Momento Destaque

Gov. Mauro Mendes defende em Brasília pena de morte para crimes relacionado a tráfico de armas e drogas no País.

Publicado

O governador de Mato Grosso,  Mauro Mendes (DEM) defendeu, nesta terça-feira (08), penas mais duras para crimes de maior gravidade como tráfico de armas e drogas no Brasil.

Para o gestor, é necessário um maior debate acerca da pena de morte no País. A defesa foi feita durante reunião do Fórum dos Governadores, em Brasília.

No discurso, o governodor lembrou dados da violência divulgados pelo “Atlas da Violência”, feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Conforme o levantamento, em 2013, foram 55 mil assassinatos no Brasil. Este número cresceu e ultrapassou 65 mil registros em 2017.

“Quando alguém ousa falar assim: ‘Eu defendo pena de morte para alguns tipos de crime’ aparecem alguns e dizem: ‘Olha, vai morrer alguns inocentes’. Não estou aqui para defender a pena de morte, mas tenho coragem de debater esse tema”, disse Mendes.

“Mais de 60% dos crimes estão diretamente associados ao tráfico de drogas. Se olharmos no mundo inteiro, os únicos países que conseguiram conter essa praga, essa epidemia, esse câncer, foram os que adotaram penas muito radicais para sua prática. Investir na polícia é ótimo. Tecnologia é muito bom. Mas se isso resolvesse não teria tráfico de drogas nos Estados Unidos”, acrescentou.

Mendes citou que a mudança das leis é de responsabilidade do Legislativo brasileiro. Entretanto, afirmou que os congressistas não debatem o tema como deveriam.

“Claro que esse tema é dos nossos senadores e deputados. Mas, como muitos temas, o Congresso não tem a coragem de fazer [o debate] na profundidade e com a grandeza que deve ser feito para mudar o País”, afirmou.

 

assessoria/momentomt/

Comentários Facebook
publicidade

Momento Destaque

Não é só bagunça: carnaval também anima as crianças pelo Brasil; veja fotos

Publicado

 

source

O carnaval no Brasil é papo sério e faz ou já fez parte vida de quase todos os brasileiros. Afinal, quem nunca curtiu a folia pelo menos uma vez na vida ou conhece alguma boa história de alguém próximo?

Leia também: Foliona se empolga e solta palavrão ao vivo na TV Globo; assista vídeo 

Para quem tem filhos, a folia não precisa necessariamente acabar pelo cuidado com os pequenos. Por todo o Brasil há opções infantis e as crianças aproveitam muito o carnaval, no seu jeito. Versões infantis dos principais blocos de rua, blocos criados para crianças, festas em clubes e matinês são algumas das atrações que visam o público infantil e agitam os principais carnavais brasileiros: no Rio de Janeiro, em Salvador, no Recife, em Olinda, em Belo Horizonte e em São Paulo, a festa é também infantil.

Confira fotos de crianças curtindo o carnaval pelo Brasil

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Destaque

Dúvidas sobre a declaração IR 2020? A especialista Rosimeri Paloschi esclarece

Publicado

A expectativa é de que 32 milhões de declarações sejam enviadas até o final do prazo.

A Receita Federal anunciou na quarta-feira (19) as regras para a entrega da Declaração do Imposto de Renda 2020. Na data de ontem (20) disponibilizaram o programa para Download através do portal da Receita Federal. Efetivamente a transmissão da declaração só poderá ser realizada a partir do dia 02 de março até as 23:59 do dia 30 de abril de 2020.

Você sabe como fazer a declaração? Qual a importância de se declarar o imposto de Renda? Quais as consequências de não cumprir os prazos?

Arquivo Pessoal

Para tirar essas e outras dúvidas conversamos com Rosimeri Paloschi Sócia Proprietária da C-Controll Contabilidade e Consultoria.

Rosimeri explica que a principal e única mudança será no período e quantidade de lotes das restituições, que aconteciam em 7 vezes, iniciando em junho e, neste ano teremos a antecipação  do primeiro lote  para o dia  29 de maio e ocorrerá em  5 lotes com término previsto para setembro. A profissional respondeu os seguintes questionamentos:

Qual a Importância em declarar?  

E sempre importante mencionar a necessidade em ter um profissional qualificado para auxiliar e tirar as dúvidas em relação a declaração de imposto de renda, bem como efetuar a elaboração e a transmissão da mesma. Pois se tratam de informações serias  que são transmitidas  a receita federal. São dados financeiros que são declarados  e uma informação errada pode acarretar numa fiscalização para o declarante, podendo gerar impactos sobre o CPF (cadastro de pessoa Física) do mesmo.

Quem precisa declarar?

São obrigados a declarar as pessoas físicas que tiveram rendimentos tributáveis no ano calendário de 2019, como salários e alugueis por exemplo, superiores a R$ 28.559.70, aqueles que receberam rendimentos isentos acima de R$ 40.000,00, como distribuição de lucros, e também os produtores rurais que tiveram faturamento superior a R$ 142.798,50.

Estão obrigados a declara ainda, as pessoas físicas que realizaram operações de venda de imóveis e operações na bolsa de valores, e as pessoas físicas que passaram a ter um patrimônio superior a R$ 300,000.00 no ano de 2019.

MEI (Microempreendedor individual) deve declarar?

Essa é uma situação especial. O fato dele ter uma microempresa, ser um microempreendedor individual, não o obriga a realizar a elaboração da declaração de imposto de renda, apenas se o mesmo se enquadrar ainda, em alguma das situações citadas na resposta anterior. Vale mencionar que geralmente o MEI precisa comprovar renda e não tem holerite. Por isso é importante,mesmo não sendo obrigado, realizar a transmissão da declaração para servir como comprovação de renda, o que poderá ser apresentado aos bancos ou fornecedores para fins de cadastro.

Quais são as consequências para quem não declarar?

O contribuinte deve cumprir a exigência ou mais cedo ou mais tarde terá uma dor de cabeça com à receita federal. Podendo até acarretar n suspensão do CPF.

Para aqueles que estão na obrigatoriedade e não fizer a transmissão da declaração ou realizar fora do prazo, estará  sujeito a aplicação de  multa mínima no valor de 165,74

Não sei fazer a declaração, quem devo procurar?

Um contador de preferência. Fazer a declaração de Imposto de renda não é prerrogativa exclusiva do contador, mas é o profissional mais capacitado para atender essa demanda. É exatamente o profissional que saberá fornecer as informações quanto a obrigatoriedade, documentos e prazos que precisam ser atendidos para a elaboração e  transmissão da declaração. “O contador é o melhor profissional onde ele poderá buscar auxilio”.

Atenção:

O prazo de envio terá início às 8 horas do dia 2 de março e termina às 23h59min59s (vinte e três horas, cinquenta e nove minutos e cinquenta e nove segundos) horário de Brasília, do dia 30 de abril de 2020.

Acesse o portal da Receita para mais informações.

 

Por Aline Viana

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana