Momento Cidades

Incentivo à agricultura familiar é debatido na Câmara de Cuiabá

Publicado

Com a finalidade de debater o incentivo à agricultura familiar em Cuiabá, o vereador Luís Cláudio (PP) realizou uma Audiência Pública na manhã desta segunda-feira (21), no Plenário das Deliberações da Câmara Municipal. O evento contou com a participação da Secretária da Agricultura Municipal Débora Marques Vilar. O MP enviou, representando o Procurador Alberto Scalope, a Assessora da Procuradoria Edilene do Amaral. O secretário estadual da área Silvano Amaral foi representado pelo Ajunto Carlos Alberto Simões. Participaram também diversas comunidades rurais, entidades de produtores e ONGs.
Luís Cláudio argumentou que dentre os vários benefícios que a agricultura familiar proporciona e que justificam a Audiência, estão “a produção de alimentos para a segurança alimentar, a inclusão do pequeno produtor no mercado local e em programas de governo como o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), o aumento da oferta de produtos orgânicos à população – garantindo alimentação mais saudável -, incentivo à micro empresa e a expansão de práticas de produção ecologicamente sustentáveis”.
A Secretária Débora Vilar explicou que o objetivo do Executivo Municipal é avançar os 30% que a legislação exige como oferta mínima de produtos da agricultura familiar na composição da merenda escolar, Cuiabá quer atingir 100%. Como alternativa para atingir essa meta, ela destacou a importância de melhorar a infraestrutura tanto para aumento da produção, quanto para escoar os produtos. Mas que isso tenha o alcance desejado, Vilar mostrou a “importância do produtor estar ligado a uma associação ou cooperativa”.
Com relação a esse detalhe, o jornalista Paul Wagner, fundador da Cooperativa Conexão Verde Vitória, que comercializa produtos agrícolas frescos, ressaltou a necessidade de haver orientação técnica para as pequenas associações e cooperativas, “que muitas vezes perdem oportunidades de participar de programas de governo, porque não possuem documentação regular”.
O Adjunto Carlos Alberto falou sobre a decisão do governo Mauro Mendes de “buscar unir ações, pois o objetivo é alcançar o produtor rural no campo”. Como exemplo citou o programa Peixe Santo, que este ano não pode ser realizado por questões burocráticas, mas pode beneficiar produtores de pescado de uma ampla região. Outra questão citada foi quanto ao alto índice de importação de frutas e hortaliças, cuja produção local está na mira do governo atual.
A importância de maior atenção governamental para a produção local ficou demonstrada no relato da Diretora da ONG Mais Mulheres por Cuiabá Ivana Vilela que pesquisou o fornecimento da banana no mercado cuiabano. “A má gestão do controle de uma praga provocou a devastação da produção bananeira”, na Baixada Cuiabana, revelou, acrescentando que, hoje, um dos principais componentes da mesa cuiabana vem do nordeste.
Além da necessidade de um programa que leve assistência técnica à zona rural, é importante manter as estradas em condições de trânsito. A presidente em exercício da Associação de Agricultura Familiar da Comunidade São Gerônimo, a produtora Rosineide da Silva, disse que as estradas, em época de chuvas, impedem que os produtores façam o transporte. Ela estima que na São Gerônimo, que fica a menos de 20 quilômetros da Capital, na região do Coxipó do Ouro, tem em torno de 6 famílias produzindo, mas pode ter mais de 90. A alternativa encontrada, por ora, é a realização de uma feira dentro da comunidade, que passa a ser realizada no segundo domingo do mês, a partir do próximo dia 27.
A Assessora Edilene do Amaral anunciou um projeto com recursos provenientes de bancos internacionais que vai destinar mais de 150 mi de reais para atender programas de incentivo à produção nas regiões Norte e Centro Oeste. Na esteira desse anúncio, o vereador Luís Cláudio, falou sobre um projeto de lei de sua autoria que visa o incentivo da plantação da “batata doce industrial”, produto desenvolvido pelas universidades federais de Mato Grosso e do Tocantins, capaz de alimentar a produção de etanol e que pode ser processado por mini usinas. “Mas para buscar esses recursos, é necessário ter projetos”, concluiu o vereador.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá

Imprimir VoltarCompartilhar:  

</div

Comentários Facebook
publicidade

Momento Cidades

Várzea Grande recebe quarto lote e completa a primeira etapa de vacinação

Publicado


.

07/04/2020    3

A Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande retoma nesta quarta-feira (08) a campanha de vacinação contra a gripe influenza H1N1. O município recebeu um novo lote contendo 5.370 doses, que estará disponível em todas as unidades de saúde, o que já garante a conclusão da primeira etapa da campanha, que abrange idosos com idade acima de 60 anos e profissionais da Saúde.

Com essa nova leva de vacinas Várzea Grande totaliza 23 mil doses, ou seja, 100% do publico alvo, entre idosos e profissionais da saúde – desta primeira fase da campanha – contra a influenza H1 N1, vacinados.

“É importante que os idosos dessa faixa etária e que ainda não tomaram a vacina que se dirijam a um dos postos de atendimento para que possam ser imunizados. Estamos em um período bastante agitado por conta do caronavírus o Covid-19, por isso é importante que essa parcela da população esteja neste momento, vacinada e imunizada contra a gripe”, alertou o secretario de Saúde, Diogenes Marcondes.

O titular da pasta lembrou que a campanha foi antecipada para ajudar a diferenciar os casos de gripe Influenza do novo coronavírus, para o qual ainda não existe vacina. “A campanha deu início em todo o país no dia 23 de março e segue até o dia 22 de maio. Todos serão vacinados levando em conta cada etapa destinada à vacinação de grupos prioritários”.

De acordo a Técnica Responsável pela Vigilância em Saúde de Várzea Grande, Relva Cristina Silva Moura, todas as cidades brasileiras estão recebendo as vacinas por lotes fracionários por isso mesmo a campanha segue até o dia 22 de maio, prazo previsto para que todos as faixas etárias sejam imunizadas. “Todas as medidas estão sendo tomadas para garantir a vacinação da população da cidade, porém pedimos a colaboração no sentido de não fazer aglomeração nos postos de atendimentos, seguindo as regras de distanciamento social e se possível com o uso de máscaras. Os pontos de vacinação estarão funcionando nos horários das 7h:30m da manhã às 17h, sem intervalo para o almoço”.

Relva Cristina disse ainda que conforme forem chegando as doses a Saúde Pública de Várzea Grande, a campanha atingira os demais grupos prioritários, com a vacinação contra a influenza H1N1, já que diferente de algumas cidades preferiu agilizar as vacinas na medidas em que sejam entregues.

“Manteremos a população informada. Tudo que recebemos nos três primeiros lotes de doses das vacinas foram aplicadas. Os pontos de vacinação estão funcionando inclusive se necessário além do horário que vai das 7:30 às 17;00, sem intervalo para o almoço, lembrando da importância da imunização para podermos fazer frente a pandemia”, disse Relva Cristina.

O Decreto Municipal, de medidas de enfrentamento ao coronavírus, estabelece horário de funcionamento no âmbito da Administração Pública das 8:00 às 12:00, porém não se aplica aos serviços de saúde para a campanha de vacinação, que se dará nos dois horários. Isso é muito importante frisar”, explicou ela.

Os locais de vacinação em Várzea Grande acontecem em 17 unidades de saúde e duas unidades escolares: Confira os locais.

·      Clínica de Atenção Dr. Moacir Dellanes – Jardim Glória;

·      Clínica de Atenção Miguel Baracat – 24 de Dezembro;

·      Clínica de Atenção Arminda Sato (Marajoara);

·      Clínica de Atenção Vitor Marques (Cristo Rei);

·      Clínica de Atenção Dr. Lucilo Freitas (Parque do Lago);

·      ESF Manoel Bernado de Barros (Unipark);

·      ESF Maria Galdina da Silva (Vila Arthur);

·      ESF Margarida Pereira Tavares (Manaira);

·      ESF Maria José Pedrosa (Capão Grande);

·      ESF Binoca Maria da Costa (Manga);

·      ESF Lurico Ferreira de Magalhães (Souza Lima);

·      ESF Celestina Gomes Coelho (Água Vermelha);

·      CS – Laurentino Paulo Serqueira (Água Limpa);

·      CS – Jardim Imperial;

·      CS – Cohab Cristo Rei;

·      CS – Nossa Senhora da Guia;

·      CS Celina Batista Dantas (Ouro Verde);

Duas unidades escolares:

·      CMEI Albella Curvo de Moraes (Bairro Mapim);

·      EMEB – Maria Pedrosa de Miranda (Jardim Petrópolis).

 

Por: Da Redação – Secom/VG

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento Cidades

Câmara aprecia nesta terça (07) mensagem do Executivo que trata sobre o comércio via “Delivery” na Capital

Publicado


.

Câmara Municipal de Cuiabá

A Câmara Municipal de Cuiabá retoma as suas sessões ordinárias nesta terça-feira, dia 07. A plenária será realizada via plataforma digital, tendo em vista a pandemia do novo Coronavírus (covid-19) na Capital.
A sessão terá início às 9 horas e conta com cinco projetos em pauta. Dentre eles, vetos do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) a projetos de vereadores, e ainda a proposta que trata sobre o fim do recesso parlamentar no Legislativo Cuiabano.
Também será apreciado a mensagem do Executivo que dispõe sobre o comércio de alimentos na modalidade “Delivery” no município de Cuiabá.
Vale ressaltar que, a sessão será apenas de cunho deliberativo. Ou seja, terá apenas a ordem do dia, onde são votados os projetos.
O Parlamento Municipal foi o primeiro legislativo do Estado a realizar sessão remota. A primeira ocorreu no ultimo dia 26. O novo sistema foi aderido pela Casa de Leis devido ao coronavírus, e deve se perdurar pelo período em que durar a restrição do convívio.

Kamila Arruda | Câmara Municipal de Cuiabá

Comentários Facebook
Continue lendo

Momento MT

Momento Nacional

Momento Esportes

Momento Entretenimento

Mais Lidas da Semana