Momento Cidades

Hugueney apresenta projeto para implementar cultura empreendedora em Cuiabá

Publicado

O vereador Vinícius Hugueney (PP) apresentou um Projeto de Lei que visa instituir em Cuiabá o Programa Empreendendo no Bairro, a ser desenvolvido pela Secretaria Municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico.
O parlamentar afirma que o objetivo inicial do programa é estimular a cultura empreendedora em nossa cidade. Para isso, ele entende que é importante contar com o apoio das associações de bairros no sentido de promover ações para “capacitar e qualificar profissionais autônomos, grupos produtivos, micro-empreendedores formais e informais, para fomento das atividades econômicas em geral”.
Outro ponto é estimular a formalização dos profissionais autônomos, grupos produtivos e empresas, bem como possibilitar o acesso aos diversos serviços de inclusão social ofertados pelo Poder Público, para fomentar as pequenas iniciativas econômicas.
Para a consecução dos objetivos do Programa, o vereador prevê que serão necessárias ações de orientação profissional e empresarial, jurídica e treinamento, para, inclusive, encaminhar trabalhadores mais bem preparados para ocuparem postos de trabalho, oferecidos no mercado.
O parlamentar destacou, por fim, que a orientação para acesso a linhas de microcrédito também não pode ser esquecida. Ele acrescentou também, que o “Poder Público Municipal poderá promover palestras, conferências e campanhas junto a associações de moradores, sindicatos, escolas, igrejas e outros locais que reúnem segmentos sociais”, com o fim de divulgar e implementar a cultura empreendedora nesta Capital.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá

Imprimir Voltar Compartilhar:  

</div

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Em um mês, Vigilância Sanitária autua 361 estabelecimentos comercias em Várzea Grande

Publicado


.

08/07/2020    7

Com o objetivo de prestar contas e informar à população sobre o importante papel da Vigilância Sanitária durante a pandemia, o setor apresentou balanço das ações e atendimentos realizados durante o mês de junho. Conforme os dados apresentados contabilizaram 361 inspeções que resultaram em autuações/infrações.

Todos os estabelecimentos que possam constituir algum tipo de risco à saúde pública, pelo tipo de atividade econômica, e em desacordo com o decreto 43/2020, que endurece ainda mais as regras da paralisação das atividades não essenciais e a proibição da comercialização de bebidas refrigeradas, estão sendo vistoriados. As ações visam promover e proteger a saúde da população, evitando a exposição a riscos ao coronavírus.

Segundo o secretário de Governo e Superintendente da Vigilância Sanitária, Cel Alessandro Ferreira da Silva, foram realizadas notificações, autuações e multas em locais que reincidem em práticas contrárias ao decreto municipal.

“Primeiramente quando somos chamados para vistoriar estabelecimento, por exemplo, e notamos algum aspecto irregular nós notificamos verbalmente os responsáveis. Logo depois, caso não seja cumprida a orientação nós notificamos formalmente, estabelecendo um prazo para que seja cumprida a ordem. Caso contrário, esse estabelecimento será autuado podendo acarretar em multa ou até mesmo interdição do local”, destaca.

Em relação às reclamações que chegaram até o núcleo, o relatório apresenta que foram feitas com maior frequência denúncias em comércios de distribuidores de bebidas, bares e restaurantes respectivamente com 41 autuações. As irregularidades ocorrem com maior frequência nos finais de semana, onde estes estabelecimentos lideram ranking de reclamações, pela falta do distanciamento social, aglomeração e consumo de bebida gelada, o que é proibido, enquanto vigência do  Decreto, além de ultrapassar o horário de funcionamento determinado.

“A maioria dos casos envolve as distribuidoras de bebidas, já em outros casos, áreas de alimentação. Mas também estamos tendo êxito nas ações porque uma parte da  população de Várzea Grande está entendendo a mensagem do Executivo Municipal e cumprindo as regras de estar em casa nos finais de semana, só nos casos excepcionais se deslocam para trabalho e/ou busca de atendimento essencial, e idas ao mercado”, aponta Alessandro.

Conforme o Superintendente, esses resultados expressivos são frutos do respaldo e credibilidade concedidos à equipe, além dos parceiros que integram a ação, a Guarda Municipal e Polícia Militar, o que culmina na realização de ações eficientes, executadas conforme a legislação vigente, com responsabilidade e dignidade.

Alessandro Ferreira disse se sente realizado com o trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe da Vigilância Sanitária e garantiu que continuará executando ações de fiscalização dentro dos princípios da legalidade e que busca sanar irregularidades visando o bem estar da população.

“Quando nos propomos a executar um trabalho com dinamismo, compromisso e respeito obtemos êxito e hoje, os resultados dos indicadores refletem perfeitamente o trabalho que foi desenvolvido pela equipe da Vigilância Sanitária. Estes resultados numéricos nada mais são, do que fruto de um trabalho de excelência. Sei que este feito só foi possível graças ao empenho, compromisso, profissionalismo e responsabilidade da equipe. Quero não só parabenizar os integrantes da Vigilância Sanitária, mas dizer que sei o quanto estes resultados são importantes para o nosso município, portanto, estarei sempre à disposição para ofertar total apoio às ações. Me sinto grato a cada um que se empenha em prol do bem coletivo”, destaca o secretário.

As ações da Vigilância Sanitária têm como finalidade promover e proteger a saúde da população e ser capaz de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção, da circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde.

Para proteção e prevenção de riscos diante de irregularidades ao Decreto Municipal de n° 43/2020, a Vigilância Sanitária  coloca a disposição da população para denuncia os seguintes números: (65) 3688.3028 (horário comercial); 0800.647.4121; 0800.646.3190 – Guarda Municipal de Várzea Grande; 190 CIOSP; denúncia por whatsapp: (65) 98468 8173; além do e-mail: [email protected]

 

Por: Cláudia Joséh – Secom/VG

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Secretaria de Ordem Pública lavra 922 instrumentos fiscais em 127 bairros

Publicado


.

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (SORP) lavrou 922 instrumentos fiscais em 127 bairros de Cuiabá, entre os dias 27 de março e 1º de julho, na Operação Integrada de Prevenção à Covid-19, que tem como objetivo cumprir os decretos municipais que tratam sobre as medidas emergenciais no período de pandemia, como a diminuição do fluxo de pessoas e de aglomerações. 

Os bairros com maior incidência de ações fiscalizatórias foram: Centro Sul (60), Porto (55), Centro Norte (36), Dom Aquino e Pedra 90 (27 cada), Tijucal (24), Alvorada e Bosque da Saúde (22 cada), Cidade Alta e Jardim das Américas (21 cada), Parque Cuiabá (19), Jardim Imperial e Santa Izabel (18 cada), Morada da Serra (17), CPA 2, Jardim Petrópolis e Residencial Coxipó (16 cada), Duque de Caxias e Lixeira (14 cada), Coxipó, CPA 3 e Grande Terceiro (13 cada), Boa Esperança e São Joao Del Rey (12 cada), CPA 1 e Osmar Cabral (11 cada), Areão, Bairro Popular, CPA 4, Jardim Califórnia, Jardim Vitória e Jardim Industriário (10 cada). 

Esses 32 bairros somam 608 ações fiscalizatórias, ou seja, 2/3 de do total de instrumentos fiscais lavrados. Outros 95 bairros da capital registraram ao menos um tipo de ação da Secretaria de Ordem Pública. 

Do total de instrumentos fiscais apurados entre 27 de março e 1º de julho, 849 ocorreram em atividade comercial, industrial ou de prestação de serviço; 56 em atividade comercial ambulante; 10 em atividade sonora ou produtora de ruído e 7 em obras e edificações em geral.

Com relação aos tipos de instrumentos lavrados, foram 566 autos de notificação, 312 autos de infração, 16 termos de suspensão ou redução de atividade, 8 termos de apreensão e depósito, 8 termos de vistoria comercial, 6 relatórios de atividades fiscais, 4 termos de retorno de notificação, 1 parecer técnico fiscal e 1 termo de interdição.

Para o secretário municipal de Ordem Pública, coronel Leovaldo Sales, durante toda a operação, os agente de regulação e fiscalização têm sido confrontados com a realidade das pessoas, que se veem entre a necessidade de sobrevivência e o risco de contaminação pelo novo coronavírus. “Vivendo essa realidade, procuramos ter sempre o bom senso de tolerar e entender certos conflitos e não penalizar ainda mais as pessoas, todavia, não deixando escapar de nós a certeza de que a saúde e a vida são os maiores bens que possuímos e ainda que alguns não entendam, a Secretaria de Ordem Pública, através das ações fiscais tem um único propósito: ajudar o nosso prefeito a proteger a saúde de todos os brasileiros que aqui vivem! Essa é a nossa missão, o combustível que nos impulsiona e nos convence de que estamos fazendo um grande benefício para todos os cuiabanos”, avalia. 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana