Internacional

Covid-19: Bélgica inicia quarta-feira emissão de cerificado digital

Publicados

em


A Bélgica vai começar a emitir na próxima semana o Certificado Digital covid-19 da União Europeia (UE), ao mesmo tempo em que caminha para a classificação laranja no mapa da pandemia, informou hoje (11) o diário Le Soir.

A partir do dia 16, os cidadãos belgas poderão ter acesso ao certificado covid-19 da UE, que atestará a administração de uma ou duas doses de uma vacina contra a doença, o resultado negativo de um teste PCR realizado com pelo menos 72 horas de antecedência ou a recuperação da doença, devendo a pessoa fazer prova de um de teste positivo com data de 11 a 180 dias.

O ministro federal da Saúde, Frank Vandenbroucke, confirmou que está em preparação um quadro jurídico, adiantando que uma campanha de informação sobre o certificado será lançada também na quarta-feira.

Entretanto, a taxa de contaminação tem mantido tendência de baixa e, se ela se mantiver, a Bélgica poderá apresentar uma incidência de casos acumulados de infecção pelo novo coronavírus de menos de 150 casos por 100 mil habitantes, o que permite baixar de vermelho para laranja no mapa do Centro Europeu para a Prevenção e Controle das Doenças.

Leia Também:  Noivo é criticado por usar bermuda e camiseta em seu casamento

A Alemanha, Áustria, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estônia, Grécia, Letônia, Polônia e a República Tcheca já estão já ligados à plataforma europeia do certificado digital, que permite verificar os documentos emitidos em outros Estados-membros, facilitando os deslocamentos no espaço europeu.

Propaganda

Internacional

Talibã pendura cadáver em grua após execução por policiais

Publicados

em


source
Grupo extremista Talibã
Reprodução

Grupo extremista Talibã

Os talibãs penduraram o corpo de um homem morto em uma grua na principal praça da cidade de Herat, no Afeganistão, informa a agência Associated Press neste sábado (25).

Conforme relatos, o homem fazia parte de um grupo de quatro pessoas que teriam cometido uma tentativa de sequestro e foram mortos por policiais. Segundo um farmacêutico ouvido pela agência, os outros três corpos foram levados para outras cidades para serem “expostos”.

Não há nenhum comentário oficial do grupo fundamentalista que retomou o poder em 15 de agosto, mas a cena ocorre poucos dias depois de um dos fundadores do Talibã, mulá Nooruddin Turabi, anunciar que as  execuções e as amputações de quem cometesse crimes seriam retomadas.

Durante o primeiro governo do Talibã, entre 1996 e 2001, quem era acusado de roubo ou furto, tinha a mão ou a mão e o pé amputados, dependendo da gravidade da ação.

Já quem cometesse crimes mais graves, como assassinatos, era executado por parentes das vítimas – que também poderiam poupar a vida do acusado se aceitassem uma indenização conhecida como “dinheiro ensanguentado”.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA