Internacional

Covid-19: Reino Unido restringe funcionamento de bares, comércios e casamentos

Publicados

em


source
Reino Unido
Agencia Brasil/reprodução

Reino Unido anunciou novas medidas hoje.

Tentando conter a segunda onda da Covid-19 no país, o ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, anunciou que colocará Londres na fase de “Alto Risco” da pandemia. Isso deverá  endurecer as restrições no país a partir do próximo sábado (17).

A escala utilizada pelo governo britânico possui três fases. Atualmente, Londres está na fase 1, chamada de “Médio Risco”. Além da cidade, Essex, York e Derbyshire também foram para a fase 2. Com isso, as novas restrições aplicadas pelo governo são:

  • Restrição de horário de funcionamento de comércios, bares e restaurantes;
  • Serviços de alimentação só podem passar das 22h atendendo por telefone, sem possibilidade de retirada no local;
  • Controle de pessoas nas igrejas;
  • Casamentos e funerais com apenas 30 pessoas;
  • Proibição de reuniões em ambientes fechados com mais de 6 pessoas.
Leia Também:  França eleva nível de ameaça à segurança para patamar mais alto

As escolas seguirão abertas e ainda é permitido viajar, embora o governo não recomende que os cidadãos façam isso.

Ao anunciar a decisão, Hancock disse que “as coisas devem piorar” antes da situação sanitária do país melhorar. Até o momento, o Reino Unido registrou 43 milhões de casos de Covid-19, sendo o quinto país com mais infecções.

Fonte: IG Mundo

Propaganda

Internacional

Trump e Biden se atacam em últimos comícios antes das eleições

Publicados

em


source
Joe Biden e Donald Trump realizaram comício neste sábado
Reprodução

Joe Biden e Donald Trump realizaram comício neste sábado

Donald Trump e Joe Biden utilizaram do último sábado antes das eleições para se atacarem em comícios de campanha feitos em estados que podem definir o resultado da disputa, que se encerra em 3 de novembro.

O candidato democrata, Biden, foi a Michigan no começo da tarde, em evento que contou também com a presença do ex-presidente Barack Obama.

“Na terça, vocês podem escolher a mudança, e tudo está em jogo. Nossos empregos, nosso plano de saúde e o combate e a pandemia estão em jogo”, disse Obama.

Obama também comparou o desempenho dos EUA com o do Canadá, que teve bem menos mortes, mesmo na comparação proporcional. “Tuitar não resolve as coisas. É preciso de um plano. (…) Joe não vai chamar os cientistas de idiotas”, afirmou, à uma plateia que assistia o discurso de dentro de carros.

Leia Também:  Mortes após terremoto na Turquia e Grécia sobem para 14; feridos já são 607

Biden também atacou a atuação de Trump na pandemia. “Esse presidente sabia em janeiro que o vírus era mortal, como essa pandemia era perigosa. E mentiu para o povo americano”, disse. “O primeiro passo para vencer o vírus é derrotar Donald Trump”.

Em Michigan, as pesquisas mostram vantagem do candidata democrata,  51,4% ante 42,7% de Trump segundo o site FiveThirtyEight.

Trump, que esteve na Pensilvânia, também utilizou grande parte do seu tempo para atacar o rival. “O plano de Biden para abolir a energia americana é uma sentença de morte para a Pensilvânia. Um voto para Biden é um voto para banir o fracking [extração por fraturamento hidráulico] e mandar a Pensilvânia para um pesadelo de pobreza e depressão. O preço do gás vai explodir e a renda das famílias vai desabar. Eu sempre vou defender a energia da Pensilvânia”, disse o republicano. “Este será o estado que vai salvar o sonho americano.”

A Pensilvânia é um dos estados onde é feita a extração de petróleo e gás do solo usando fraturamento hidráulico. A técnica ajudou os EUA a ampliarem a sua produção de combustíveis, mas é questionada por ser poluente e danificar o ambiente.

Leia Também:  Armado com faca, homem é preso na rua onde ocorreu atentado em 2013 na França

Trump ainda acusou a imprensa e as grandes empresas de tecnologia de ocultarem informações prejudiciais a Biden e disse que o rival enriqueceu às custas da pobreza americana, ganhando dinheiro com a saída de fábricas dos EUA rumo a outros países, sem apresentar provas. Havia muita aglomeração no local do comício.

Segundo a agenda de Trump, seu domingo deve ser movimentado: ele deve visitar Michigan, Iowa, Carolina do Norte, Geórgia e Flórida.

Já Biden, estairá na Filadélfia, partindo depois para a Pensilvânia. Michigan e Pensilvânia são estados-pêndulo, onde o partido vencedor costuma mudar a cada eleição. Por isso, são considerados decisivos: ganhar em cada um deles aumenta muito as chances de vitória nacional.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA