Internacional

Afeganistão e Talibã começam negociações de paz no Catar

Publicados

em


source
Bandeira Afeganistão
Pixabay

Tratativas visam encerrar confronto entre as partes.

Após anos de confronto, o governo do Afeganistão e o Talibã estão reunidos para realizar negociações de paz. As conversas começaram neste sábado (12) na cidade de Doha, no Catar e estão sendo acompanhadas pelo secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo.

A negociação começou um dia após o 19º aniversário do atentado de 11 de setembro de 2001. O episódio foi um dos estopins para o início da intervenção internacional no Afeganistão, que foi liderada pelos Estados Unidos.

O negociador do Afeganistão, Abdullah Abdullah, disse, no início da cerimônia, que quer um “cessar-fogo humanitário”.  “Temos que acabar com a violência e conseguir um cessar fogo o mais rápido possível”, afirmou o negociador.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 100 mil civis morreram ou foram feridos em conflitos ao longo da última década. Os EUA gastaram aproximadamente R$ 4,5 trilhões em despesas militares no país.

Leia Também:  Venezuelanos protestam por serviços públicos e escassez de combustível
Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Primeiro paciente curado do HIV morre de leucemia

Publicados

em


source
homem em foto preto e branco
aMFAR / Facebook / Reprodução

Timothy Ray Brown morreu aos 54 anos

O norte-americano Timothy Ray Brown, primeira pessoa curada do vírus HIV, morreu de câncer. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (30) pela Sociedade Internacional de Aids (IAS), que disse que Brown, 54 anos, faleceu de leucemia. O americano havia sido diagnosticado com câncer em 2006 , ainda antes de derrotar o HIV, e, segundo a IAS, convivia “nos últimos seis meses com uma recaída da leucemia”.

“Em nome de todos os seus membros, a IAS manda suas condolências para o parceiro de Timothy, Tim, e para sua família e seus amigos”, disse a presidente da entidade, Adeeba Kamarulzaman.

Brown escreveu uma página inédita na história da medicina e se tornou símbolo de esperança para dezenas de milhões de pessoas infectadas pelo vírus causador da Aids. Diagnosticado em 1995, quando estudava em Berlim, o americano se livrou do HIV em 2008, após um tratamento inovador.

Leia Também:  Venezuelanos protestam por serviços públicos e escassez de combustível

Para tentar curá-lo tanto da Aids quanto da leucemia, câncer que afeta a medula óssea e as células sanguíneas, um médico da Universidade Livre de Berlim, Gero Hutter, decidiu destruir a medula óssea de Brown e submetê-lo a um transplante de células-tronco de um doador com uma rara mutação genética que lhe dava resistência ao HIV.

Após dois procedimentos perigosos e dolorosos, Brown foi declarado curado das duas doenças. O HIV nunca mais voltou, mas a leucemia apareceu novamente no início deste ano, afetando também seu cérebro.

Inicialmente, o americano ficou conhecido como “paciente de Berlim” para preservar seu anonimato, mas, em 2010, ele decidiu revelar sua identidade. “Eu sou a prova viva de que pode existir uma cura para a Aids”, disse Brown em entrevistas após se revelar ao público.

No início de 2019, um segundo paciente do HIV foi declarado curado, Adam Castillejo, que foi submetido a um tratamento semelhante. A terapia é considerada cara e inviável para ser aplicada em larga escala, mas abriu as portas para uma possível cura definitiva para o vírus da Aids.

Leia Também:  Na Alemanha, 900 pessoas são obrigadas a ficar em quarentena após festa familiar

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA