Internacional

Americanos e europeus querem fabricar vacina russa da Covid-19

Publicados

em


source
Vacina da Rússia com bandeira do país ao fundo
Ministério da Saúde da Rússia

Vacina russa é uma das mais avançadas do mundo

A Rússia pretende anunciar parcerias para que a produção da Sputnik V, vacina do país contra a Covid-19 , possa ser realizada com sócios americanos e europeus. O imunizante é um dos mais avançados do mundo na fase de testes para ser liberada para a aplicação em massa na população.

Um acordo já tinha sido firmado com o Brasil e, segundo o presidente do Fundo Russo de Investimentos Diretos, Kirill Dmitriev, agora o os russos seguem em negociação com o governo federal, que anteriormente havia descartado as negociações após fechar acordo para a produção da vacina de Oxford, da farmacêutica AstraZeneca.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo , Dmitriev afirmou que bancou os cerca de R$ 300 milhões do desenvolvimento do imunizante pelo Instituto Gamaleya e é responsável pela estratégia de vendas e parcerias do produto.

Leia Também:  Reino Unido corre risco de novo lockdown

Ainda de acordo com o diplomata, novos anúncios de acordos com empresas privadas e fundos de investimento para fabricação e distribuição da Sputnik V ocorrerão em até duas semanas.

Desde que a vacina russa foi anunciada, autoridades de todo o mundo e a comunidade acadêmica têm visto o imunizante com desconfiança. As principais críticas eram direcionadas ao registro da vacina para uso civil e à aplicação em profissionais de saúde antes mesmo do começo da fase 3 de testes, etapa que visa estabelecer segurança e eficácia em grandes grupos de pessoas.

Essa fase começou somente nesta semana na Rússia e terá 40 mil voluntários. A expectativa de Dmitriev é que os resultados iniciais saiam no mês que vem, começando assim a vacinação geral.

Nesta sexta (11), foi divulgado um acordo do fundo com o governo da Bahia para a compra de até 50 milhões de doses da Sputnik V até março, a depender de aprovações regulatórias. Parte dessas doses poderá ser ofertada por produção nacional caso avancem as tratativas já em curso com o estado do Paraná.

Leia Também:  Indiano é acusado de cortar barriga de esposa grávida para checar o sexo do bebê
Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Mulher não sabe de gravidez e sofre aborto durante brincadeira perigosa em carro

Publicados

em


source
aborto
Divulgação / Polícia MT

Gestante foi ameaçada não sabia que estava grávida e sofreu aborto em acidente


As jovens Keeley Harrison e Megan Meredith respondem na Justiça do Reino Unido por um acidente que ocorreu em março de 2019. Kelley viajava com amigos em um Ford Ka quando teve a ideia de iniciar uma brincadeira perigosa , a garota, que conduzia o veículo, trancou as portas e disse que iria fugir com o carro. 


Megan decidiu saltar para o capô do carro para obrigar a amiga a parar o veículo. Porém , Keley decidiu continuar dirigindo com a amiga no capô , após uma freada brucas Megan foi projetada para frente e fraturou o tornozelo e a tíbia . Ao chegar no hospital, a jovem descobriu que estava grávida e que a brincadeira resultou em um aborto

Leia Também:  Mulher é presa por suspeita de enviar carta com veneno à Casa Branca

Megan passou duas semanas internada e seis meses em tratamento. Desde então, as jovens respondem pelo caso em um tribunal, Megan deseja ser indenizada pela amiga por conta do acidente que ela gerou.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA