Internacional

China diz que OMS aprovou uso emergencial de vacina contra coronavírus

Publicados

em


.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse à China que apoia e compreende que o país inicie a administração de vacinas contra coronavírus experimentais enquanto os testes clínicos ainda estão em andamento, disse uma autoridade de saúde chinesa nesta sexta-feira (25).

A China fez contato com a OMS no final de junho e lançou seu programa emergencial em julho, de acordo com Zheng Zhongwei, autoridade da Comissão Nacional de Saúde do país.

Centenas de milhares de trabalhadores essenciais e outros grupos limitados de pessoas que se consideram correrem risco alto de infecção receberam a vacina, embora sua eficácia e segurança ainda não tenham sido plenamente estabelecidas, já que os testes clínicos de estágio avançado estão incompletos.

“No final de junho, o Conselho de Estado da China aprovou o plano de um programa de uso emergencial de vacina contra coronavírus”, disse Zheng em uma coletiva de imprensa.

“Após a aprovação, em 29 de junho, fizemos contato com os representantes relevantes do escritório da OMS na China e obtivemos apoio e compreensão da OMS”, disse.

Leia Também:  Melania Trump: Primeira-dama americana tem uma dublê?

O representante da OMS na China não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

A cientista-chefe da agência, Soumya Swaminathan, disse em Genebra neste mês que autoridades reguladoras nacionais podem aprovar o uso de produtos médicos em suas próprias jurisdições na situação atual de emergência, mas descreveu a medida como uma “solução temporária”.

A solução de longo prazo está na conclusão dos testes de estágio avançado, disse a autoridade da OMS.

Propaganda

Internacional

Policial usa arma de choque e prende passageira sem máscara em avião; assista

Publicados

em


source
Mulher é retirada com arma de choque por não estar utilizando máscara
Twitter/Reprodução

Mulher é retirada com arma de choque por não estar utilizando máscara

Uma passageira de um voo da Spirit Airlanes teve que ser imobilizada com uma arma de choque pela polícia por se recusar a usar máscara dentro do avião – protocolo obrigatório para evitar a propagação da Covid-19.

O incidente ocorreu em um voo que acabara de pousar em San Juan, Porto Rico , vindo de Newark, New Jersey, nos Estados Unidos, e causou confusão dentro da aeronave.

Através das imagens, é possível notar que a mulher, identificada como Nyasy Veronique Payne, grita com um homem de camiseta branca e, em seguida, dá um soco em outros passageiros.

A polícia foi acionada para conter os passageiros mais exaltados. O momento foi registrado pelos passageiros que compartilharam as cenas nas redes sociais.

Leia Também:  Ministro alemão espera que país tenha 20 mil casos diários de covid-19

Segundo publicação do Daily Mail , a polícia diz que Nyasy “provocou um incidente agindo no que as testemunhas chamaram de comportamento agressivo, hostil e desafiador”. 

Outro passageiro da aeronave afirma que um grupo de homens ‘começou a gritar calúnias homofóbicas e raciais’ para ela e seus companheiros. Um dos homens teria dado o primeiro soco, que não foi capturado pela câmera.

Nyasy Veronique Payne foi presa pela polícia de Porto Rico e retirada do avião.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA