiva e o consumidor”, observa Cléber Soares, diretor de Inovação do Mapa.

>> Confira aqui o hotsite sobre o programa

Uma característica do programa é que foi elaborado com base em um conceito mais amplo, que envolve produto, processo ou tecnologia seja de origem animal, vegetal ou microbiana destinados ao uso na produção, no armazenamento, no processamento e no beneficiamento de produtos agropecuários. São componentes de uma cadeia que visam interferir positivamente no crescimento e no desenvolvimento de mecanismos de respostas de animais, de plantas, de macro e micro-organismos de plantas, com uso adicional de substâncias derivadas tais como proteínas, açúcares e enzimas.

Essa visão, destaca o diretor do Mapa, se alinha à bioeconomia que, em sua vertente do agronegócio, considera a utilização de recursos de base biológica, recicláveis e renováveis, contribuindo para o desenvolvimento sustentável.

O lançamento será por meio de uma live, pelo canal do YouTube do Mapa. Na sequência, a ministra irá responder às perguntas de jornalistas, que devem ser enviadas por WhatsApp (61 9102-1208) ou pelo email: [email protected]

Serviço:

PAUTA: Lançamento do Programa Nacional de Bioinsumos

DATA:  27/05/2020 (quarta-feira)

HORÁRIO: 15h

FORMATO: LIVE pelo canal do YouTube do Mapa

ACESSO À COLETIVA: https://bit.ly/biosinsumos-coletiva

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Agro

ARROZ/CEPEA: Câmbio impacta paridades e aumenta “queda de braço”

Publicado


.

Cepea, 27/05/20 – A oscilação da taxa de câmbio tem impactado diretamente nas paridades de exportação e importação. De 19 a 26 de maio, o dólar esteve entre R$ 5,73 e R$ 5,34, baixa de 6,87%, cenário que reduziu as paridades de produtos transacionáveis internacionalmente. Com isso, segundo pesquisadores do Cepea, compradores de arroz em casca buscaram adquirir o produto a preços menores, enquanto vendedores optaram por postergar novos negócios, aguardando possíveis retomadas de altas do câmbio. Como resultado, houve acirramento da “queda de braço” entre esses agentes e redução da liquidez. Quanto aos preços do casca, oscilaram nos últimos dias, mas ainda acumularam altas, voltando a atingir patamares recordes nominais em praticamente todas as regiões consultadas pelo Cepea. O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros (média ponderada), subiu 3,2% de 19 a 26 de maio, fechando a R$ 62,94/sc de 50 kg no dia 26. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana