Carros e Motos

Fusão entre PSA e FCA vai beneficiar 12 marcas com modelos eletrificados

Publicado

source
Jeep Renegade azul arrow-options
Divulgação

Depois de anunciar o lançamento do modelo híbrido plug-in, o Renegade totalmente elétrico será primeiro da Jeep

A indústria automotiva passa por sua maior disrupção desde que nasceu, há 100 anos. Hoje, a aposta é em inovação e grande parte dos grupos vêm buscando soluções de mobilidade e apostando em veículos elétricos e autônomos. O casamento de marcas tornou-se uma necessidade e o mais recente é a união entre o PSA Groupe e a Fiat Chrysler Automobiles (FCA).

LEIA MAIS:  PSA e FCA confirmam fusão para formar 4ª maior montadora do mundo

O acordo entre PSA e FCA   refletirá num amplo portfólio de 12 marcas automotivas: Alfa Romeo, Chrysler, Citroën, Dodge, DS, Fiat, Jeep, Maserati, Opel, Peugeot, Ram e Vauxhall. Juntas, elas vão produzir cerca de 9 milhões de carros, serão a quarta montadora do mundo e intensificarão a eletrificação de seus automóveis.

Há vários modelos na fila dos elétricos. As prioridades serāo os da marca Jeep. A Jeep já anunciou que oferecerá um trem de força híbrido plug-in nos SUVs Renegade e Compass que combina um motor a gasolina 1.3turbo com um elétrico. No modo EV poderá rodar uma faixa de 48 km somente como elétrico.

Leia mais:  Confirmado para o Brasil, XC40 Recharge é o primeiro SUV 100% elétrico da Volvo

A Jeep também está planejado investimento de mais de US$ 10 bilhões nos próximos dois anos para produzir versões totalmente elétricas do Renegade e Compass. Em setembro,  a FCA já havia anunciado que o elétrico Fiat 500-e terá nova geração  a partir do segundo trimestre de 2020. Também na lista está a linha de carros de luxo do grupo, a Maserati, que trará uma versão elétrica do Alfieri GT já em 2020. O objetivo é tornar essa marca totalmente elétrica. 

LEIA MAIS:  Fusão Fiat Chrysler Jeep Peugeot Citroën Opel (FCA e PSA): quem sai, quem fica

Citroën C5 híbrido branco arrow-options
Divulgação

O SUV Citröen C5 Aircross híbrido é um dos modelos que poderá chegar ao Brasil em 2020


A PSA terá uma ofensiva  de “veículos de baixa emissão”. A marca Peugeot  já anunciou o compacto e-208 e o SUV e-2008 elétricos. Também acaba de apresentar o SUV 3008 Hybrid. Com a mesma plataforma e trem de força, a marca Citröen tem previsto para 2020 o lançamento do novo C5 Aircross SUV Hybrid. Estes modelos são candidatos a chegar ao Brasil a partir do próximo ano. O SUV Citröen C5 Aircross híbrido é um dos modelos que poderá chegar ao Brasil em 2020.

Leia mais:  Com chances de ser fabricado no Brasil, Toyota Raize é revelado no Japão

 Parceria estratégica 

Chrysler Pacifica branco arrow-options
Divulgação

A Waymo, do grupo Google, tem uma parceria com a FCA no desenvolvimento de autônomos a partir da van Pacifica

A unidade automotiva Waymo, do mesmo grupo da Google, tem acordo com a Fiat- Chrysler para transformar a van Chrysler Pacifica em um veículo autônomo. Atualmente, a empresa não fabrica carros em si, mas desenvolve o hardware e o software associados para fazê-lo circular de forma autônoma. 

A Waymo, sozinha, vale US$ 100 milhões na Bolsa de Nova York, o dobro do valor do novo grupo FCA-PSA, que é de US$ 48 milhões. Isso demonstra a visão favorável do investidor no futuro de carros autônomos.

LEIA MAIS: Opel Corsa e Peugeot 208 ganham versões elétricas

Bem, na esperança de liderar a próxima geração de transporte, as montadoras estão se unindo. E o avanço tecnológico é um caminho sem volta. Dentro desse contexto, a fusão entre PSA e FCA faz parte da nova era da mobilidade na qual está entrando o setor automotivo. 

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Convivência prova que design ‘diferentão’ do HB20S é melhor pessoalmente

Publicado

source


Hyundai HB20S azul arrow-options
Divulgação

Hyundai HB20S evolui bastante na nova geração com equipamentos sofisticados e mecânica mais refinada


Rio – Quando deu às caras no Brasil pela primeira vez, mais precisamente em 2012, o Hyundai HB20 quebrou paradigmas e se tornou referência entre os compactos por sua proposta de design irreverente. Agora, a segunda geração de compactos da sul-coreana tenta manter o legado e tomar para si a segunda colocação do ranking de vendas do país.

LEIA MAIS: Hyundai adianta início das vendas do novo sedã compacto HB20 S

O feito não é fácil, se considerarmos que a linha divide os holofotes com o líder em vendas Chevrolet Onix, que parece ter subido o nível. Para saber se dão conta do recado, rodamos por uma semana e cerca de 400 km com a versão sedã . O visual redesenhado do HB20S tem dianteira mais rebaixada, com grade ampla, que quase toma toda a porção e lembra a boca de um peixe.

Mas a convivência de perto, na versão Diamond Plus , equipada com o novo motor turbo 1.0 e mais cara (R$ 81.290), tornou as linhas atraentes. Principalmente pelo fato do modelo ter caimentos que remetem, e muito, ao design de cupês. Os faróis pontudos com projetores e assinatura em LEDs na extremidade lateral colaboram para essa melhor impressão.

Hyundai HB20S azul arrow-options
Divulgação

Traseira do Hyundai HB20S passa a seguir o estilo notchback, o que causou certa polêmica


Alguns elementos como o tamanho das lanternas traseiras e a sua posição, que não segue a linha formada por um vinco vindo da lateral, destoam. Mas, no geral, o design externo é um acerto. Só não provoca a mesma sensação causada pelos primeiros modelos da geração um.

Leia mais:  Nissan confirma chegada do novo Versa ao Brasil até meados de 2020

LEIA MAIS: Hyundai HB20 1.0 Diamond Plus faz jogo rápido contra Fiat Argo 1.8 Precision

Por falar em acertos, a espichada de 3 cm, totalizando 2,53 m, no entre-eixos do modelo é outro deles. O espaço maior, associado à linha de cintura mais baixa e a nova angulação dos assentos traseiros, reduzem a sensação claustrofóbica da geração anterior.

Hyundai HB20 S arrow-options
Divulgação

Hyundai mudou todo o interior do HB20S, que ficou mais caprichado que o da geração anterior

Se as mudanças por fora só agradaram pessoalmente, o interior do HB20S 2020 é bonito de todos os ângulos. Com linhas sóbrias e combinações de texturas mais acertadas, o modelo é superior a maioria dos concorrentes. Mas sim, ele também tem plástico rígido em boa parte das superfícies. Porém essa escolha não passa a impressão de fragilidade.

Pelo contrário, o HB20S tem ótimos encaixes, nenhuma rebarba aparente e combina com bom gosto plásticos de acabamento black piano, metalizados e foscos.Embora o tom cinza claro do couro dos bancos, painéis de porta, coifa do câmbio e volante, não agrade muito, a qualidade do revestimento deve ser mencionada.

Leia mais:  Marca brasileira lança duas motos elétricas a partir de R$ 14.900
Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Kia Rio hatch já está homologado para ser vendido no Brasil

Publicado

source
Kia Rio arrow-options
Divulgação

Kia Rio: assim que o dólar baixar o hatch compacto será finalmente lançado no Brasil na versão hatch

Dessa vez, tudo indica que o Kia Rio vai mesmo chegar às lojas no Brasil. Conforme apurou a reportagem de iG Carros, o hatch compacto já está homologado e com tudo certo para começar a ser vendido no Brasil.

LEIA MAIS:  Kia KX3 será o novo SUV contra HR-V, Renegade e Creta. Chega em 2020

Chegaram a nos dizer que o Kia Rio chegará em janeiro, mas, na realidade, a fabricante espera apenas a cotação do dólar baixar para lançá-lo no mercado brasileiro, somente na versão hatch, nada de sedã.

Ontem (18) a moeda americana teve a maior cotação desde o início do Plano Real. Chegou a R$ 4,206, bem acima do que seria ideal para o Kia Rio ter um preço competitivo no Brasil. Com algo em torno de R$ 3,70,  o carro passaria a ter mais condições de enfrentar rivais como VW Polo , a nova geração do Chevrolet Onix, as versões mais equipadas do Fiat Argo, Toyota Yaris e outros.

O Kia Rio homologado para ser vendido no Brasil terá apenas com motor 1.6 flex, que rende até 130 cv  e 16,5 kgfm de torque a 4.700 rpm quando abastecido com etanol. Ainda no conjunto mecânico, o câmbio será automático, de seis marchas.

Leia mais:  Kawasaki revela a nova W800, café racer com estilo retrô

LEIA MAIS: Kia Rio chega à Argentina antes de desembarcar no Brasil

 Para ter força na briga com os principais rivais, o Kia Rio contará com itens com ar-condicionado digital, direção com assistência elétrica, revestimento de couro no interior, volante multifuncional, faróis de neblina, central multimídia compatível com Android Auto e Apple Car Play, controle de estabilidade, entre outros equipamentos.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana